Invent


Croque monsieur- delicioso sanduíche francês

 

 Croque-monsieur (em francês: croque, “estala nos dentes” e em francês: monsieur, “senhor”) é um sanduíche quente feito com pãopresunto e queijo, grelhado numa frigideira ou num forno 

Croque -Madame é um croque-monsieur com um ovo em cima.

Croque-Monsieur é o mais famoso sanduíche francês. Segundo a Enciclopédia Larousse Gastronomique, o primeiro Croque-Monsieur foi servido no verão de 1910, num bar inglês chamado Le Trou dans le Mur, que ficava no Boulevard des Capucines,em Paris. De inspiração anglo-saxônica, o Croque-Monsieur é uma adaptação (melhorada) do Welsh Rarebit inglês, e a principal diferença é o acréscimo do presunto na receita francesa.

O Croque-Monsieur é uma excelente opção para uma refeição rápida, podendo ser servido acompanhado de salada verde como se faz na França.

 

Croque Monsieurreceita de Olivier Anquier

Receita para 2 pessoas

Ingredientes:

• 4 fatias de brioche (ou pão de fôrma comum)

• 2 ovos

• 1 copo de creme de leite fresco

• Queijo ralado tipo gruyère ou emmental

• 2 fatias de presunto cozido

• Sal e pimenta-do-reino a gosto

Prepare assim:

• Misture os ovos e o creme de leite, até formar um creme;

• Adicione 1 pitada de sal e pimenta-do-reino;

• Com uma concha, espalhe o creme sobre as fatias de pão, para que o miolo absorva o líquido;

• Espalhe uma porção generosa de queijo ralado sobre 2 fatias;

• Coloque 1 fatia de presunto, cobrindo toda a superfície do pão;

• Feche o sanduíche e despeje o restante do creme, cobrindo tudo com mais uma porção de queijo ralado;

• Leve ao forno pré-aquecido a 250ºC;

• Retire quando estiver gratinado por cima e levemente tostado por baixo.

 

 

Read more...


Shy’m


Shy’m ( Shy- tímido em inglês e M de Martinica, terra de origem do pai dela )

Tamara Marthe (nascida em 28 de Novembro de 1985), mais conhecida como Shy’m (/ ʃaɪm /), é uma cantora pop francesa. Ela lançou seu álbum de estréia, Mes Fantasies, em 2006.

Tamara nasceu em Trappes (subúrbio oeste de Paris),  filha de pai da Martinica e mãe francesa. Fã de Red Hot Chili Peppers e Beyoncé, ela, no entanto, cresceu ao som do Zouk – um gênero de música francesa do Caribe, e R & B. Desde tenra idade, tornou-se interessada em dançar e cantar.

“Ninguém vira artista porque quer”, dizia a cantora Tamara Marthe no MySpace Oficial. Será? Porque foi sonhando em evoluir no meio artístico que desde muito precoce ela se consagrou a primeira paixão: a dança. Mas a paixão passa, o amor fica, reza a sabedoria popular. E no caso da cantora francesa, o verdadeiro amor foi a música e pensando em ser cantora registrou uma maquete. O exemplar caiu nas mãos do rapper canadense K Maro que lhe propôs um duo na canção: Histoire de Luv, um dos singles do álbum do intérprete que satisfeito com o resultado, retribuiu a gentileza, escrevendo e produzindo o primeiro opus da cantora, Mes Faintaisies,  que ela assinou com o nome de Shy’m .O álbum foi Disco de Platina em 2006, momento em que o gênero estava em decadência na França.

Em 2007, a intérprete foi agraciada com o prêmio de Melhor Artista de R&B no Hip Hop Awards no Europa 2, desbancando Nadya, Amine, Amel Bent e Corneille . Depois do disco de ouro, Reflets, Shy’m apresenta ao público o álbum, Prendre L’Air, promovido pelo clipe Je Sais.

