Invent


Benjamin Biolay

Benjamin Biolay (Villefranche-sur-Saône, 20 de janeiro de 1973) é um cantor, compositor, multi-instrumentista, arranjador e produtor francês, mais conhecido por suas colaborações com os cantores Henri Salvador, Keren Ann, Coralie Clément (sua irmã mais nova) e Heather Nova, entre outros. Foi casado com a atriz Chiara Mastroianni, com quem teve uma filha.
Comparado por muitos a Serge Gainsbourg , Biolay é tido como um dos principais expoentes da nouvelle chanson, nome dado a um novo gênero de música francesa que reinventa a tradição da chanson, adicionando-lhe elementos de pop, rock e música eletrônica.

Nascido em Villefranche-sur-Saône, cidade próxima de Lyon, Benjamin Biolay teve desde cedo contato com a música, visto que seu pai, um clarinetista amador, levou-o a ter aulas de violino e posteriormente de tuba e de trombone. Nenhum desses instrumentos lhe despertou grande interesse.
Posteriormente  se interessou pela guitarra, que aprende a tocar sozinho, executando principalmente canções do rock internacional da época. Até então Biolay pouco se interessava pela música francesa, sendo Serge Gainsbourg uma das raras excepções, muito em especial pelo disco Histoire De Melody Nelson; por outro lado, a descoberta do Álbum White dos Beatles foi, segundo ele, o fator determinante para a sua decisão de ser cantor.

Depois da adolescência e de fazer parte de alguns grupos de rock, nenhum deles de grande sucesso, Biolay parte para uma carreira a solo e em 1996 assina contrato com a editora EMI. Mas os seus dois primeiros singles, “La Révolution”, de 1997, e “Le Jour Viendra”, de 1998, não chamam a atenção do grande público e o próprio cantor confessa-se insatisfeito com os resultados.
Em 1999 encontra-se pela primeira vez com a cantora Keren Ann, iniciando uma parceria que resultaria em quatro canções para o disco Chambre Avec Vue, de Henri Salvador, incluindo-se entre elas o grande sucesso Jardin D’Hiver. A dupla também assinaria todo os temas dos dois primeiros discos de Keren Ann, La Biographie de Luka Philipsen e La Disparition.
Com o sucesso de Chambre Avec Vue e o crescente interesse do público por La Biographie De Luka Philipsen, Biolay finalmente tem condições em 2001 para lançar o seu primeiro disco individual, Rose Kennedy.

É um álbum conceitual, onde todas as canções dizem respeito à história da família Kennedy, ainda que sejam poucas claras ou diretas as referências a qualquer um dos seus elementos. Mas a temática do disco e as influências do jazz, deixam à vista a inequívoca obsessão de Biolay pela cultura norte-americana.

Em 2002 casa-se com a atriz francesa Chiara Mastroianni, filha dos atores Catherine Deneuve e Marcello Mastroianni.

 

Em 2003, o ano seguinte nasceria Anna, a primeira filha do casal.

Também nesse ano é lançado o duplo álbum Négatif, considerado mais sombrio que o seu antecessor, com alusões à música ambientalista de Brian Eno.

Une chaise à Tokyo

O disco conta com as participações de sua irmã Coralie Clément, de Chiara Mastroianni e de Jo Stevens.

Little Darling

Nesse ano, durante uma viagem de automóvel, Biolay e Mastroianni têm a ideia de gravar um disco para se ouvir na estrada, como uma banda-sonora para o road movie do próprio ouvinte.

O resultado é o álbum Home lançado um ano depois, em 2004, com uma sonoridade já mais próxima do folk.

La Plage

Folle de toi

 

Em 2005 Benjamin divorcia-se de Chiara e lança o disco À L’Origine, no qual se observa uma maior aproximação ao rock, evidenciando um retorno às suas origens, segundo algumas opiniões  O disco conta com as participações de Françoise Hardy e Michel Becquet, mas é mesmo assim um dos seus trabalhos mais pessoais.

Même si tu pars

 Dans mon dos

 

O álbum de estúdio Trash Yéyé foi lançado em Setembro de 2007.


Benjamin Biolay – Dans La Merco Benz

Bien avant

Laisse Aboyer Les Chiens

Em 2009 lança o seu álbum mais recente, o duplo CD La Superbe.

 

La Superbe (clip officiel)

Padam – (clip officiel)

Benjamin Biolay – Brandt Rhapsodie


Considerado por muitos críticos como o sucessor de Gainsbourg, como o mestre, Biolay primeiro ficou conhecido como colaborador e só depois como cantor. A situação começou a mudar em 2009 com o disco “La Superbe”, o primeiro verdadeiro grande sucesso comercial de Benjamin Biolay, que na semana do lançamento chegou a ser o terceiro CD mais vendido além de ser o primeiro mais baixado das lojas virtuais. Mas, apesar da produção ter escolhido “La Superbe” e “Padam” para ilustrarem com um clipe, não é bem esta a canção que é considerada a melhor do opus e sim “Brandt Rhapsodie”, o duo mítico com Jeanne Cherchal. Antes, eles já tinham se encontrado várias vezes, e Benjamin sempre achou que havia uma certa afinidade artística entre os dois mas esta foi a primeira ocasião em que gravaram uma canção juntos. Durante o registro Biolay lhe explicou a proposta da música dizendo que almejava “contar a história de um casal através de recados deixados na porta de uma geladeira”. O resultado é uma canção surreal e atemporal. Nada melhor do que dois gênios trabalhando juntos.

Brandt Rhapsodie - Benjamin Biolay et Jeanne Cherhal

Lyon Presqu’île – (clip officiel)

Jaloux de tout

Em 2011 lança Pourquoi Tu Pleures

Benjamin Biolay a également entamé une carrière au cinéma. Cette fois, il tient le premier rôle du film Pourquoi tu pleures ? et en assure la bande originale.

Pas la forme

” Le Bonheur mon cul”

Biolay lançou um Best of, colaborou no  projeto de Isabelle Boulay, trabalhou na trilha sonora de “Pourquoi tu pleures” além de estar encarregado da produção do disco póstumo de Henri Salvador.

 

Ton Héritage, o novo clipe de Benjamin Biolay 

Desde que colaborou no excelente álbum La Biographie de Luka Philipsen da cantora franco-israelense Keren Ann, que Benjamin Biolay é patrono inconteste da nova geração da música francesa. E não é para menos, ele transforma tudo em ouro, só ou em dupla. Jardin d’hiver,co-escrito com Keren para o disco Chambre avec vue de Henri Salvador, fez um relativo sucesso em 2000 e  Mieux qu’ici-bas de Isabelle Boulay, produzido por ele, vendeu mais de 1,5 milhão de cópias. 
A partir de então não há estrela jovem ou veterana que não queira uma música assinada pelo artista, de Juliette Greco à Élodie Frégé, passando claro pela própria irmã Coralie Clément, cujo primeiro opus, Salle des pas perdus,é uma verdadeira obra-prima. As colaborações são uma espécie de parênteses na vida artística do autor, compositor e intérprete que só conheceu sucesso como cantor a partir do álbum Rose Kennedy em 2001, agraciado com um Victoires de la Musique de Álbum Revelação no ano seguinte. Três discos depois, um novo prêmio, desta vez na categoria de Intérprete Masculino e Álbum do Ano além de um Globes de Cristal pelo magnífico La Superbe, que foi sucedido por uma turnê e pelo lançamento de outros singles inéditos apresentados nos concertos e incluídos na versão live do CD. O resultado não poderia ser diferente, Benjamin é um dos indicados ao Victoires 2011  nas  categorias de Concerto e Canção do Ano pela música Ton Héritage.
Ton Héritage

Dans Paris

Em 2012 lançou o  album Vengeance

“Vengeance”, o sexto álbum de Benjamin Biolay. O artista  vinha promovendo o disco desde o início do ano passado através de teasers e de um duo com a cantora Julia Stone na canção ”Let’s Forget”, um dos extratos de ”By the Horns”, primeiro álbum solo da artista australiana.
Ciente da popularidade da cantora, Benjamin pediu que ela retribuísse o favor gravando outro duo com ele, só que para “Vengeance” desta vez. Outros convidados ilustres são Vanessa Paradis, Orelsan e Oxmo Puccino. Estranhamente nenhum destes duos foram escolhidos para defender o disco com um clipe mas a canção solo ”Aime mon Amour”.
Aime mon amour

 ”Vengeance” é mais roqueiro e pop que os precedentes. Julia Stone com quem gravou um duo na canção Let’s Forget é uma das colaboradoras do disco que tem uma presença insólita, o rapper Orelsan num dueto. O disco não seguiu a linha de “La Superbe” que encantou o público e a crítica em 2009.

Benjamin Biolay Belle Epoque Feat Oxmo Puccino

Biolay lançou o clipe da canção “Profite” em duo com a Vanessa. Um belo vídeo, vale a pena conferir.

Neste ano, acabou de lançar um algum em homenagem a Trenet .

Benjamin Biolay , disse em 2013, no centenário de Charles Trenet : ” Ele é o inventor da canção francesa ” . Ele decidiu homenagear o homem que ele ama desde a infância , através de um disco com doze reprises .

