Invent


Place Dauphine

A place Dauphine, que fica pertinho da Pont Neuf, é tida como a Praça mais romântica de Paris.

Volta e meia, ela é usada como locação para filmes. Um deles é “Meia Noite em Paris”, de Woody Allen.

A praça começou a ser construída em 1607, a mando do Rei Henrique IV

Esta é a segunda praça real de Paris construída por ordem de Henry IV e assim chamada em homenagem ao Dauphin, nascido em 1601 (o Delfin, filho primogênito do rei e herdeiro do trono, futuro Louis XIII). A praça tem a forma de um triângulo e ocupa uma área no extremo oeste da Île de la Cité onde antes havia três pequenas ilhas. Numa delas foi queimado em março de 1314, por ordem do rei Philippe IV, o Belo, Jacques de Molay, Grão Mestre dos Cavaleiros Templários. Três séculos depois desse trágico episódio, a construção da Pont Neuf, inaugurada em 1607, provocou a reunião das ilhas. A bela praça tinha os três lados cercados por uma série de edifícios iguais e inspirados naqueles que vemos atualmente na Place des Vosges. Havia então apenas duas entradas, das quais sobreviveu apenas aquela situada a oeste, que se abre em frente a estátua equestre do rei Henry IV. Com o tempo muitos edifícios foram modificados arbitrariamente e todos aqueles que fechavam o lado leste foram demolidos. Apesar de ter o aspecto original desfigurado, a Place Dauphine é uma das mais encantadores de Paris e oferece uma sensação de serena tranquilidade que contrasta com o burburinho urbano.

Na ponta da ’Ile de la Cité, a Place Dauphine, na minha opinião, é a praça mais romântica de Paris.

IMG_1626

Escondida por pequenos imóveis  de charme, intima e secreta são as primeiras palavras que vem no espírito de seus visitantes.

Para chegar nela,vá na  place du Pont-Neuf (no nivel da ponte) e pegue a pequena rua Henri-Robert.

Yves Montant e Simone Signoret moraram no n° 15 : “La Roulotte”

Hôtel Henri 4 – Place Dauphine
Il est tenu de père en fils depuis 1937.

Entrée vers la Place Dauphine
Avec l’ombre de la statue d’Henri 4

E a noite ela tem todo um  charme….

Place DAUPHINE la NUIT

“La place Dauphine ressemble au sexe de Paris”


“La place Dauphine ressemble au sexe de Paris” por LEXPRESS

 

Yves Montand et Simone Signoret l’ont immortalisé en logeant au n°15… Située à l’ouest de l’île de la Cité, la place Dauphine est la seconde place royale parisienne du XVIIe siècle. Riche d’un passé historique et architecturale, la Place a malgré tout gardé sa quiétude intacte, du fait de l’épaisseur des murs des bâtiments qui l’encerclent.

Cet endroit est devenu le repaire des galeries d’art, des cafés et des amoureux…

Sa forme triangulaire lui vaut le surnom de « sexe de Paris » dans le récit Nadja du surréaliste André Breton. Elle est également citée dans des œuvres d’Anatole France et Gérard de Nerval beaucoup d’artistes s’en sont inspirées, c’est dire son pouvoir d’attraction. Elle inspire d’ailleurs acteurs et réalisateurs puisque elle sert de décor à plusieurs scènes du récent Midnight in Paris de Woody Allen où l’on y voit flâner Marion Cotillard et Owen Wilson.

 

Place Dauphine –  75001 Paris
Métro : Pont Neuf

Fontes:

http://www.parisguia.com.br/ile-de-la-cite-Place-Dauphine.aspx

http://doseujeitoblog.blogspot.com.br/2014/01/paris.html

http://finefolie.com/balade-romantique-place-dauphine-midnight-in-paris/
http://www.pariszigzag.fr/sortir-paris/balade-paris/sexe-de-paris-place-dauphine
http://www.gorgen.fr/blog/galeries/paris-la-nuit

Read more...