 

 

Je Sais

Je sais que je ne suis pas toujours facile
Je sais que je te rends la vie parfois difficile
Je sais que c’est dur c’est dur d’être toi
Mais je sais qu’avant c’était pas comme ça
Hey hey qu’est ce qu’il y a
Vas-y cries un peu
Mais dis-moi
Mais qu’est ce que t’as à vouloir me tuer les yeux
Serais-tu en train de perdre le nord
Cries de tout ton corps
Je sais te rends fou
Mais ça te va plutôt bien hein hein

Je sais, que t’en a parfois par dessus la tête et
Je sais, que je pourrais des fois t’épargner peut-être
Je sais, que tu m’aimes, tu m’aimes comme ça
Je sais, que je te nuis Oh Baby!

Mais dis-moi toi
Si loin, si fort cet homme que personne atteind
Ce coeur de pierre, ces bras de fer qui nous soulèvent d’une main
Qu’est-ce qu’il y a?
Mais qu’est-ce qu’il y a? Baby!
Qu’est-ce que t’as?
Mais qu’est-ce qu’il y a?

 

Read more...


Pauline – Allo le monde

 Pauline é uma cantora da nova geração de músicos franceses.

Allo le monde” é o título do primeiro single e álbum desta jovem cantora francesa. O percurso na música foi iniciado aos 5 anos com aulas de piano, e mais tarde desenvolvido no Conservatório de Lille. O piano é, de fato, o elemento fundamental na música de Pauline; ela própria diz que sem piano não seria capaz de cantar. Um som diferente na música feita na França, em que o acústico se mistura com o pop de uma forma elegante.

Uma bela combinação de charme e talento“, esta é a frase que resume o trabalho da cantora Pauline Vasseur, ou simplesmente Pauline, como é conhecida a artista de apenas 22 anos que acaba de lançar seu mais novo single Tous les Jours, uma das faixas do álbum La vie du bon côté.

Nascida em 5 de janeiro de 1988 em Pas-de-Calais, Pauline se apaixonou pela música aos cinco anos quando fazia piano. Aos quinze obteve seu DEM (diploma do último grau num conservatório).  Na infância ouvia Beatles e jazz, mas foi Jean Jacques Goldman quem a inspirou a escrever suas primeiras composições. “Compor, escrever minhas próprias canções, era uma verdadeira necessidade”, disse durante uma entrevista. A canção Vie de songes do seu primeiro álbum, foi escrita quando ela tinha apenas 12 anos.EM 2007, trabalhou naquele que seria o projeto mais ousado de sua vida: seu primeiro CD. Auxiliada por  nomes como Martin Rappeneau e Léna Ka ela lança Allo le mondeque puxado pela música de nome homônimo, ocupa 9º lugar no ranking dos mais vendidos na França.

Pauline est une chanteuse française née dans le nord dela France. Vers l’âge de 5 ans, elle débute l’apprentissage du piano sans grande conviction. Plus tard, elle intègre le conservatoire de Lille à 12 ans et sa rencontre avec un prof de musique lui donnera définitivement l’amour de cet instrument. De fil en aiguille, la demoiselle se met au chant et écrit ses propres textes, qui évoquent la vie et ses préoccupations. A 19 ans, la demoiselle se lance dans l’enregistrement d’un premier album, Allo le monde, qui arrive dans les bacs en octobre 2007. Dans ce projet, elle propose des sonorités entre variété et pop avec toujours pour trame de fond le piano et la guitare.

Allo le monde

Il paraît que les nouvelles ne sont pas si bonnes

Que le moral descend, et que les forces t’abandonnent

J’entends tous les gens parler de tes histoires

Que l’avenir qui t’attend se joue sur le fil du rasoir

Qu’en est-il de l’amour, des larmes et de la peine

De la vie de tout les jours, et de la paix sereine…

 

Allo le monde

Est-ce que tout va bien ?

Allo le monde

Je n’y comprends plus rien

Allo le monde

 

Prends soin de toi

Allo le monde

Ne te laisse pas aller comme ça, comme ça

 

Quel est le nom du mal dont tu subis la fièvre

Les étranges idéaux,

Les hystéries funèbres

Dis-moi ce que je peux faire de ma petite place

Quels sont les actes et les mots

Qui peuvent t’aider a faire face ?