Charles Trenet et Benjamin Biolay. (Montage – Sipa)

Un album hommage à Charles Trénet

Biolay chante Trenet – bande-annonce

Benjamin Biolay, Nicolas Fiszman, Denis Benarrosh – Revoir Paris

Revoir Paris, foi composta por Charles Trenet , em 1947, no avião que o levava de volta para a França, depois de uma turnê de seis meses na América do Norte . Cheio de saudade , o canto teria voltado sem cumprir os seus  últimos compromissos . Verdadeira ode à capital , esta canção é imbuídade uma grande nostalgia.  Trenet  a interpreta durante seu recital no Théâtre de l’ Etoile em Paris  no dia 29 de novembro de 1947 .

Tocando com o baterista  Denis Benarrosh e o baixista  Nicolas Fiszman , Benjamin Biolay  mostra uma versão de Revoir Paris,  lânguida , com cordas e solo final  de trompete em surdina , um pouco mais lento do que o original .

Benjamin Biolay chante Trenet : Que Reste-t-il de nos Amours ?

Benjamin Biolay chante Trenet – La Chanson du Faussaire

Fontes:

http://www.benjaminbiolay.com/en

http://www.music-story.com/benjamin-biolay

http://www.parismatch.com/Culture/Musique/Benjamin-Biolay-va-sortir-un-nouvel-album-hommage-a-Charles-Trenet-un-nouvel-opus-qui-devrait-sortir-le-15-juin-prochain-750698

http://www.lefigaro.fr/musique/2015/05/05/03006-20150505ARTFIG00268-benjamin-biolay-devoile-un-premier-extrait-de-son-album-hommage-a-trenet.php

http://www.rtl.fr/culture/arts-spectacles/benjamin-biolay-devoile-un-premier-extrait-de-son-album-hommage-a-charles-trenet-7777553559

http://www.metronews.fr/culture/video-benjamin-biolay-revisite-charles-trenet-avec-revoir-paris/moeg!EKcHE6ze8muBw/

Read more...


Festival de Jazz à Saint- Germain- des-Prés – 2015

Festival de Jazz à Saint-Germain-des-Prés Paris é o tipo de evento ideal para quem ama Paris e a música. Com concertos exclusivos e shows em lugares inusitados, também é uma oportunidade para encontros entre artistas e revelações de novos talentos. Vai da próxima quinta-feira, 21/05, até 1° de junho.

Há shows também em teatros e outros locais além da igreja, o importante é levar o jazz, tão apreciado, aos parisienses.

Saint-Germain-des-Prés Jazz Festival

Festival de jazz em Paris: concertos dentro da igreja. Foto: Divulgação

Que tal assistir a um concerto de jazz dentro de uma igreja construída há 15 séculos? Em uma das cidades que respira história, arte e beleza?

Eric Bibb invite Ablaye Cissoko & un choeur gospel- Église Saint-Germain-des-Prés – quinta, 21/05 as 21 horas

Eric Bibb

 Ablaye Cissoko

 O Festival acontecerá em vários lugares.

Bande-annonce du Festival Jazz à Saint-Germain-des-Prés Paris 2015

 Lisa Simone, a cantora filha de Nina Simone, é uma das atrações mais esperadas do evento. Ela se apresentará no  l’Odéon-Théâtre de l’Europe,dia 1 de junho as 20:30 hr.

Lisa Simone, a filha de Nina Simone, é uma das atrações do Festival Jazz à Saint-Germain-des-Prés Paris. Foto: Divulgação.

 

Na Eglise Saint-Sulpice , no dia 26 de maio às 21 horas teremos Grande Soirée Gospel & Negro Spiritual « Voyage au cœur des grands classiques »

Rhoda Scott

 

Emmanuel djob

Linda Lee Hopkins

Vous pourrez par exemple rencontrer et bavarder avec des grands noms du jazz, tel que Kyle Eastwood au Café des Editeurs le 26 mai.

JAZZ & BAVARDAGES “LE JAZZ ET MOI” par Kyle Eastwood

Boire un café latte dans plusieurs Starbucks de la ville, en écoutant un groupe, grâce aux “Cafés-jazz”.

Salons Starbucks

Participer à des sessions de jam et découvrir les lauréats du 14ème Tremplin Jeune Talents.

Tremplin Jeunes Talents

Danser au grand bal swing années 50 de musique irlandaise au Centre Culturel Irlandais le 31 mai.

Grand Bal Swing

Vous pourrez aussi vous rendre à la Maison des Océans le 22 mai pour assister au concert du Shai Maestro Trio ;

Shai Maestro Trio

ou à la Maison des Cultures et du Monde, qui accueillera aussi de grands moments du festival avec le Lars Danielsson Group, le Tingvall Trio

Lars Danielsson Group 1ère partie : Christophe Girard & Mélusine.

Lars Danielsson – Liberetto – Album Trailer

Christophe Girard & Melusine // teaser

Aldo Romano trio 1ère partie : Emil Afrasiyab quartet

Dino Rubino : piano / Michel Benita : contrebasse / Aldo Romano : batterie

Aldo Romano

 Emil Afrasiyab quartet

Tingvall Trio

En bref, que vous soyez plutôt gospel, blues ou swing vous aurez de quoi faire. Le jazz s’empare de Paris pendant 10 jours, avec 1 700 artistes et 1 000 heures de musique. Et vous êtes les bienvenus.

Para acompanhar o festival, veja as informações completas no site do Festival de Jazz à Saint-Germain-des-Prés

Créé en 2001 et situé dans le quartier mythique de Saint-Germain-des-Prés, berceau du jazz en Europe, le Festival Jazz à Saint-Germain-des-Prés Paris n’est pas un festival de plus mais un festival à part. Il est l’un des événements jazz majeurs parisiens et propose chaque année :

  • Des concerts exceptionnels, fondés sur des rencontres inédites d’artistes, des découvertes de talents et des coups de cœur ;
  • Des têtes d’affiche et des jeunes talents. Au festival depuis 2001 : Youn Sun Nah, Dee Dee Bridgewater, Brad Meldhau, premier concert en France de Norah Jones, Monty Alexander, Manu Katché, Manu Dibango, Michel Legrand, Michel Portal, Paolo Fresu, Kenny Barron, Kurt Elling, Lucky Peterson, Richard Galliano, Ben l’Oncle Soul, Raphael Gualazzi ;
  • Un cadre exceptionnel, unique et patrimonial : l‘Église Saint-Germain-des-Prés, l‘Église Saint-Sulpice, la Maison des Océans, l’Université Paris-Sorbonne, l’Université Paris Descartes, le Sénat, le réfectoire des Cordeliers, le Théâtre de l’Odéon, le Centre Culturel Irlandais…
  • Le jazz comme une culture pluri-artistique : concerts, expositions photos, Jazz & Bavardages, conférences, master class, Jazz & Champagne…

Fontes:

http://festivaljazzsaintgermainparis.com/accueil

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris/

http://www.parisbouge.com/mag/articles/ca-swing-a-paris-avec-le-festival-jazz-a-saint-germain-des-pres-2167

 http://www.jazzradio.fr/news/radio/26749/le-festival-jazz-a-saint-germain-des-pres-va-faire-jazzer-paris

http://parisjazzagenda.canalblog.com/archives/2015/04/22/31928646.html

 

Read more...


Charles Aznavour en rencontre-dédicace na Fnac Saint Lazare

Charles Aznavour em encontro intimista e gratuito em Paris. Foto: Pierre Verdy/ AFP

Aviso aos fãs de Charles Aznavour: o astro francês estará no próximo sábado, a partir de 16h, em um encontro com o público na loja Fnac de Saint Lazare. Será um momento exclusivo e excepcional para os amantes da música francesa.

Além do repertório de antigos sucessos, o cantor mostrará trabalhos inéditos do novo álbum, que foi lançado dia 04/05, com uma temporada de shows no Palais des Sports em Paris.

Charles Aznavour va sortir "Encores", son nouvel album

O encontro intimista acontece a poucos dias de le grand Charles (como os franceses carinhosamente o chamam) completar 91 anos (seu aniverário é em 22 de maio). O ícone, conhecido mundialmente por suas interpretações de La Bohème e de Que C’est Triste Venise, parece que nem pensar em parar. Nossos ouvidos agradecem.

“Avis aux fans de Charles Aznavour ! L’artiste vous attend en grand nombre, le samedi 16 mai 2015, à partir de 16h, pour une rencontre-dédicace exceptionnelle et gratuite !

Un moment exclusif que la Fnac Saint Lazare vous propose de vivre à l’occasion de la sortie du nouvel album du chanteur. 

Baptisé “Encores“, ce nouvel opus est attendu dans les bacs le 4 mai et risque fort de donner le sourire à ses nombreux fans. 

Charles Aznavour en rencontre-dédicace à la Fnac Saint Lazare

Et autant vous le dire de suite mais Charles Aznavour en veut encore. Apprendre. Encore. La retraite ? Il éclate de rire :« Ma retraite ? Avec une canne ? Et me laisser pousser la barbe parce que c’est difficile de se raser le matin ? Ce n’est pas mon truc. La bonne retraite, c’est ne pas être à la retraite» confie-t-il.