Fête de la Musique 2015

Sucesso internacional, fenômeno social, a Festa da Música será dia 21 de junho em Paris. Ande pela cidade e aproveite este dia festivo.

No dia 21 de Junho, a Festa da Música, grande manifestação popular e gratuita, aberta a todos os participantes amadores ou profissionais, invade as ruas e as praças das  cidades, misturando  todos os gêneros musicais e dirigindo-se a todos os públicos.

Fête de la Musique é um animado festival de música gratuito, onde centenas de músicos se reúnem nas ruas, bares e cafés de Paris, dando apresentações que vão de jazz e rock ao hip hop e música eletrônica.

A ideia na origem da Festa da Música 

Criada por Jack Lang, ministro da Cultura, com base numa ideia do seu diretor de Música e a Dança, Maurice Fleuret, que  percebeu que cinco milhões de pessoas, entre elas um jovem em cada dois, tocavam um instrumento de música na França, a Festa da Música teve início em 21 de Junho de 1982, dia do solstício de Verão, onde a noite é a mais curta e, por isso, propícia a uma festa que dura até à manhã seguinte.

“Faça música, festeje a música” 

A mobilização de músicos profissionais ou amadores, a nova atenção dada a todos os gêneros musicais, as entradas gratuitas nos concertos e a adesão cada vez maior da população, fizeram em alguns anos da Festa da Música uma das grandes manifestações culturais francesas. O seu  território privilegiado é o ar livre: ruas, praças, jardins, pátios de museus, etc. É a ocasião para as grandes instituições musicais saírem dos seus muros ou receberem outros gêneros musicais. A festa oferece também a possibilidade de criar intercâmbios entre a cidade e os subúrbios, de proporcionar cultura às comunidades rurais, propor concertos nos hospitais e nas prisões, e fomentar de  forma natural a democratização do acesso às práticas artísticas e culturais.

Presente nos cinco continentes

A Festa da Música começa a ser exportada em 1985, pela ocasião do Ano Europeu da Música. Sucesso internacional e fenômeno social, a Festa, que está atualmente presente em mais de 120 países nos cinco continentes, é também portadora, no dia 21 de Junho, de novas tendências musicais, que anuncia ou que traduz: renovação das músicas tradicionais, explosão das músicas do mundo, aparição do rap e da música techno, regresso ao carnaval musical, etc.

La Fête de la Musique 2015 à Paris et en île de France

Hoje, a Fête de la Musique  ( Festa da Música ) conquistou o mundo : mais de 120 países participam e concertos são realizados em 700 cidades além das fronteiras  francesas. Uma demonstração do poder da música.  Em 2014  foram organizados mais de 17.000 shows  . Momentos musicais que atraíram mais de 10 milhões de franceses nas ruas de cidades e vilarejos .

O tema desta 34ª edição da Fête de la Musique é  ” Vivre ensemble la musique ” a celebração do espírito de comunhão e  de partilha que a música desperta ao redor do globo . A música aproxima, inspira, suscita. Mais do que nunca esta edição é a ocasião de celebrar o viver junto, valor fundamental desta grande festa  .  Música ao vivo juntos!

Fête de la musique à Paris 2015

“Vivre ensemble la musique est un état d’esprit. Vivre ensemble la musique est un mot d’ordre. Vivre ensemble la musique, c’est avant tout célébrer le pouvoir fédérateur de la musique.”

“La musique incarne cette résistance joyeuse à tout ce qui pourrait nous éloigner les uns des autres : c’est cela que nous célébrerons tous cette année en descendant dans la rue pour vivre ensemble la musique.”

Como aproveitar ao máximo esse dia? Alguns preferem olhar a programação e planejar cuidadosamente o seu roteiro, outros gostam de andar pelas ruas e tropeçar em eventos espetaculares (ou nem tanto).