Pousser à la révolte

 

Ou faire le premier pas

Semer pour qu’on récolte

Ou crier mon effroi ?

 

Allo le monde

Est-ce que tout va bien ?

Allo le monde

Je n’y comprends plus rien

Allo le monde

Prends soin de toi

Allo le monde

Ne te laisse pas aller comme ça, comme ça

Allo le monde

Allo le monde

Allo le monde

Allo le monde

Allo le monde

Allo le monde

Est-ce que tout va bien?

Allo le monde

Allo le monde

prends soin de toi

Allo le monde.

 

 

Read more...


Rive Gauche – Rive Droite

 Rive Gauche- Rive Droite

Rive Gauche é como os parisienses chamam a porção da cidade que fica à margem esquerda do Sena e, como o rio corre para o oeste, cortando a cidade em duas, ao olharmos para a esquerda, temos o sul e, ao contrário, o norte.

Mas no entanto, mais que posições geográficas, Rive Gauche é uma referência de uma Paris que quase não vemos mais, a Paris de uma época anterior, a Paris dos artistas, escritores e filósofos, incluindo Picasso, Rimbaud, Matisse, Sartre, Hemingway, F . Scott Fitzgerald e dezenas de outros membros da grande comunidade artística em Montparnasse, portanto, ao nos referirmos à Rive Gauche, implicitamente colocamos um certo sentido de boemia e de criatividade.

Algumas de suas famosas ruas são o Boulevard Saint-Germain, o Boulevard Saint-Michel, a Rue de Rennes e a área que conhecemos como Quartier Latin.

 

A margem esquerda se divide nos seguintes distritos:

Mais que uma simples situação geográfica, a expressão Rive Gauche , como já foi dito,designa igualmente um estilo de vida, um modo de vestir e aparência. Os distritos V e VI, antigos bairros boêmios, artísticos e intelectuais da primeira metade do século XX, ditaram esse estilo diferenciado, chamados em francês de bobo (de bourgeois-bohème, “burguês e boêmio”), em oposição aos bairros burgueses clássicos e conservadores dos Arrondissements XVI e XVII, situados na margem direita.

Rive Droite

Devido à sua associação com lugares como a Place Vendôme, o conceito de Rive Droite costuma ser usado para referir-se a um estilo de vida elegante e sofisticado, que não se encontra na boêmia margem esquerda. Os lugares mais conhecidos da Rive Droite são a Avenue des Champs-Élysées, a Rue de la Paix, Rue de Rivoli, e a Avenue Montaigne.

 

Uma música sobre a Rive Gauche, cantada por Alain Souchon

Les chansons de Prévert me reviennent
De tous les souffleurs de vers…laine
Du vieux Ferré les cris la tempête
Boris Vian s’écrit à la trompette

Rive Gauche à Paris
Adieu mon pays
De musique et de poésie
Les marchands de malappris
Qui d’ailleurs ont déjà tout pris
Viennent vendre leurs habits en librairie
En librairie en librairie
Si tendre soit la nuit
Elle passeOh ma Zelda c’est fini Montparnasse
Miles Davis qui sonne sa Greco
Tous les monts y sonnent leur Nico

Rive Gauche à Paris
Oh mon île Oh mon pays
De musique et de poésie
D’art et de liberté éprise
Elle s’est fait prendre, elle est prise
Elle va mourir quoi qu’on en dise
Et ma chanson la mélancolise

La vie c’est du théâtre et des souvenirs
Et nous sommes opiniâtres à ne pas mourir
A traîner sur les berges venez voir
On dirait Jane et Serge sur le pont des Arts
Rive Gauche à Paris
Adieu mon pays
Adieu le jazz adieu la nuit
Un état dans l’état d’esprit
Traité par le mépris
Comme le Québec par les Etats-Unis
Comme nous aussi
Ah ! le mépris ah ! le mépris

Outros grupos:

Não podia deixar de falar também sobre um filme:

Rive droite, rive gauche : Pour l’amour de Sacha, jeune femme divorcée dela Rive Gauche, Paul, avocat d’affaires de la Rive Droite, provoque un scandale politique, éclaboussant ainsi son plus gros client, le célèbre financier Pervillard…

Muitos livros também foram escritos sobre o assunto:

Exposição feita sobre a Rive Gauche – Rive Droite, na Galerie Alaia

Inspirou também a coleção de jóias de Susie Otero, Rive Gauche-Rive Droite é o nome deste anel

“ Quand Paris s’éveille, la nouvelle collection de Susie Otero est intemporelle. Féminine et sensuelle, elle porte en elle la subtile élégance qui fait le charme des parisiennes, ce chic qui fascine le monde entier et dont on a encore jamais percé le mystère.”

Read more...


Ladurée à São Paulo

La Maison Ladurée est heureuse de vous annoncer l’ouverture de sa première boutique à São Paulo le 26 juin 2012.
A cette occasion Ladurée présentera ses Macarons rangés dans leurs plus beaux écrins, sa collection de chocolats, confiseries, confitures, thés, bougies parfumées et parfums maison.

De toda a América Latina, São Paulo foi a cidade escolhida para abrigar a primeira unidade da pâtisserie (doceria) francesa Ladurée.

Os brasileiros não precisam mais ir à Europa para saborear macarons (docinhos franceses) em sabores como pistache, cassis, pétalas de rosa e caramelo com flor de sal.

Ladurée, famosa loja francesa de macarons, abriu as portas na segunda-feira (26.06) no shopping JK Iguatemi, em São Paulo. Do trio de sócios Samy Sass, Bruna Magagna e Marina Torre Lobo, a pâtisserie teve que fechar as portas uma hora mais tarde, por volta das 23h, tamanho era o volume de clientes curiosos por conferir a novidade.

O movimento tão intenso que em três horas foi vendido o equivalente ao previsto para um final de semana inteiro. Uau. Vale contar: dos 15 sabores de macarons vendidos aqui, os de limão siciliano, baunilha e marshmallow de amêndoas se esgotaram logo nesse primeiro dia.

Absolutamente tudo é feito na França e enviado para o Brasil. Além dos famosos macarons, há outros produtos-desejo: chocolates, geleias, balas, chás e velas também estão à venda no espaço, cujo ambiente acompanha as diretrizes estéticas da matriz, em projeto assinado pela Panetude.

Cada macaron custa R$ 9.

Read more...


O que é um arrondissement ??

Um arrondissement (pronuncia-se arrondismã) é uma divisão administrativa usada em alguns países francófonos e também nos Países Baixos.

 

 Os arrondissements de Paris correspondem a uma divisão administrativa que decompõe a comuna de Paris em vinte arrondissements municipais.

 

Estes 20 arrondissements estão distribuídos segundo uma espiral que se desenvolve no sentido dos ponteiros do relógio a partir de um ponto central da cidade localizado no Louvre (1º arrondissement).

É assim que os números mais baixos correspondem a arrondissements mais centrais e números maiores a arrondissements mais distantes do centro.

Para cada número há um nome correspondente, vejam só:

1er = Louvre
2ème = Bourse
3ème = Temple
4ème = Hôtel-de-Ville
5ème = Panthéon
6ème = Luxembourg
7ème = Palais-Bourbon
8ème = Élysée
9ème = Opéra
10ème = Enclos-St-Laurent
11ème = Popincourt
12ème = Reuilly
13ème = Gobelins
14ème = Observatoire
15ème = Vaugirard
16ème = Passy
17ème = Batignolles-Monceau
18ème = Butte-Montmartre
19ème = Buttes-Chaumont
20ème = Ménilmontant

Paris é dividida ao meio pelo rio Sena, mas não existe dificuldade para percorrer estes dois lados.Tem pontes por todos os lados, e a distância é bem curta entre as margens.

Como descobrir qual é o arrondissement?