Notez d’ailleurs que “Encores” est le premier disque dont Aznavour, en plus des textes et des compositions, signe également les arrangements.

Rendez-vous donc le 16 mai prochain pour faire dédicacer ce nouvel opus par Charles Aznavour !”

 

Charles Aznavour – Avec un brin de nostalgie

Informações práticas:

Charles Aznavour en rencontre-dédicace à la Fnac
Sábado 16 de maio de 2015
Horário: a partir de 16h
Fnac Saint Lazare (no fórum da loja)

109, Rue Saint -Lazare

75009 Paris

Evento gratuito e com entrada livre, de acordo com o limite de lugares disponíveis.

 

Fontes:

http://www.fnac.com/Charles-Aznavour/cp26507/w-4

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris/

http://www.sortiraparis.com/scenes/concert-musique/articles/83267-charles-aznavour-en-rencontre-dedicace-a-la-fnac-saint-lazare

http://www.lejsl.com/actualite/2015/03/21/charles-aznavour-en-veut-encores

http://www.europe1.fr/musique/charles-aznavour-va-sortir-encores-son-nouvel-album-2404107

http://www.chartsinfrance.net/Charles-Aznavour/news-96343.html

http://www.nostalgie.fr/radio-421/actu-antenne-485/article/326281-charles-aznavour-rencontre-dedicace-a-la-fnac-st-lazare.html

Read more...


Paris Merveilles novo espetáculo do Lido, Paris

Eu não poderia deixar de falar do maravilhoso espetáculo que acabou de estrear no Lido de Paris assinado por Franco Dragone, o Paris Merveilles – é grandioso!

 Figurino luxuoso, cenário com tecnologia de ponta, iluminação moderníssima, músicos impecáveis, bailarinos e bailarinas lindos e talentosos, enfim, um momento único, uma viagem extravagante entre as maravilhas de Paris

@Pascaline Labarrere

@ Jpanie

@G.Mairet

@ Jpanie

Acompanhando tudo isso, um jantar com cozinha francesa e sobremesas Lenotre.

danseuse Lido Paris

nota 2 colagem 2

O Lido é uma das maiores e mais importantes casas de espetáculo da Europa. Tem sido um grande momento da noite parisiense desde que foi inaugurado, em 1946. Uma verdadeira casa de sonhos.

Imperdível!

Paris Merveilles » nouvelle revue du Lido

Dancers perform during a general rehearsal of "Paris Merveilles", the new revue of the Lido cabaret, directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015.     AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Dancers perform during a general rehearsal of “Paris Merveilles”, the new revue of the Lido cabaret, directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015. AFP

A dancer performs during a general rehearsal of "Paris Merveilles", the new revue of the Parisian cabaret the Lido directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015.     AFP PHOTO / LOIC VENANCE

A dancer performs during a general rehearsal of “Paris Merveilles”, the new revue of the Parisian cabaret the Lido directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015. AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Dancers perform during a general rehearsal of "Paris Merveilles", the new revue of the Lido cabaret,  directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015.     AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Dancers perform during a general rehearsal of “Paris Merveilles”, the new revue of the Lido cabaret, directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015. AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Dancers perform during a general rehearsal of "Paris Merveilles", the new revue of the Lido cabaret, directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015.     AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Dancers perform during a general rehearsal of “Paris Merveilles”, the new revue of the Lido cabaret, directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015. AFP PHOTO / LOIC VENANCELido Paris

Dancers perform during a general rehearsal of "Paris Merveilles", the new revue of the Lido cabaret, directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015.     AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Dancers perform during a general rehearsal of "Paris Merveilles", the new revue of the Lido cabaret, directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone, at the Lido in Paris, on April 2, 2015.     AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Dancers perform during a general rehearsal of "Paris Merveilles", the new revue of the Parisian cabaret The Lido directed by Italian-Belgian theatre director Franco Dragone in Paris on April 2, 2015.     AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Le Lido

116 Av. des Champs-Élysées, 75008

 

Fontes:

http://www.lido.fr/

http://www.jeudi.lu/paris-merveilles-nouvelle-revue-du-lido/

http://lulacerda.ig.com.br/paris-por-paulo-pereira-65/

Read more...


Fête de l’Europe 2015 em Paris

A décima edição do Festival da Europa acontecerá em Paris no pátio do Hôtel de Ville (a Prefeitura ) sábado, dia 9 de maio  : concertos, exposições, debates , entretenimento para todas as idades … Este ano, Paris celebrará a Europa oferecendo um dia festivo !

Desfrute de concertos gratuitos durante todo o dia : muitos grupos de música de vários países europeus irão se apresentar no grande palco na frente do Hôtel de Ville de 12H à 22H .

Retrouvez dès 12h, les concerts pop/rock de Noiserv (Portugal)Say Yes Dog (Allemagne/Lux).  À 22h retrouvez sur scène les Espagnols Bigott, les Français Alb, et les Danois WhoMadeWho.

Sob a bandeira da luta contra as alterações climáticas ,da convivência e da ajuda ao desenvolvimento , a Fête de l’Europe 2015 também vai permitir  compreender melhor as políticas da UE em favor do meio ambiente e do e desenvolvimento.

“Un village éuropéen”  reune as instituições europeias , associações parisienses , fundações, ONGs e grupos de reflexão especializados em assuntos europeus e clima . Os visitantes vão encontrar informações sobre os programas europeus (Fundos Estruturais, Erasmus + , Jeunesse (Juventude) , etc.) e as políticas europeias , incluindo a ajuda ao desenvolvimento e a mobilidade na Europa ( estudo, trabalho,  estágio , voluntariado ) . Tendo em vista a conferência sobre o clima global,  que será realizada em Paris, em Dezembro ( COP21 ) , as pessoas também vão encontrar muita informação e entretenimento para compreender melhor os desafios da luta contra as alterações climáticas .

Atividades lúdicas e pedagógicas para todas as idades , irão entreter famílias em torno da integração europeia e do clima : oficinas interativas , teatro de rua ,  foto souvenir, quizzes ,  blind teste  , oficinas de desenho e pintura , jogos de tabuleiro , etc

Duas exposições de fotografia são apresentadas : “60 soluções para a mudança climática ” por Yann Arthus Bertrand e “ Borderline – As fronteiras da paz ” do fotógrafo italiano Valerio Vincenzo . Animações de street art serão organizadas em diferentes locais da capital.

Yann Arthus Bertrand

60 solutions face au changement climatique

Résidus pétroliers issus de l’exploitation des sables bitumineux, Fort McMurray, Canada. L’extraction des schistes bitumineux est extrêmement polluante et émettrice de CO2 (57°01’ N – 111°38’ O). © Yann Arthus-Bertrand Altitude / Photo

Feedlot à proximité de Bakersfield, Californie, États-Unis – Yann Arthus-Bertrand

60 solutions face au changement climatique

Valerio Vincenzo

Valerio Vincenzo

Pays-Bas / Belgique / Allemag­ne

Belgique / Pays-Bas

Allemagne / Danemark

Allemagne / Pologne

Allemagne / Pologne bis

France / Allemagne

Italie / Autriche

Lettonie / Estonie

Autriche / République-tchèque

Autriche / Hongrie

Pologne / Slovaquie

Portugal / Espagne

Slovaquie / Pologne

Suisse / France

Suisse / Italie

Suisse / Italie

Serão realizados debates durante toda a tarde no local , em torno de três temas : “Alimentação: quais  desafios para o futuro? ” ” Clima e transição energética : podemos chegar lá ? ” ” Europa: quais valores comuns ? Qual o papel da cultura? “

Les Danois WhoMadeWho

Fontes:

http://www.europarl.fr/fr/votre_bureau_d_information/nos_activites/9_mai/hotel_ville.html#shadowbox/3

http://www.sortiraparis.com/enfant-famille/articles/51250-que-faire-ce-week-end-du-8-9-et-10-mai-a-paris-avec-les-enfants

http://blog.velib.paris.fr/blog/2015/05/07/fete-de-leurope-2015/

http://www.diplomatie.gouv.fr/fr/politique-etrangere-de-la-france/europe-828/evenements-et-actualites-lies-a-la/autres-evenements-au-niveau/article/video-et-photos-de-l-exposition

Read more...


Journée Internationale du Jazz – Dia Internacional do Jazz, em Paris

Este ano , Paris hospeda o quarto Dia Internacional do Jazz , criado pela UNESCO em 2012. Nesta quinta-feira ,  30 de Abril , durante o dia e à noite,  uns cinqüenta eventos, concertos, showcases, conferências , projeções , exposições , workshops , jams, ateliers  e master classes serão divididos em vinte bairros da capital .

A l’occasion de la Journée internationale du Jazz, dont Paris est la ville hôte pour l’édition 2015, de nombreux événements gratuits se dérouleront dans Paris, durant la Journée du 30 avril 2015. Ateliers, concerts et discussion pour mettre le Jazz à l’honneur !