Uma dica importante é ter sempre um mapa de Paris na mão, digo isso porque o transporte público tende a falhar nesse dia, os ônibus e metrôs estão sempre muito cheios, fica a dica por uma boa caminhada.

Para obter um sabor da autêntica cultura de Paris, não deixe de curtir o Fête de la Musique 2015.

É só clicar aqui para ver toda a programação da Fête de la musique à Paris 2015
TOUS LES ÉVÈNEMENTS DE CE PROGRAMME – clique aqui para conferir !!!

 

 

Fontes:

http://fetedelamusique.culturecommunication.gouv.fr/

http://www.sortiraparis.com/scenes/concert-musique/guides/53382-la-fete-de-la-musique-2015-a-paris-et-en-ile-de-france

http://www.timeout.fr/paris/concert-soiree/fete-de-la-musique

http://www.evous.fr/Fete-de-la-Musique-Comment-se-deplacer-a-Paris-1133097.html

http://www.france.fr/pt/festas-e-festivais/festa-da-musica.html

http://comovaiparis.com.br/muita-musica-paris-vai-entrar-em-festa/

https://quefaire.paris.fr/programme/59097_fete_de_la_musique_2015

Read more...


Fête de l’Europe 2015 em Paris

A décima edição do Festival da Europa acontecerá em Paris no pátio do Hôtel de Ville (a Prefeitura ) sábado, dia 9 de maio  : concertos, exposições, debates , entretenimento para todas as idades … Este ano, Paris celebrará a Europa oferecendo um dia festivo !

Desfrute de concertos gratuitos durante todo o dia : muitos grupos de música de vários países europeus irão se apresentar no grande palco na frente do Hôtel de Ville de 12H à 22H .

Retrouvez dès 12h, les concerts pop/rock de Noiserv (Portugal)Say Yes Dog (Allemagne/Lux).  À 22h retrouvez sur scène les Espagnols Bigott, les Français Alb, et les Danois WhoMadeWho.

Sob a bandeira da luta contra as alterações climáticas ,da convivência e da ajuda ao desenvolvimento , a Fête de l’Europe 2015 também vai permitir  compreender melhor as políticas da UE em favor do meio ambiente e do e desenvolvimento.

“Un village éuropéen”  reune as instituições europeias , associações parisienses , fundações, ONGs e grupos de reflexão especializados em assuntos europeus e clima . Os visitantes vão encontrar informações sobre os programas europeus (Fundos Estruturais, Erasmus + , Jeunesse (Juventude) , etc.) e as políticas europeias , incluindo a ajuda ao desenvolvimento e a mobilidade na Europa ( estudo, trabalho,  estágio , voluntariado ) . Tendo em vista a conferência sobre o clima global,  que será realizada em Paris, em Dezembro ( COP21 ) , as pessoas também vão encontrar muita informação e entretenimento para compreender melhor os desafios da luta contra as alterações climáticas .

Atividades lúdicas e pedagógicas para todas as idades , irão entreter famílias em torno da integração europeia e do clima : oficinas interativas , teatro de rua ,  foto souvenir, quizzes ,  blind teste  , oficinas de desenho e pintura , jogos de tabuleiro , etc

Duas exposições de fotografia são apresentadas : “60 soluções para a mudança climática ” por Yann Arthus Bertrand e “ Borderline – As fronteiras da paz ” do fotógrafo italiano Valerio Vincenzo . Animações de street art serão organizadas em diferentes locais da capital.