Super fácil, se você tem o endereço de um lugar, por exemplo, de um hotel, de um restaurante, olhe o código postal que irá começar por 75 ( código de Paris) e depois 3 dígitos para mostrar o distrito, exemplo 75006 ( 6ème arrondissement), 75008 ( 8ème arrondissement) e assim por diante.

Cada arrondissement está subdividido administrativamente em quatro bairros (quartiers, quartos), que correspondem aproximadamente aos quartos noroeste, nordeste, sudoeste e sudeste do respectivo arrondissement.

 

É daí que vem o conhecido Quartier Latin, que fica no 5ème arrondissement.

 

O Quartie Latin é assim chamado não por que nela há uma grande quantidade de “latinos”, no sentido de pessoas vindas na América Latina e sim porque havia nesta área dos atuais 6ème e 5ème arrondissement de Paris, desde a Idade Média, uma grande quantidade de estabelecimentos de ensino superior, como a Sorbonne e como o latim era a língua internacional de aprendizagem, seus alunos conversavam entre si e estudavam em Latim, daí a sua denominação.

Até os dias de hoje temos essa variedade de estabelecimentos de ensino superior, além da Sorbonne, lá encontramos a École Normale Supérieure, a École des Mines de Paris, a Schola Cantorum, a École Polytechnique e o Campus Jussieu.

O Quartir Latin é reconhecido, além de sua animada vida estudantil, pela atmosfera festiva, cheia de bares e de pequenos bistrôs.

 

Read more...


As águas noturnas voltam à Versailles

Da primavera ao outono, a água, a música e a luz invadem os jardins do Castelo de Versalhes. Durante o dia ou à noite, admire o local como nunca o fez antes.

Les grands eaux

Incontournable rendez-vous des amoureux de l’eau et de la musique dans le plus beau domaine naturel français dédié aux plaisirs des sens et de la fête. Promenade musicale à travers les fontaines et les bosquets légendaires des jardins du Château de Versailles créés par Le Nôtre à la demande de Louis XIV.

A la tombée de la nuit, les Jardins de Versailles mis en eau, en lumière et en scène deviennent un surprenant parcours visuel et sonore. Le feu d’artifice du Grand Canal clôture et illumine cette balade magique et intemporelle : Le feu, l’eau, les sculptures et les musiques baroques enivrent les visiteurs des nuits d’été pour une soirée inoubliable.

Todos os anos, os jardins do Castelo de Versalhes comemoram a chegada da primavera com o lançamento do espetáculo Grandes águas musicais.

A partir do terraço do palácio, local perfeito para admirar o horizonte, o visitante é convidado a contemplar esse labirinto de água e vegetação concebido por André Le Nôtre e pelos melhores especialistas italianos da construção de fontes para dar vida aos desejos de Luís XIV.

Nos lagos ornados de esculturas mitológicas, os jatos d’água acompanham a harmonia de canções barrocas, transportando Versalhes de volta a seu apogeu. Passeando de um bosque a outro, você se deparará com todo o esplendor desse jardim e poderá admirar os incríveis lagos (de Baco, Ceres, Latona, Apolo, Dragão…) ainda mais deslumbrantes graças aos jatos d’água.

As Grandes águas noturnas

No mês de junho, a chegada do verão coincide com o início das Grandes águas noturnas. Ao cair da noite, os jardins se transformam em verdadeira trajetória visual e sonora graças a efeitos aquáticos e luminosos acompanhados de música. Neste ano, você poderá contemplar o espetáculo de raios laser atravessando o espaço no bosque da Colunata ou, ainda, o impressionante esmagamento do gigante Encélado.

À la tombée de la nuit, le Jardin Royal de Louis XIV devient un surprenant parcours visuel et sonore. Le visiteur découvre bassins et bosquets mis en eau et en lumière.

http://www.chateauversailles-spectacles.fr/

A cada ano, no final da primavera,  o Castelo de Versalhes traz seus fantásticos espetáculos musicais « as grandes águas noturnas de Versalhes» e a “festa real no Grande canal”, no coração dos belos jardins de Luís XIV.