International Jazz Day 2015

Os clubes de jazz da capital  participam da festa, oferecendo  uns trinta concertos gratuitos , como a “nuit italienne ” Noite Italiana ” no Sunside , na famosa Rue des Lombards , com entre outros, o pianista Nico Morelli e o saxofonista e clarinetista Francesco Bearzatti .

Nico Morelli, pianiste italien, qui a déjà collaboré avec Marc Johnson, Paolo Fresu, Enrico Rava, André Ceccarelli, Steve Lacy…, est l’un des pianistes jazz les plus passionnants de sa génération. Classe, élégance, raffinement, modernité et en même légèreté, participent à l’excellence de ce disque live et ce futur concert.

Francesco BEARZATTI & Nicola SERGIO Trio – concert gratuit

A agenda dos clubes de jazz está disponível aqui !!!

A Philharmonie está envolvida no festival , e  também muitos conservatórios . No entanto, um punhado de concertos continuará  sendo pago em Paris na noite de quinta .

Du swing dans les mairies et les gares

Neste dia particular, o jazz sairá dos lugares onde costumávamos ouvir. Hôtel de Ville, mairies d’arrondissement, o Forum des Halles (la  place Carée) , o kiosque de Luxemburgo , mas também as grandes estações de trem , serão envolvidos.

Isto tornará possível ouvir Dee Dee Bridgewater e Al Jarreau em conferência , e  assitir a  showcases de Kellylee Evans, Giovanni Mirabassi , Lou Tavano , China Moisés , André Manoukian e Daniel Humair .

Du jazz pour les démunis

Os mais desfavorecidos e as pessoas que sofrem também receberão algumas visitas musicais. Para o Jazz Day 2015, concertos estão agendados em alguns abrigos e hospitais da capital .

Un concert prestigieux à l’Unesco à suivre sur internet

Como o próprio nome sugere, o Dia Internacional de Jazz não é apenas em Paris. Cerca de 196 países estão participando em todo o mundo.

Mas a capital será o epicentro do evento com a chegada de eminências de jazz, começando com Herbie Hancock, embaixador da Boa Vontade da UNESCO para o diálogo intercultural. Sob a direção do compositor John Beasley, ele vai sediar um concerto que vai trazer prestígio Wayne Shorter, Dee Dee Bridgewater, Al Jarreau, Marcus Miller, Annie Lennox, Til Bronner, Dianne Reeves, Igor Butman, Avishai Cohen, Eliane Elias, Terri Lyne Carrington Mino Cinelu, Antonio Farao, Kenny Garrett, James Genus, Lee Ritenour, Femi Kuti, Gregoire Maret, Hugh Masekela, A Bu Ibrahim Maalouf, Guillaume Perret, Rudy Perez, Claudio Roditi, isfar Sarabski, Dhafer Youssef, Ben Williams .. .

O concerto será transmitido ao vivo no site da UNESCO, do Departamento de Estado dos Estados Unidos, do Jazz Day e do Instituto de Jazz Thelonious Monk .

O Dia Internacional de  Jazz é organizado anualmente pela UNESCO em parceria com o Instituto Thelonious Monk de Jazz – onde  Herbie Hancock é o presidente – que enviou alguns emissários para Paris para participar das festividades.

Herbie Hancock, gala "A Great Night in Harlem", octobre 2014<br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br />

Herbie Hancock, gala “A Great Night in Harlem”, octobre 2014 © Mark Von Holden/Sipa

” Bienvenue à la quatrième édition de la Journée Internationale du Jazz ! Aujourd’hui, chacun d’entre vous fait partie de quelque chose d’unique et de très spécial – une célébration historique de l’art du Jazz et de la culture, éléments qui, ensemble, rendent la vie grandement meilleure. Je suis heureux et fier de pouvoir offrir gratuitement nos programmes d’éducation et de performances organisés cette année à Paris, en France. Ville qui abrite le siège de l’UNESCO depuis 1958 et qui est reconnue mondialement pour sa contribution légendaire au monde du Jazz mais aussi pour ses œuvres d’art, son architecture, sa littérature et son art culinaire. Cette année est d’autant plus spéciale que la Journée internationale du Jazz est célébrée en même temps que le 70 e anniversaire de l’UNESCO, Organisation que je représente aujourd’hui en tant qu’Ambassadeur de Bonne Volonté, promouvant et défendant les valeurs du Jazz dans le monde entier.

Aujourd’hui, tout comme vous, des milliers d’amateurs de musique, participeront à la cinquantaine de programmes organisés au sein des 20 arrondissements de Paris. Pour en citer quelques-uns, il y aura : des concerts, des débats, des Master Class, des « jam sessions », des projections de films, ainsi que des discussions sur le Jazz avec des artistes de légende. Parallèlement, de nombreux clubs de Jazz ouvriront leurs portes gratuitement alors que les conservatoires à travers la ville abriteront des activités éducatives. De nombreuses célébrités françaises et internationales tel que l’Artiste pour la paix de l’UNESCO, Marcus Miller, ou encore, Wayne Shorter, Daniel Humair, Sylvain Luc, ou Dee Dee Bridgewater, ainsi que beaucoup d’autres, vous feront partager leurs talents au sein des lieux les plus emblématiques de Paris. Ces lieux incluent entre autres : l’Hôtel de Ville, la Philharmonie de Paris, le Jardin du Luxembourg, les six gares SCNF ainsi qu’un bateau sur la Seine… Cette année, la célébration de la Journée Internationale du Jazz mettra un accent particulier sur la mise en valeur du Jazz dans les hôpitaux ainsi qu’auprès des personnes défavorisées, au sein de centres d’hébergement.

L’expansion extraordinaire de la Journée Internationale du Jazz – avec des événements organisés dans les 195 États Membres de l’UNESCO – représente l’accomplissement d’un de mes vœux les plus chers : que pour au moins un jour, chaque année, les gens du monde entier, indépendamment de leur origine culturelle, linguistique, ethnique, religieuse ou de leur situation économique, puissent être en mesure de prendre un moment pour se rapprocher, partager et communiquer grâce à cette musique, vecteur de la paix.

J’espère que vous apprécierez les événements d’aujourd’hui autant que nous avons apprécié les organiser. Au nom de l’UNESCO, du Thelonious Monk Institute of Jazz, et de nos nombreux partenaires, je vous souhaite de passer une merveilleuse Journée Internationale du Jazz 2015.”

Herbie Hancock Ambassadeur de bonne volonté de l’UNESCO pour le dialogue interculturel Président, Thelonious Monk Institute of Jazz

Fontes:

http://www.jazzdayparis.com/

http://jazzday.com/about/

http://jazzday.com/paris/

http://jazzday.com/media/2015/04/IJD2015_Paris_brochure.pdf

http://www.quefaire.paris.fr/programme/110858_journee_internationale_du_jazz_2015

http://quefaire.paris.fr/fiche/110281_journee_internationale_du_jazz_avec_les_conservatoires_parisiens

http://culturebox.francetvinfo.fr/musique/jazz-blues/la-4e-journee-internationale-du-jazz-cest-jeudi-a-paris-217827

http://www.parisjazzclub.net/fr/agenda/2015/4/30/

http://www.sunset-sunside.com/concert/2015/4/30/


Read more...


Piaf- bela exposição em Paris na BnF François Mitterand

Uma das fotos de Edith Piaf na exposição da Biblioteca Nacional em Paris. Foto: Divulgação

Para quem é fã, imperdível. Para quem não conhece tanto, uma bela oportunidade de chegar mais perto de Edith Piaf.

Para comemorar seu centenário, 19 de dezembro de 1915 ,  dia em que a mais popular voz da França completaria 100 anos, a Biblioteca Nacional  François Mitterand promove uma exposição sobre a vida da cantora imortalizada pelas interpretações de La Vie en Rose, Hymne à L’amour , Je Ne Regrette RianLa Foule entre tantos outras belas canções.

Várias imagens da cantora Edith Piaf, na exposição que comemora seu centenário em Paris. Foto: Ana Paula Cardoso

A mostra, em cartaz  até o dia 23 de agosto, marca a trajetória da maior cantora francesa desde a sua infância, até o sucesso e a morte prematura.

Muito bem contada, os curadores revelam traços que pouca gente sabe, como o lado atriz de Edith Piaf.

La Bibliothèque nationale de France consacre une exposition à l’artiste française, née voici un siècle. – (MaxPPP)

A cantora  participou de alguns filmes, dentre os quais “Si Versailles m’était conté”, de Sacha Guitry, no qual ela atua como uma das “revolucionarias do povo”, na ocasião da queda da Bastilha. E claro, seu personagem canta lindamente pendurada nas grades do portão de Versalhes.

Piaf em cena de filme, na exposição que comemora seu centenário em Paris. Foto: Ana Paula Cardoso

Extrait : si Versailles m’était conté

Falar de Piaf é também falar dos amores de sua vida. Foram muitos relacionamentos, todos sempre intensos, apaixonados e inspiradores para as mais belas canções, como “Hymne à L’amour”, composta para um o boxeador Marcel Cordan, morto tragicamente em um acidente de avião quando namorava a cantora.