Yann Arthus Bertrand

60 solutions face au changement climatique

Résidus pétroliers issus de l’exploitation des sables bitumineux, Fort McMurray, Canada. L’extraction des schistes bitumineux est extrêmement polluante et émettrice de CO2 (57°01’ N – 111°38’ O). © Yann Arthus-Bertrand Altitude / Photo

Feedlot à proximité de Bakersfield, Californie, États-Unis – Yann Arthus-Bertrand

60 solutions face au changement climatique

Valerio Vincenzo

Valerio Vincenzo

Pays-Bas / Belgique / Allemag­ne

Belgique / Pays-Bas

Allemagne / Danemark

Allemagne / Pologne

Allemagne / Pologne bis

France / Allemagne

Italie / Autriche

Lettonie / Estonie

Autriche / République-tchèque

Autriche / Hongrie

Pologne / Slovaquie

Portugal / Espagne

Slovaquie / Pologne

Suisse / France

Suisse / Italie

Suisse / Italie

Serão realizados debates durante toda a tarde no local , em torno de três temas : “Alimentação: quais  desafios para o futuro? ” ” Clima e transição energética : podemos chegar lá ? ” ” Europa: quais valores comuns ? Qual o papel da cultura? “

Les Danois WhoMadeWho

Fontes:

http://www.europarl.fr/fr/votre_bureau_d_information/nos_activites/9_mai/hotel_ville.html#shadowbox/3

http://www.sortiraparis.com/enfant-famille/articles/51250-que-faire-ce-week-end-du-8-9-et-10-mai-a-paris-avec-les-enfants

http://blog.velib.paris.fr/blog/2015/05/07/fete-de-leurope-2015/

http://www.diplomatie.gouv.fr/fr/politique-etrangere-de-la-france/europe-828/evenements-et-actualites-lies-a-la/autres-evenements-au-niveau/article/video-et-photos-de-l-exposition

Read more...


Quartier de la Butte aux Cailles

Uma placa ao lado do metrô  indica o caminho deste charmoso bairro. foto: Ana Paula Cardoso

 Existe um lugar em Paris que se chama Butte aux Cailles. Trata-se daqueles “segredinhos bem-guardados” pelos parisienses e é considerado um quartier à parte da capital francesa.

Onde ?

13ème arrondissement de Paris, limite 14ème. Entre a Porte d’Italie e o Parc Montsouris.

 

 Tem um ambiente de cidade pequena, com ruelas charmosas e onde ainda se pode observar arquitetura de pequenas casas, com seus jardins ou muros de heras, e de prédios que só vamos encontrar no interior do país.

Rue de la Butte aux Cailles

A rua de la Butte aux Cailles é a coluna vertebral da Butte. Calma durante o dia, ela se anima muito rapidamente a noite logo que os numerosos bares e restaurantes  abrem. Uma rua agradável para  beber algo por que ainda continua a ser bem confidencial e  chama a atenção de um público de habitués.

Percorrendo a rue de la Butte-aux-Cailles, vocês encontrarão lindas passages que vocês cruzarão à direita e à esquerda da rua (passage Boiton por exemple)

Passage Buiton

Passage Boiton – vu d’en haut

Paris - Butte aux Cailles

 passage du Moulinet.

Paris - Butte aux Cailles - Miss Tic

butte aux cailles paris

Pegue em seguida a rue des 5 diamants, depois a sua esquerda a passage Barrault.  Vocês encontrarão aí casas charmosas nos números 6, 9 et 9 bis.

Passage Barrault

No final da passage Barrault, vire à esquerda na rue Barrault e vá  em frente até a rue Daviel. Vire à direita.

petite alsace

Veja à sua direita o conjunto de casas à Colombage.  Esta propriedade particular do começo do século vinte se chama « la Petite Alsace ».

Paris - Petite Alsace

Paris - Petite Alsace

La Petite Alsace, rue Daviel.

Entrée de la petite Alsace, au 10 rue Daviel, la butte aux cailles paris

Vocês também podem descobrir a Villa Daviel, cheia de casinhas bonitas.

Maison – Villa Daviel

É uma das numerosas ruas lindas escondidas de Paris.

Paris Daviel

Villa Daviel

Vire à direita na  rue Barrault, depois pegue a  rue Michal à sua esquerda, rua calma com o charme típico da Butte aux Cailles.