Estes eventos são  mágico e merecem ser vistos e revistos.

As águas musicais acontecem todos os sábados do dia 16 de junho ao dia 7 de setembro de 2012.

Preço:  23 Euros

Horário: de 21hs à 23hs  fontes e música (fogos de artíficio as 23hs)

A festa real do grande canal, espetáculo e fogos de  artíficio é um outro show e acontecerá nos dias 22, 28, 29 de junho e nos dias 5 e 6 de julho.

Preço:

  • Categoria Prestigio 125€
  • Categoria Or : 85€
  • 1a categoria: 55 €
  • 2a categoria: 35 €

Horário: as 22 horas

As grandes águas de Versalhes foram criadas em 1666 por Louis XIV e este capricho do rei lhe custou cerca de 1 terço dos custos totais de Versalhes.

Para a época, a criação das fontes do castelo foi grande desafio técnico, especialmente as fontes com altos jatos de água (com maquinário e pedais manuais) . Atualmente, as fontes já são automatizada.

Deixe-se levar pelo encanto deste lugar juntamente com música de fundo de Lully, Rameau e Desmarest … certamente você viverá um momento único.

Read more...


Fête de la Musique- Festa da Música

 

Fete de la Musique 2012

Rendez-vous le 21 Juin pour la 31ème édition de la Fête de la Musique.
Comme chaque année, le Fete va être l’occassion de voir un sacré bon gros concert, puis de partir déambuller dans les rues de la ville, de groupes en groupes, de surprises en surprises.
http://www.fete-musique.net/

Na França, país de Edith Piaf e Charles Aznavour, a música tem dia para ser celebrada. Lá, no primeiro dia do verão, diversas atrações musicais comemoram a Fête de la Musique, ou Festa da Música, em português.

Além do lazer, o objetivo da festa também é popularizar a prática musical. O evento foi criado na França e virou uma festa internacional.

No dia 21 de Junho, a Festa da Música, grande manifestação popular e gratuita, aberta a todos os participantes amadores ou profissionais, invade as ruas e as praças das cidades, misturando numa noite todos os generos musicais e dirigindo-se a todos os públicos.

A  origem da Festa da Música

A primeira Festa da Música aconteceu em  21 de Junho de 1982, (dia do solstício de Verão, onde a noite é a mais curta e, por isso, propícia a uma festa que dura até à manhã seguinte) por iniciativa de Jack Lang, então ministro da Cultura francês. Teve como ponto de partida a premissa de que na França, com seus mais de 60 milhões de pessoas, muitos de seus jovens são músicos. O objetivo do festival é fazer com que esses músicos ocupem as ruas e divulguem seu talento pelo país.

“Faça música, festeje a música”

A mobilização de músicos profissionais ou amadores, a nova atenção dada a todos os generos musicais, as entradas gratuitas nos concertos e a adesão cada vez maior da população, fizeram em alguns anos da Festa da Música uma das grandes manifestações culturais francesas. O seu território privilegiado é o ar livre: ruas, praças, jardins, pátios de museus, etc. É a ocasião para as grandes instituições musicais saírem dos seus muros ou receberem outros generos musicais. A festa oferece também a possibilidade de criar intercâmbios entre a cidade e os subúrbios, de proporcionar cultura às comunidades rurais, propor concertos nos hospitais e nas prisões, e fomentar de forma natural a democratização do acesso às práticas artísticas e culturais.

Presente nos cinco continentes

A Festa da Música começa a ser exportada em 1985, pela ocasião do Ano Europeu da Música. Sucesso internacional e fenomeno social, a Festa, que está atualmente presente em mais de 100 países nos cinco continentes, é também portadora, no dia 21 de Junho, de novas tendências musicais, que anuncia ou que traduz: renovação das músicas tradicionais, explosão das músicas do mundo, aparição do rap e da música techno, regresso ao carnaval musical, etc.

Read more...


Festival internacional de cinema de animação de Annecy

Durante seis dias, Annecy torna-se a capital mundial do cinema de animação. Trata-se da ocasião ideal para que apreciadores e profissionais assistam a filmes originários dos quatro cantos da terra.