Os amores de Piaf: fontes de desilusãoe  inspiração, não podiam faltar na exposição que comemora o centenário da cantora em Paris. Foto: Ana Paula Cardoso

A atriz Marion Cotillard interpretou Editih Piaf  no filme “Piaf” (La Môme, Olivier dahan, 2007) e por este papel recebeu dois dos maiores prêmios do cinema mundial: o César e o Oscar. E os dois prêmios foram gentilmente cedidos pela atriz francesa para a exposição.

O Oscar e o César originais, ganhos por Marion Cotillard quando interpretou Piaf, estão na exposição sobre a cantora em Paris. Foto: Ana Paula Cardoso

O tão característico vestido preto de decote quadrado também está na mostra “Piaf”, que conta a vida da cantora de forma ampla, com muito áudio, vídeo, revistas, fotos e interatividade.

O clássico  vestido de Edith Piaf, na exposição em comemoração a seu centenário em Paris. Foto: Ana Paula Cardoso

 

Dica importante: não deixe de pegar os guias em áudio. A exposição é sobre uma cantora e compositora, grandes canções, depoimentos em vídeos  e as imagens em clipes têm o som disponível somente nos headphones individuais.

 

Exposition sur l’artiste française Edith Piaf à la Bibliothèque nationale de France à Paris, le 9 avril 2015 (AFP/JOEL SAGET)
E para dar ainda mais graça à interatividade, um karaokê com as principais canções de “La môme Piaf”, em sala fechada e pequena, para você brincar de forma intimista e sem atrapalhar os visitantes.

Karaoké Edith Piaf à la BnF

Exposition Edith Piaf BnF Paris 2015

Exposition Edith Piaf BnF Paris 2015

Exposition Edith Piaf BnF Paris 2015

Exposition Edith Piaf BnF Paris 2015

L’univers d’Edith Piaf s’expose à la BnF de Paris jusqu’en août 2015. Crédit photo : Raymond Voinquel, Edith Piaf, 1947 © Ministère de la Culture – Médiathèque du Patrimoine, Dist. RMN-Grand Palais/Raymond Voinquel.

Raymond Voinquel, Edith Piaf, 1947 © Ministère de la Culture – Médiathèque du Patrimoine, Dist. RMN-Grand Palais/Raymond Voinquel

Portrait d’Edith Piaf par les studios Harcourt – Expo à La Bibliothèque Nationale de France – Paris

La Môme a cent ans ! En cette année anniversaire, la Bibliothèque Nationale de France (site François Mitterrand) consacre une belle et grande exposition à Edith Piaf du 14 avril au 23 août 2015. Une manifestation réunissant près de 400 documents, aussi bien destinée aux Piafophiles qu’aux novices, aux anciens comme aux plus jeunes. Photos inédites, lettres rares, documents sonores et vidéos passionnants, Piaf revit ici grâce à une scénographie raffinée, didactique et brillamment conçue. Directeur du département des Arts du spectacle de la BnF, Joël Huthwohl est le commissaire de cette exposition qu’il présente en exclusivité pour Qobuz.

Une des oeuvres présentées à la BNF dans le cadre de l’exposition consacrée à Edith Piaf, le 9 avril 2015, à Paris (AFP/JOEL SAGET)

L’exposition Piaf

Du 14 avril au 23 août 2015 la Galerie 2 de la BnF fête le centenaire de la naissance de la Môme. Une exposition est dédiée à une des chanteuses de variétés les plus célèbres au monde, devenue un véritable emblème nationale, Édith Piaf.

Musiques, images, documents… évoquent le destin de cette petite femme devenue une géante de la chanson. « Allez, venez Milord… », « Non, rien de rien… », « Si un jour la vie t’arrache à moi… », on les connait toutes et quel plaisir de replonger dans le répertoire et la vie tumultueuse de Piaf!

Un parcours en quatre parties

La femme du peuple. Fille de saltimbanques, des photos et un documentaire nous présentent la famille de la môme et l’ambiance dans laquelle elle vécut son enfance dans l’est parisien. Piaf devient célèbre, elle chante Paris et reçoit des lettres d’admirateurs dont quelques-unes sont visibles dans une vitrine. Sur le mur, la photo de la foule présente à ses funérailles montre l’engouement des gens pour cette petite dame devenue grande. Un écran indique le nombre de fan impressionnant de sa page Facebook.
Une voix. Au centre de la salle arrondies, sa petite robe noire vole, de grands écrans suspendus font revivre des moments de tournée en photo… autour des vitrines montrent des photos dédicacées, affiche de spectacle et des unes de magazine évoquant ses chansons connues, ses auteurs. Au mur, deux écrans permettent d’écouter des interviews (INA) au sujet de son travail. Quelques déclarations à la Sacem sur un mur nous rappelle qu’elle a écrit 85 chansons. Le clou du spectacle est un petit espace karaoké derrière un mur de photo de 16 sur 600 de ceux qui ont repris ses chansons comme Gainsbourg, Étienne Daho…

Hymne à l’amour. Trois espaces cylindriques permettent de rentrer dans l’histoire intime de Piaf. On la voit dans un extrait du film qu’elle a tourné avec Montand face à tous les mots d’amour qu’elle a chanté. Des photos retracent ses amours. Les regards de ses amants, leur nom et leur signe astrologique (important pour Piaf) rende le personnage pétillant. Vous pourrez même voir les gants de boxe de Marcel Cerdan. Piaf était attachée à ses grigris qui sont présenté et à sa “tribu” dont les représentant sont en photo.

Piaf, phénomène et légende. La dernière partie de l’exposition s’intéresse à ce qui reste de Piaf, avec des affiches de film, des disques en or, des extraits de films inspirés de sa vie, sa voix dans les interviews, les sculptures, les portraits…

A exposição “Piaf” está aberta de terça a sábado, das 10 às 19h. Aos domingos, das 13 ás 19h.

 BnF François Mitterrand

Quai François-Mauriac,  75013.

Metro : Bibliothèque François-Mitterrand (ligne 14), Quai de la Gare (ligne 6).

Preço: 9 euros, tarifa reduzida : 7 euros

 

La Bibliothèque National de France, dite la BnF, est déjà en elle-même une curiosité architecturale. Quatre tours en verre en forme de L forment un symbolique carré. Tous les livres sont dans la partie souterraine, au-dessus il y a les salles de lecture, les bureaux et les salles d’exposition…

Fontes:

http://www.bnf.fr/fr/evenements_et_culture/anx_expositions/f.piaf.html

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris/

http://www.parisbouge.com/mag/articles/expo-edith-piaf-fait-son-nid-a-la-bnf-2101

http://guide.voyages-sncf.com/article/expos-a-paris/exposition-piaf-a-la-bnf-voyazine_3222412?q=Ile-de-France

http://www.leparisien.fr/informations/edith-piaf-une-mome-de-toutes-les-couleurs-a-la-bnf-a-paris-11-04-2015-4684005.php

http://blog-des-auteurs-libres.over-blog.com/2015/04/expo-edith-piaf-du-14-avril-au-23-aout-a-la-bnf-paris-13e.html

http://www.exposition-paris.info/exposition-piaf-a-la-bnf-paris/

http://www.lanouvellerepublique.fr/France-Monde/Actualite/24-Heures/n/Contenus/Articles/2015/04/15/Edith-Piaf-tout-en-couleurs-2295089

Read more...


Cantora francesa Zaz fará shows em 5 cidades brasileiras

A cantora Zaz faz shows em Porto Alegre, Rio de Janeiro ,  São Paulo , Curitiba e Belo Horizonte  em março.

ZAZ @ Bourbon Street Music Club

 A diva francesa volta ao Brasil com seu disco em homenagem a cidade luz – Paris .

Zaz volta ao Brasil em março, apresentando seu novo álbum “Paris” em cinco cidades: Porto Alegre, no dia 18 de março; Rio de Janeiro, no dia 20; São Paulo, nos dias 22, 24 e 25; Curitiba, no dia 27; e Belo Horizonte, no dia 28.

Em Porto Alegre, o show acontece no Auditório Araújo Vianna; no Rio, será no Circo Voador; em São Paulo, no Auditório Ibirapuera e no Bourbon Street; em Curitiba, na Ópera de Arame; e em Belo Horizonte, no Music Hall.

Os shows já têm ingressos à venda. Além de “Paris”, Isabelle Geoffroy, mais conhecida como ZAZ, apresenta canções de seus dois álbuns, ZAZ (2010), disco de ouro em seu país, considerada uma das revelações de 2010 e o mais recente “Recto Verso”, de 2013.

A cantora Zaz faz shows em Porto Alegre, Rio de Janeiro e Curitiba em março

Seu último albúm  ”Paris ” está fazendo o maior sucesso .

A mistura de jazz, canção francesa e pop estão em músicas como “Je Veux”, hit de seu primeiro álbum, além das mais recentes “On Ira”, “Comme Ci, Comme Ça”, “Gamine”, “Nous debout”, além de “Dans Ma Rue”, regravação da música de Edith Piaf, a quem homenageia no primeiro disco.

Zaz dans ce Paris qu'elle aime tant.<br /><br /><br /><br />
” /></p>
<p style=Zaz dans ce Paris qu’elle aime tant. © Girette/IP3 Press/MaxPPP

A cantora veio ao Brasil pela primeira vez em março de 2014.