Paris - Butte aux Cailles  - street art

Paris - Butte aux Cailles

No final da  rue Michal,  vocês vão se encontrar atrás da Eglise Sainte-Anne-de-la-Butte-aux-Cailles,  construída no fim do século 19 para dar ao bairro uma igreja, que até então não possuia.

Paris - Butte aux Cailles

rue michal

Vire à esquerda depois pegue a sua direita a rue Buot que, como a  rue Michal, é um lugar silencioso e agradável.
No final da rua, chegamos a Place de la Commune de Paris, ponto culminante da butte.

place de la commune de paris

Place de la Commune de Paris, onde uma Fonte Wallace  fica bem no meio.

Buttes aux Cailles

Place Paul Verlaine

Beber água da fonte em  Paris » Poço artesiano, place paul Verlaine, 75013 Paris

5 Place Paul Verlaine – 75013 Paris

5 Place Paul Verlaine

Paris - Butte aux Cailles - piscine

Na praça, a fachada de tijolos da piscina de la Butte aux Cailles, alimentada por um poço artesiano de onde jorra uma água naturalmente quente (28°C). Construida no começos dos anos 20 no lugar dos antigos bains-douches no estilo Art Nouveau, ela possui  3 piscinas que são abertas no verão

.La piscine de la Butte aux Cailles possède une une eau ferrugineuse qui provient d’un puits artésien

A sensação de quem chega ao bairro é de que saímos de Paris, mas estamos apenas a 5 minutos do metrô Place d’Italie.

Chez Gladines, um dos mais concorridos restaurantes locais. Comida farta, boa e barata. Foto: Ana Paula Cardoso

O lugar é quieto durante o dia, mas marcado por um agito noturno. Bares e restaurantes tradicionais agitam esse pequeno bairro-vilage e formam filas nas portas, especialmente o “Le Temps des cerises”, um restaurante cooperativado, sem patrão, sem telefone, mas com comida excelente.

Calmo pela manhã e agitado á noite, graças aos bares e restaurantes. Foto: Ana Paula Cardoso

La créperie de la Butte au 13: ne manquez pas la « québequoise » – pommes sirop d’érable !

O mesmo a dizer do “Chez Gladines” e do “Chez Mamane”, no primeiro, comida farta da região basca e no segundo, cuscuz marroquino da melhor qualidade.

Le meilleur couscous de Paris : Chez Mamane

Cette adresse est parfaite pour l’hiver, on y mange copieusement et la chaleureuse équipe vous fera rapidement oublier vos petits tracas de la vie

Chez Mamane- Carte : 10-15 euros

27 rue des 5 Diamants- 75013 Paris

01 45 89 58 87

Laurent Duchêne, (2, rue Wurtz).

“Boulangerie Legendre” – Rue de la Butte aux Cailles

Casas e prédios antigos, com muros de heras, são comuns ao bucólico bairro. Foto: Ana Paula Cardoso

Longe do circuito turístico, esse histórico pedacinho de Paris foi o refúgio de comunistas fugidos das ditaduras de parte da Europa nos anos 1930. Esquecido por Haussmann na época da revitalização de Paris, guarda resquícios da arquitetura medieval e hoje é um local de bares e restaurantes bacanas. Alguns grafiteiros e artistas da chamada street art estão pelos muros, dando um toque de modernidade ao lugar.

Paris - Butte aux Cailles - street art - Seth

Paris - Butte aux Cailles

Paris - Butte aux Cailles - street art

Paris - Butte aux Cailles - street art

Paris - Butte aux Cailles - street art - Miss Tic

Mistic, uma das artistas de rua diz "o abuso do prazer é benéfico à saúde". Foto: Ana Paula Cardoso

Passage du Moulin des Prés, onde street artists como Philippe Baudelocque e Jef Aerosol deixaram suas marcas nas paredes.