Todos os anos, no começo do mês de junho, a cidade de Annecy, no departamento Alta Sabóia, recebe o Festival internacional do cinema de animação, um evento que reúne amadores e profissionais do meio.

Durante seis dias, a cidade vive sob o ritmo de projeções organizadas em seus muitos cinemas, mas também no Pâquier, vasto gramado às margens do lago de Annecy. Na cerimônia de encerramento do festival, diversos prêmios são concedidos: o Cristal de melhor longa-metragem, o Cristal de Annecy (de melhor curta-metragem), o prêmio “Jean-Luc Xiberras”, para o primeiro filme de um novo diretor, ou ainda o Prêmio especial para uma série de TV.

E o vencedor é…

Nesta 36a edição, que acontecerá de 4 a 9 de junho de 2012, 10 filmes de longa-metragem participam da competição, entre os quais Zarafa, filme de animação franco-belga de Rémi Bezançon e Jean-Christophe Lie, Hoshi O Ou Kodomo (Viagem para Agartha) do diretor japonês Makoto Shinkai ou, ainda, Arrugas, produção espanhola de Ignacio Ferreras. Em 2011, o Cristal de longa-metragem foi concedido aos franceses Joann Sfar e Antoine Delesvaux por seu filme de animação Le chat du rabbin (o gato do rabino). O curta-metragem Pixels, do diretor francês Patrick Jean também recebeu o Cristal de Annecy.

fonte: www.france.fr

Read more...


La Rue Kénatou

“ Aujourd’hui La Rue Kétanou fait office de référence dans le paysage de la nouvelle chanson française”

La Rue Kétanou é um grupo musical Francês que mistura elementos de reggae, boêmia, teatro, poesia e humor. Seu nome é uma deformação de La rue qui est à nous, que significa A rua que é nossa.

O grupo é composto dos músicos  Mourad Musset ( guitarra ),  Olivier Leite ( guitarra) e Florent Vintrigner ( sanfona), todos eles vindo do Théâtre du fil em Paris.

Primeiramente, La Rue Kétanou estava tocando nas ruas de La Rochelle e do Île de Ré. O show era uma mistura entre o teatro e a música. Seu lema era C’est pas nous qui sommes  à la rue, c’est la rue qui est à nous (Kétanou), que significa literalmente: “Nós não pertencemos à rua, é a rua que nos pertence” e figurativamente: “nós não somos vagabundos, a rua é nossa” .

Em francês este é um jogo de palavras, devido ao uso repetido do artigo “a”, o que pode significar tanto ”na”, ou indicar posse, por exemplo,.. ”je suis à la poste” significa “Eu estou nos correios”, enquanto ”c’est à toi” significa “é sua” Assim, uma tradução aproximadamente boa deste trocadilho seria:. “Nós não vivemos nas ruas, as ruas vivem em nos ”.


Depois de passar algum tempo vivendo uma vida semi boêmia , o grupo acabou encontrando  Bibou , um membro do Tryo, que pediu para eles serem  o ato de abertura para os shows Tryo no L’Olympia e para o resto de sua turnê.
O primeiro álbum de La Rue Kétanou, En attendant les caravanes foi finalmente produzido em 2001.

Depois de algum tempo fazendo turnês por toda a França, o grupo completou um segundo album Y’a des cigales dans la fourmilière em 2002. Em 2004, eles lançaram um álbum ao vivo Ouvert à double tour. Após uma pausa, o grupo está em turnê novamente com dois novos membros, Pierre Joseph e Simone Monticelloni.

Em 2009 lançaram À ContreSens, e em 2011 La Rue Kétanou et le Josem.

 

 – Les Mots

 

Read more...

Flickr

RSS URL not defined

Entre em contato!

Tel. 55 11 9641 0432

Áreas atendidas – São Paulo, SP
_Higienópolis
_Pacaembú
_Perdizes
_Bela Vista
_Outras áreas: consulte!

Visite minhas redes sociais:

Scroll to top