A francesa cujo espírito livre transparece nas letras conquistou o mundo cantando sobre como o dinheiro não traz a felicidade. A mistura de jazz, canção francesa e pop de Zaz a levou para uma longa viagem pela Europa nos últimos meses por onde cumpriu uma agenda de shows intensa do disco, Recto Verso (2013).

Zaz se apresentou em São Paulo em Março de 2013, na Semana da Francofonia com outros artistas como Amandine Maissiat!

 

 

Serviço

Porto Alegre
Quando: 18 de março, às 21h
Onde: Auditório Araújo Vianna, Avenida Osvaldo Aranha, 1000, Porto Alegre
Quanto: A partir de R$ 80
Vendas: Site do Ingresso Rápido ou na bilheteria do Teatro do Bourbon Country (Túlio de Rose, 80 SUC, 30A), de segunda a sábado, das 14h às 22h; domingo, das 14h às 20h.

Rio de Janeiro
Quando: 20 de março, às 23h
Onde: Circo Voador - Rua dos Arcos, S/N, Centro – Rio de Janeiro
Quanto: R$ 160 (Inteira Lote 3)
Vendas: http://www.ingresso.com/

São Paulo
Quando: 
Dias 22, 24 e 25 de março
Onde: Dia 22, no Auditório Ibirapuera (Avenida Pedro Álvares Cabral, Portão 2, Parque do Ibirapuera), a partir das 18h (antes de ZAZ, shows com as cantoras Tulipa Ruiz e Céu). Dias 24 e 25, no Bourbon Street (Rua dos Chanes, 127 – Moema), a partir das 22h
Quanto: Show no Ibirapuera, gratuito. No Bourbon Street, os ingressos para os dois dias já estão esgotados

Curitiba
Quando: 27 de março, 21h
Onde: Ópera de Arame, Curitiba
Quanto: R$ 220 (inteira)
Vendas: http://www.diskingressos.com.br/

Belo Horizonte
Quando: Dia 28 de março, a partir das 21h
Onde: Music Hall (Avenida Contorno, 3239 – Santa Efigênia)
Quanto: De R$ 55 (meia-entrada, na pista) a R$ 195 (camarote open bar)
Vendas: Pelo site Sympla.com.br

 
Fontes:
 
http://www.sproad.com.br/index/zaz-auditorio-ibirapuera/
http://guia.uol.com.br/noticias/2015/01/19/cantora-francesa-zaz-faz-tres-shows-no-brasil-em-marco-ingressos-a-venda.htm
http://culturebox.francetvinfo.fr/musique/chanson-francaise/zaz-chante-paris-dans-un-troisieme-album-en-collaboration-avec-quincy-jones-202017

Read more...


Festa da Francofonia 2015

Para celebrar a cultura francesa, chega a São Paulo mais uma edição da Festa da Francofonia, que promove shows, espetáculos de teatro, contações de histórias, mostra de cinema, gastronomia e muito mais. O festival acontece de 17 a 31 de março em diversos espaços culturais da capital, e as atrações variam muito de preço. Para ver a programação completa, acesse o site da Aliança Francesa.

Durante esses dias, uma série de eventos culturais, envolvendo música, cinema, teatro, literatura, exposições e conferências, que ilustram a diversidade francófona . Confira a programação completa no site oficial da festa http://www.aliancafrancesa.com.br/francofoniasp/

REALIZAÇÃO: Consulado Geral da França em São Paulo; Bureau Export; Consulado Geral da Bélgica em São Paulo; Consulado Geral da Suíça em São Paulo; Consulado Geral do Canadá em São Paulo; Escritório do Québec em São Paulo; Aliança Francesa de São Paulo
PARCERIA: SESC-SP
APOIO INSTITUCIONAL: APFESP; AUF
PATROCÍNIO: Chez France

Programação

CINEMA

Mostra de Cinema da Francofonia
https://www.facebook.com/events/1412526985715883/
Cinéclub Aliança Francesa + Reserva Cultural

Os paulistanos que gostam de cinema em francês têm um prato cheio nesta semana. O Sesc Vila Mariana e a Aliança Francesa vão fazer, entre terça e sábado, a Mostra de Cinema da Francofonia, que é parte da Festa da Francofonia 2015. Dois filmes também serão exibidos no dia 28.

Tango livre


Oito filmes da França, Canadá, Suíça, Bélgica e Argélia foram selecionados para a mostra. A maioria deles é recente, como “Tango livre”, premiado no Festival de Veneza 2012. Outro destaque é “Yema”, filme argelino que fala sobre os conflitos entre o governo e rebeldes islâmicos no país.

A mostra acontece em quatro horários: 11h, 14, 17h e 20h. O valor do ingresso R$ 12, a meia-entrada custa R$ 6, e trabalhadores matriculados no Sesc não pagam nada. A programação pode ser consultada no site da Aliança Francesa.

Mostra de Cinema da Francofonia
Local: Sesc Vila Mariana – Rua Pelotas, 141 (auditório, 1° Andar – Torre A)
Telefone: 11 5080-3000
www.sescsp.org.br
Datas: 17, 18, 19, 20, 21 e 28/03, às 11h, 14h, 17h e 20h
Ingressos: R$ 12,00 (inteira), R$ 6,00 (meia), grátis para trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no SESC e dependentes

MÚSICA
Shows da ZAZ, Stromae, Angélique Kidjo, Piaf! O Show e Stéphane San Juan

LÍNGUA E LITERATURA
Jornada de Contadores de Histórias
Concurso das 10 palavras

ARTES CÊNICAS
Teatro – As Criadas (Grupo TAPA)

FRANÇA NA FRANCOFONIA
Conhecido como “o autor maldito do século XX”, Jean Genet é um dos maiores dramaturgos, poetas e escritores franceses do período. Suas obras abordam temas fortes, como o poder e a perversão, e impressionaram personalidades da época como Jean-Paul Sartre – que chegou até a escrever um ensaio sobre o autor – e Michel Foucault. Quer conhecer mais da obra de Genet? Está em cartaz no Teatro Aliança Francesa a peça ‘As Criadas’, com o grupo TAPA. Não perca!

Para o espetáculo “As Criadas” o elenco, dirigido por Eduardo Tolentino, será formado pelas atrizes Clara Carvalho, Denise Weinberg e Emilia Rey. O espetáculo conta a história de de duas irmãs, Clara e Solange, que planejam dia após dia a morte de sua patroa. Inocentes ou vilãs, assumem o risco de seus planos, que acabam por levar o “amado” de sua Madame para a prisão. As vezes criadas, as vezes patroas, a peça se confunde em um jogo de poder e submissão, amor e o ódio.

Por onde foi montado em vários países, o espetáculo já teve distintos estilos. Realista, ritualista, surrealista e até tropicalista. Para essa montagem o diretor Eduardo Tolentino brincará com a questão do mocinho e bandido que faz parte do imaginário masculino assim como a casa de bonecas que pertence ao universo feminino. Por exemplo, na ausência da patroa as criadas experimentam seus vestidos como meninas quando a mãe sai de casa. Porém quando a patroa/mãe volta, elas não conseguem cometer o assassinato simbólico com o chá envenenado, apenas conseguiram denunciar o amante/pai a polícia para afastá-lo de Madame/mãe.

Dança – Compagnie Virginie Brunelle

Foi em cafeterias e centros de convivência que a coreógrafa quebequense Virginie Brunelle, de 32 anos, iniciou as observações que resultaram no segundo espetáculo de sua autoria. A interação entre os casais, com suas semelhanças e divergências, convergiu em um ponto comum sob os olhos da artista. O resultado de sua reflexão tem chamado atenção da crítica especializada e cumprido temporada em diversos países, como Dinamarca, Coreia do Sul, Líbano e Itália. Também há apresentações marcadas neste ano na Bélgica e Holanda. No Brasil,Complexo dos Gêneros faz sessões no Sesc Pompeia nos dias 20 e 21 de março, sexta-feira e sábado, às 21h.

complexo1

Sobre as referências íntimas, Virginie conta que utiliza as sensações e emoções destacadas entre o sono e a vigília para levar propostas de movimentos aos seus bailarinos. “São coisas sem forma que eu tento situar no corpo dos dançarinos. O importante é gerar uma emoção autêntica”, explica a coreógrafa. Os movimentos do espetáculo são intensos e investigativos, como se os corpos se buscassem o tempo inteiro.

Segundo a coreógrafa, em alguns momentos eles são até grotescos. No momento inicial da peça, por exemplo, bailarinas viradas de costas para o público escondem com a saia as pernas de bailarinos que estão deitados embaixo delas. A imagem, que parece recriar um só corpo, desenha uma das percepções de Virginie.

O figurino asséptico e simples dá destaque aos corpos. “A peça traça uma estética que visa o trabalho do corpo; a pele que se avermelha ao toque do outro, por exemplo. O tema pretende não esconder a verdade”, complementa Virginie. A luz, assinada por Alexandre Pilon-Guay, parceiro de outras produções da Compagnie Virginie Brunelle, contorna os bailarinos sem dar destaque especial a eles. O trabalho é minucioso e discreto, mas deixa uma marca atraente no espetáculo.