Os franceses estranham quando algum estrangeiro vai lá e sempre perguntam, desconfiados, sobre quem contou sobre Butte aux Caille para nós.

Paris - Butte aux Cailles

Paris - Butte aux Cailles

Paris - Butte aux Cailles

Paris - Butte aux Cailles - tour Albert

Vocês não podem deixar de perceber a Tour Albert que foge  um pouco do ambiente de prédios antigos. Construida em 1960, a Tour, que tem o nome de seus arquitetos, é na realidade o primeiro « gratte-ciel »   arranha céu construído na capital.

Paris - Butte aux Cailles

Paris - Butte aux Cailles

Paris - Butte aux Cailles - Seth

Paris - Butte aux Cailles

Os nomes das ruas são mais uma graça do peculiar Butte aux Cailles. Foto: Ana Paula Cardoso

QUARTIER DE LA BUTTE AUX CAILLES : 

La butte aux Cailles est un petit quartier délimité au Nord par le boulevard Auguste Blanqui, au Sud par la rue de Tolbiac, à l’Ouest par la rue Barrault et à l’Est par la rue du Moulin-des-Prés.

A l’origine, c’était une colline recouverte de moulins à vent et où coulait la Bièvre. En 1543, Pierre Caille en devient propriétaire et donne son nom au quartier. 
Celui-ci est désormais connu pour être un endroit aux airs de petit village entouré de bâtiments célèbres comme la piscine de la Butte aux Cailles, le puits artésien, l’école des Télécoms ou celle d’Estienne. On y trouve de nombreuses maisons avec jardins, des restaurants ou encore bars, très fréquentés qui font de la Butte aux Cailles un village animé et aimé.

A deux pas se trouve egalement le Parc de Choisy
Metro 7 : Tolbiac

Fontes:

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris

http://www.unjourdeplusaparis.com/paris-balades/promenade-butte-aux-cailles

http://www.theparisienne.fr/2009/08/paris-de-village-en-village/

http://www.lejoyeuxbazar.fr/2014/08/paris-butte-aux-cailles.html

http://www.pariswithted.com/tours/off-the-beaten-track/

http://lesgourmands2-0.com/2013/11/le-meilleur-couscous-de-paris-chez-mamane/

http://paris7sur7.blogspot.com.br/2012/12/chez-mamane.html

http://expressoparis.com/uma-boa-dica-de-restaurante-chez-gladines/

http://www.visitparisregion.com/cafes-restaurants-gastronomie/ambiance-bistrot/cafe-gladines/en-image-261458.html

http://www.placesinparis.com/chez-gladines-restaurant/

http://www.smarterparis.com/parisguide/butte-aux-cailles-to-quartier-des-peupliers/

Read more...


Square Denys-Bühler,o lugar mais silencioso de Paris

endroit-silencieux-paris

 Pouco  conhecido do público (que participa perfeitamente na paz e tranquilidade ) , o Square Denys Bülher é o jardim da paróquia  Saint- Jean . Um lugar de uma grande simplicidade , ideal para ficar tranquilo por alguns instantes.

Ssquare Denys-Bühler - Paris 7e

Faça uma pausa do barulho . Para encontrar a paz em Paris , encontramos uma praça ou melhor, a  praça mais silenciosa de Paris.

Pertinho do Invalides e sua multidão de turistas  se esconde o square Denys -Bühler . Aqui, o tempo parece ter parado . É um refúgio de paz escondido atrás da paróquia de Saint. Jean .

Apenas os curiosos terão a oportunidade de desfrutar da tranquilidade deste lugar confidencial. Após a chegada, você vai encontrar uma pequena casa  ”à colombage “.

Um pouco mais adiante , você vai descobrir o seu pequeno jardim de  uma simplicidade monástica.