Foto: Mathieu Doyon/Divulgação

EXPOSIÇÃO


On joue sur la terre

A cada ano, desde 2010, a Fundação Aliança Francesa organiza um grande concurso de foto junto as redes das Alianças Francesas no mundo. Por ocasião da sua 4a edição, o tema “On joue sur la Terre” (O Mundo joga) foi escolhido.

Jogar peão, Futebol ou cartas. São inúmeras as formas de jogar, sejam elas apenas para se distrair, praticar esportes ou até mesmo jogos de azar. A fim de explorar o olhar sensível e fotográfico acerca desse universo, a exposição “On Joue sur la Terre”, reúne os 55 melhores trabalhos fotográficos do concurso.

 

Olhares Cruzados

OLHARES CRUZADOS – REGARDS CROISÉS – EXCHANGING GLANCES
Brasil e Canadá: dois países jovens, nascidos no Novo Mundo e formados a partir da constante incorporação de povos, culturas e referências.
Montreal e São Paulo: duas metrópoles multiculturais.

O Instituto Cultural Brasil Canadá – ICBC, com o apoio da Câmara de Comércio Brasil Canadá – CCBC e com a Curadoria do renomado Claudinei Roberto da Silva (Eca/USP Museu Afro-Brasileiro), convidou um fotógrafo canadense – Luc Dubois de Montreal e um fotógrafo brasileiro – Renato Negrão de São Paulo, para registrarem em imagens a incursão destes artistas nestas cidades tão especialmente peculiares. Durante um breve período de tempo, cada fotógrafo mergulhará na cidade e na cultura do outro, construindo a narrativa desses “olhares entrecruzados”. Esta é a página onde os artistas alimentarão, em conjunto, as suas ansiedades, reflexões e percepções, compartilhando ideias e experiências, e contando com a participação de todos para descobrirmos juntos o que há de interessante, exótico, amargo, triste e belo, tanto no Brasil quanto no Canadá.

Abertura da exposição em São Paulo. Obrigado a todos que fizeram deste belo projeto uma realidade!! Próxima etapa: exposição em Montreal!!! — com Luc Dubois e Renato Negrão.

GASTRONOMIA
Semana do Chocolate Belga

Fritas com maionese de chocolate branco, do Arola Vintetres

Fritas com maionese de chocolate branco do Arola Vintetres

A Bélgica produz 172 mil toneladas de chocolate por ano, a maioria para exportação

CHOCO.BE – FESTIVAL DO CHOCOLATE BELGA

Evento promove o chocolate belga em mais de 30 experiências em São Paulo.

“O ministro do Comércio Exterior da Bélgica e o Cônsul Geral em São Paulo, ao lado de renomadas marcas e chefs – como Alex Atala e Dominique Persoone – vão promover o chocolate belga em mais de 30 experiências. É o Choco.be, que acontece de 14 a 21 de março, em São Paulo.

Organizado pelo Consulado Geral da Bélgica em São Paulo, o Festival Choco.be promoverá degustações, cursos, brunchs, chás da tarde e jantares – um deles assinado pelo chef Alex Atala e o chocolatier belga Dominique Persoone.

divulgação

PROGRAMAÇÃO

Apaixonados por chocolate, os brasileiros poderão no Choco.be experimentar novos sabores e ter experiências inusitadas com essa maravilha belga. Serão mais de 30 atividades, algumas delas gratuitas, para escolher e saborear. A programação completa do evento pode ser conferida no site oficial do evento. Os ingressos podem ser adquiridos através do site foodpass.com.br.

CHOCOLATE BELGA

Atualmente, a Bélgica produz 172 mil toneladas de chocolate por ano, a maioria para exportação. A exportação de chocolate belga para o Brasil aumentou em 22% em 2013 e em 34% em 2014. A média de consumo anual per capita de chocolate na Bélgica é de 9 kg, no Brasil ainda é de 2,5 kg por ano.

Tão cobiçado quanto suas cervejas, o chocolate belga conquistou ótima reputação graças a vários atributos em sua fabricação. A Callebaut, que cria chocolates no coração da Bélgica há mais de cem anos, é uma das raras empresas que seleciona, torra e mói as amêndoas para elaborar sua própria massa de cacau – o principal ingrediente na produção do chocolate. Apenas as melhores, as mais raras e as exclusivas variedades de cacau são selecionadas. As amêndoas são torradas inteiras para preservar a delicadeza dos aromas e conferir intensidade e complexidade de sabores. Todos os ingredientes são moídos delicadamente e incorporados com precisão e paciência até que a textura alcance a perfeição.

Outro cuidado adotado pelas marcas belgas na fabricação do chocolate ao leite se estende na dosagem de cacau, considerado um superalimento pelos nutricionistas por ser rico em nutrientes. No belga, a porcentagem é mais acentuada (43% em vez dos 35% frente aos outros chocolates). “Além disso, ele contém menos açúcar, o que o torna mais saudável”, afirma Vanderhasselt, cônsul-geral da Bélgica em São Paulo.  ” ( Marina Marques redator(a) )

 

Good de / Goût de France – jantar à francesa

Grande evento internacional dedicado à gastronomia francesa, Goût de France – Good France –, organizado pelo chef Alain Ducasse, acontece no dia 19 de Março, próxima quinta-feira.

www.raphaelcriscuolo.com.br

Nesse dia, mais de 1300 chefs de todo o mundo, espalhados por cinco continentes, vão realizar um jantar-homenagem celebrando a excelência da cozinha francesa. Um dos restaurantes paulistanos a participar do Goût dev France – Good France é o Avek, comandado pelo chef francês Alain Uzan.

Para o jantar – vraiment français, comme il faut – Alain Uzan elaborou cardápio com entrada fria, entrada quente, pratos de peixe, de ave e de carne, queijo e sobremesa. Em cada item, são duas opções à escolha do cliente.

O menu completo custa R$ 165 por pessoa e 5% da renda obtida será destinada pelo Avek à Arca do Saber, ONG Franco-Brasileira criada em 2001 com o objetivo de administrar uma escola maternal na Vila Prudente, uma das mais antigas comunidades de São Paulo.

Conheça o Menu Goût de France – Good France
(Jantar homenagem à excelência da cozinha francesa)

Entrée froide
Duo de salmão (tartar de salmão sobre salmão marinado)
ou
três ostras frescas

Entrée chaude
Três ostras à moda de Nantes
ou
Petit camembert empanado sobre abacaxi caramelizado

Poisson ou crustacé
Rolinho de robalo com lagostim sobre risoto de aspargos, com molho bisque
ou
Risoto de pato com shitake, shimeji e azeite trufado

Viande ou volaille
Miolo de alcatra com molho do chef
ou
Parmentier de cordeiro com purê de cará

Fromage
Queijo de cabra sobre folhas

Dessert
Mousse de chocolate belga (receita do pai do chef)
ou
Paris-Brest com creme de avelã

 AVEK - Petit camembert empanado sobre abacaxi caramelizado - Foto Raphael Criscuolo (1)

www.raphaelcriscuolo.com.br

Vins qui accompagne les plats
Champagne Vollereaux Brut Réserve
Château Saint-Maurice Les Parcelaires (branco)
Château Saint-Maurice Les Parcelaires (rosé)
Château Boucarut (tinto)
Banyuls Rimage Cornet e Cie

Avek, Champagne Vollereaux Brut Réserve

 

 

 

O menu completo custa R$ 165.
Com os cinco vinhos (uma taça de cada um), o preço passa a R$ 285.
Os pratos podem ser também pedidos separadamente.
Os preços de cada um: duo de salmão R$ 32; ostras frescas R$ 16; ostras à moda de Nantes (R$ 19,90); petit camembert (R$ 29); rolinho de robalo (R$ 78); risoto de pato (R$ 49); miolo de alcatra (R$ 52); parmentier de cordeiro (R$ 49); queijo de cabra (R$ 28); mousse de chocolate belga (R$ 26); Paris-Brest (R$ 26).

No próximo dia 19 de Março de 2015 – véspera do início da primavera na Europa –, mais de 1.300 chefs, de todo o mundo, espalhados por cinco continentes, vão realizar um jantar-homenagem celebrando a excelência da cozinha francesa.

O objetivo do jantar Goût de France – Good France é proporcionar um melhor conhecimento da gastronomia francesa em nível internacional, ilustrando assim concretamente a sua inscrição como patrimônio mundial pela Unesco e a sua influência em todo o mundo.
O evento, organizado pelo chef Alain Ducasse, tem apoio das embaixadas francesas e de Laurent Fabius, ministro das Relações Exteriores e do Desenvolvimento Internacional da França. Todos os chefs/restaurantes participantes vão oferecer um menu especial com duas entradas e dois pratos: champagne como aperitivo, entrada fria, entrada quente, peixe ou crustáceo, carne, seleção de queijos franceses e sobremesa à base de chocolate. Todo o jantar acompanhado por vinhos franceses e digestivo francês.
O valor relativo a 5% das vendas será destinado a uma ONG ligada à área da saúde.
Mais informações em: http://int.rendezvousenfrance.com/en/gout-france-good-france

Serviço
AVEK - Restaurante e Loja de Vinhos
Rua Joaquim Antunes 48, Jardim Paulistano. São Paulo – SP
Telefone: (11) 3061-1125 e 2507-5932
Site: avek.com.br.
Para o jantar Goût de France – Good France é especialmente recomendável fazer reserva.
        Horários de funcionamento:
ALMOÇO de segunda a sexta das 12 às 15 horas e sábado e domingo das 12 às 16 horas;
JANTAR de segunda a quinta das 19 às 23 horas e sexta e sábado das 19 às 23:30 horas.

Fique por dentro das novidades e bastidores através do Instagram @francofoniasp - http://www.instagram.com/francofoniasp

 

Fontes:

https://catracalivre.com.br/sp/agenda/gratis/festa-da-francofonia-2015-chega-a-sao-paulo-com-extensa-programacao/

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/03/sesc-e-alianca-francesa-fazem-mostra-de-filmes-em-frances.

http://www.aliancafrancesa.com.br/hotsite.aspx?tipo=1

http://www.teatroaliancafrancesa.com.br/eventosteatro.aspx?id=71

https://www.facebook.com/festadafrancofoniasp/photos/a.305358306256057.1073741828.301950243263530/402046909920529/?type=1&theater

http://www.aliancafrancesamanaus.com/events/exposicao-joue-sur-la-terre/

http://www.guiadasemana.com.br/evento/restaurantes/choco-be-festival-do-chocolate-belga-14-03-2015

http://wikilicias.com.br/2015/03/12/restaurante-avek-sob-o-comando-do-chef-alain-uzan-participa-do-gout-de-france-evento-que-reune-chefs-de-todo-o-mundo/

Read more...


Piaf! O Show chega ao Brasil

Anne Carrere interpreta Edith Piaf no espetáculo internacional “Piaf! O Show”, que chega ao Brasil no centenário de nascimento da cantora francesa

PIAF! THE SHOW

 

De 20 à 22 de março, Sexta-feira e Sábado às 21h e Domingo às 20h, Anne Carrere interpreta Piaf em apresentações exclusivas no Teatro Bradesco São Paulo.

Inspirado no filme vencedor do prêmio La Môme e grande sucesso em todo o mundo, PIAF! O Show conta a incrível história de vida e da carreira da inesquecível diva da música Edith Piaf através de todas as suas canções de sucesso, interpretadas pela voz incrível de Anne Carrere. O espetáculo é composto por dois atos de 45 minutos.

O público é levado a uma viagem pelas ruas de Montmartre e Olympia Salão ambientada na Paris de 1950 e no melhor clima “La Vie en Rose” (o maior sucesso da diva). Fotos e imagens inéditas de Edith Piaf, bem como a tradução em Inglês das letras para melodias contando as histórias de Edith, serão compartilhadas através de um audiovisual inovador.

O show faz parte da comemoração oficial do 100º aniversário do nascimento de Edith Piaf, cujo evento será realizado em dezembro de 2015 em Paris.

As dores e as delícias de uma das maiores intérpretes que já existiram chegaram aos palcos brasileiros  Ou quase. No ano de seu centenário, a cantora Edith Piaf é revisitada em toda a sua intensidade no espetáculo francês “Piaf! O Show”. Além de Belo Horizonte, haverá apresentações no Rio de Janeiro (14 e 15), Porto Alegre (17), Curitiba (19) e São Paulo (20 ,21 e 22)

No musical, o começo da carreira, quando La Môme Piaf (“pequeno pardal”, em português, como costumava ser chamada) trabalhava nas ruas do bairro Montmartre nos anos 1930, de bar em bar por míseros trocados, está devidamente representado, mas suas tragédias –o abandono que sofreu na infância, as perdas do filho e do marido e a dependência química–, não terão tanto peso no musical.

“Duas partes da vida de Piaf estão nesse musical. No primeiro ato, ela é uma jovem cantando nas ruas e, no outro, representamos um de seus concertos mais famosos de 1961, no Olympia. A tragédia é o menos importante. ‘Mon Dieu’ e outras canções poderosas de seu repertório já traduzem essa fase”, explica a própria Piaf do espetáculo, a cantora Anne Carrare. “É muito difícil, porque ela era uma pessoa muito frágil. Queríamos manter o lado positivo da vida da Piaf. O vício em morfina surgiu porque ela era muito doente e fraca.” Mesmo assim, a tarefa não foi fácil para a atriz de 29 anos. “É preciso ter uma personalidade forte para interpretá-la”, reconhece.

Embora seja inspirado no filme “Piaf – Um Hino ao Amor”, de Olivier Dahan, que levou Marion Cotillard a ganhar o Oscar de melhor atriz por sua interpretação visceral da cantora, o espetáculo tem como missão expurgar os demônios e focar na força artística da artista.

Mesmo por telefone, direto de Paris, Anne demonstra uma timidez que inicialmente contrasta com a persona dramática de Piaf, embora ela guarde intimidade com o repertório da cantora desde a infância. “Piaf faz parte da minha vida desde muito cedo. Eu costumava ouvir todas as canções com a minha avó. Ficava impressionava com essa voz tão particular e poderosa. Eu cantava para minha avó e descobri que eu queria me tornar uma cantora profissional. Como você sabe, Piaf se tornou profissional aos 22 anos, então eu fui atrás para aprender. Foi uma paixão para mim.”

“Piaf foi uma pessoa importante, de canto forte, emocional, e que passava todo o amor, o poder e sua personalidade nas melodias. Essas canções são reconhecíveis, porque são a vida. Com todos seus altos e baixos ” Anne Carrere , atriz

 No palco, acompanhada de quatro  músicos que dividem o palco com ela: Arnaud Fuste (piano), Guy Giuliano (acordeão), Nicolas Luchi (contrabaixo) e Laurent Sarrien (percussão/bateria) , ela arrancou elogios da crítica francesa. Especialmente da cantora Germaine Ricord. Amiga e confidente de Piaf, Ricord disse aos quatro ventos que Anne era quem mais se aproximava de Piaf nos shows. Aficionada pelas “chansons” francesas e com experiência no canto e na dança, Anne pediu um encontro com Ricord e Bernard Marchois, presidente do Comitê Piaf e diretor do Museu Piaf de Paris Timesquare, para se aproximar ainda mais da personagem que representaria.

“Germine era parceira de turnê dela e relembrou das vezes em que Piaf tomava de assalto o palco, sem músicos, e cantava à capella”, conta. As histórias e o gestual foram aos poucos incorporados por Anne. “Piaf era sempre performática, operística. Ela abria as cortinas, e o público não acreditava.”

Canções da vida
Antes de vir ao Brasil, a atriz fez questão de pesquisar a razão de Piaf também ser conhecida em um país com clima e cultura tão diferentes. “Sei que vocês têm Bibi Ferreira aí. Pesquisei no YouTube”, confessa, citando a atriz e cantora que também interpreta canções famosas na voz de Piaf.

Ela acredita que a força das interpretações da artista francesa, que após mais de 50 anos de sua morte ainda ultrapassa fronteiras, é o que coroa o centenário da cantora.

“Ela foi uma pessoa importante, de canto forte, emocional, e que passava todo o amor, o poder e a sua personalidade nas melodias”, observa. “Essas canções são reconhecíveis, porque são a vida. Com todos seus altos e baixos.”

Situado no interior do Bourbon Shopping São Paulo, o Teatro Bradesco é o maior espaço cultural dentro de um shopping center na América Latina, com  1457 lugares em uma área total de 7000 metros quadrados. Com moderna estrutura técnica, o espaço recebe grandes espetáculos, além de atividades paralelas, como sessão de autógrafos e exposições.

 Teatro Bradesco: espaço para shows e peças oferece 1457 lugares

Serviço

“Piaf! O Show – Anne Carrere”

20 a 22 de março de 2015

20 e 21 de março  às 21 horas e dia 22 às 20:00

Teatro Bradesco

Endereço: Rua Turiassu, 2100 – Bourbon Shopping – Perdizes - São Paulo - SP

Telefone: (11) 3670 4100

Fontes:

http://www.teatrobradesco.com.br/programacao.php?id=580&evento=PIAF!%20THE%20SHOW

http://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2015/03/13/show-celebra-centenario-de-edith-piaf-com-mais-musica-e-menos-tragedia.htm#fotoNav=1

http://www.dojeitodalu.com.br/2015/03/fica-dica-piaf-o-show-anne-carrere-no.html

http://vejabh.abril.com.br/arte-e-cultura/teatro/espetaculo-piaf-show-comemora-centenario-cantora-francesa-844064.shtml

http://www.jornalnopalco.com.br/2015/02/10/musical-frances-piaf-o-show-chega-em-porto-alegre/

Read more...

Flickr

RSS URL not defined

Entre em contato!

Tel. 55 11 9641 0432

Áreas atendidas – São Paulo, SP
_Higienópolis
_Pacaembú
_Perdizes
_Bela Vista
_Outras áreas: consulte!

Visite minhas redes sociais:

Scroll to top