Sente-se em um dos bancos e apenas desfrute do silêncio que prevalece lá. Aqui , só há pássaros que podem vir quebrar esta calma beneditina: o  square Denys -Bühler é um dos únicos que proíbem os jogos de bola . Além disso, este local secreto é mais apreciado por sua discrição que  por sua beleza.

Mas não falem muito , o endereço permanece entre nós … “este é o som do silêncio ” ♩ ♬

Square Denys- Bühler

De 8h durante a semana (9h no week-end) à 17h (dependendo das estações até às 21h).

Métro : La Tour Maubourg ou École militaire (ligne 8), Varenne (ligne 13)

 

Obs:  Curiosidades sobre a palavra Square

Square é uma palavra da língua inglesa, que em português significa quadradopraça ou largo.

Uma square pode ser uma praça em uma cidade, que consiste no local onde duas ou mais ruas terminam ou se intersetam. Muitas vezes as praças contêm grama e árvores no centro.

Uma das squares mais famosas do mundo é a Times Square (Praça do Tempo, em português), em Nova Iorque, no centro de Manhattan, um dos locais mais procurados por turistas. Também em Nova Iorque, é possível encontrar a Madison Square (Praça Madison), onde está localizado o Madison Square Garden, um conjunto de arenas onde é possível assistir a eventos esportivos e musicais.

Na gíria, uma pessoa considerada quadrada (square person) é uma pessoa vista como ignorante, que não se interessa pelos gostos e ideias mais modernas. É uma pessoa antiquada, convencional e conservadora, que não está disposta a aceitar ou experimentar coisas novas.

Assim como o quadrado como figura geométrica apresenta 4 lados do mesmo tamanho, muitas vezes a palavra square é usada para descrever equilíbrio e igualdade. Por exemplo, em inglês “to square a game” significa igualar o placar em uma determinada competição. Antigamente a expressão “square meal” significava  uma refeição substancial, que satisfazia a pessoa mas que também era uma refeição equilibrada.

A palavra square também é usada na medição de áreas. De acordo com o sistema métrico, uma área pode ser medida por metros quadrados. Em países em que o sistema métrico não é o sistema oficial (como os Estados Unidos, por exemplo), é mais comum usarem o square feet (medida em pés em vez de metros) e nãosquare meters (metros quadrados).

Fontes:

http://www.pariszigzag.fr/confidentiel/endroit-plus-silencieux-paris

http://unpetitpoissurdix.fr/2014/07/29/balade-architecturale-dans-le-7e-arrondissement/

http://parisalaventure.net/jardin-de-croix-square-denys-bulher-7eme/

 

Read more...


Arvore de Natal ou “sex toy” gigante na Place Vendôme ???

Arbre ou sex-toy ? L'œuvre fait polémique !

foto de Charles Platiau/Reuters

É chamado de ” Tree -( Árvore) ” é um trabalho inflável do americano Paul McCarthy e sua instalação na famosa Place Vendôme em Paris deu muito o que falar e foi danificada .

Un plug anal Place Vendôme ? Non une œuvre de Paul McCarthy

Paul McCarthy’s inflatable sculpture of a Christmas tree is displayed on the Place Vendome in Paris

A obra foi instalada temporariamente na quinta-feira passada  em Paris,  na Place Vendôme, como parte da FIAC  ”Hors les murs”  2014  . Esta é uma escultura inflável de um verde dapper,  de 24 metros de altura, feita por um artista americano Paul McCarthy .

Todas as pessoas querem fotografar e postar…

Il s’agit en réalisé de l’oeuvre Tree Paul McCarthy à l’occasion du début de la FIAC 2014.

Paul McCarthy, Tree (Charles Platiau/Reuters)


Un plug anal installé Place Vendome ?! por tuxboard

Arbre ou sex-toy ? L'œuvre fait polémique !

Arbre ou sex-toy ? L’œuvre fait polémique ! | Photo EPA

Problema , a escultura, batizada ” Tree” ( árvore em Inglês ) ,  é muito parecida  tanto com uma árvore de Natal  quanto como  uma variedade de sex -toy ! Desde quinta-feira, especialmente em redes sociais,  todos comentando e querendo ver um ” plug anal ”  gigante na Place Vendôme

Leiam um comentário: ““Taxpayers – this is where your money goes!” said one post, while another claimed the Place Vendome had been “disfigured” and Paris “humiliated”.

Installée depuis trois jours sur la place parisienne, la structure gonflable baptisée Tree a été saccagée dans la nuit de vendredi à samedi.

L’installation de 24 mètres de haut de Paul McCarthy dressée au milieu de la place Vendôme depuis mercredi dans le cadre de la FIAC 2014 (Foire Internationale d’Art Contemporain) n’était pas du goût de tout le monde.

De l’aveu même de Paul McCarthy, 69 ans, elle peut autant, sinon plus, faire penser à un «plug anal» (sex-toy) qu’à un arbre de Noël.

Dans la nuit de vendredi à samedi, des inconnus ont d’abord débranché l’alimentation de la soufflerie qui maintient la structure gonflable, érigée à titre provisoire dans le cadre de la programmation «Hors les murs» de la Foire internationale d’art contemporain (Fiac). Puis, profitant de l’absence de l’agent de sécurité parti la rebrancher, ont sectionné plusieurs des sangles maintenant l’oeuvre, sans toutefois toucher à l’enveloppe elle-même, avant de prendre la fuite. Les responsables ont alors choisi de dégonfler la structure, potentiellement déséquilibrée.

«Des investigations sont en cours», a indiqué une source policière.

 L’oeuvre de Mc Carthy vandalisée place Vendôme dans la nuit de vendredi à samedi

View image on Twitter

“Na sequência dos atos de vandalismo contra a peça A Árvore de Paul McCarthy, instalada na Praça Vendôme, em Paris, no âmbito do percurso ‘Hors les Murs’ da Feira Internacional de Arte Contemporânea (Fiac), a mesma não poderá ser reinstalada”, pode ler-se num comunicado hoje divulgado pela Fiac.

A nota refere ainda que, “perante a violência de certas reações [a A Árvore], o artista está preocupado com possíveis estragos durante a remontagem da obra”, acrescentando que Paul McCarthy não quer “estar envolvido em confrontos, nem continuar a correr riscos com este trabalho”.

“Em vez de provocar uma reflexão profunda sobre a existência dos objetos como um meio de expressão em si mesmo, nomeadamente na pluralidade de significados, temos assistido a reações violentas”, afirmou Paul McCarthy.

A estrutura insuflável verde, batizada de A Árvore, cuja forma está algures entre uma árvore de Natal e um objeto sexual, foi vandalizada na noite de sexta-feira para sábado por desconhecidos que desligaram a fonte de alimentação que mantinha a obra inflada.

Na quinta-feira, um desconhecido agrediu o artista enquanto este instalava a obra na Praça Vendôme. O próprio Paul McCarthy admitiu que a obra poderia tanto poderia fazer lembrar um ‘plug anal’ como uma árvore de Natal.

View image on Twitter

View image on Twitter

La sculpture gonflable de Paul McCarthy, dégonflée sur la place Vendôme à Paris le 18 octobre 2014

Dans le cadre de la FIAC

Outros trabalhos do artista serão expostos a partir de 25  de outubro na  Monnaie de Paris,  sua primeira grande exposição francesa, Chocolate  Factory.

Pour son inauguration après travaux et son ouverture au public, la Monnaie de Paris invite l’artiste californien Paul McCarthy à installer sa Chocolate factory dans la plus ancienne des manufactures (fondée en 864, la Monnaie de Paris est la plus ancienne des institutions françaises). Cette fabrique de chocolat produit des figurines inspirées du Père Noël. Une performance appétissante qui emplit les salons XVIIIe de la Monnaie d’une atmosphère de conte de fées. 

Paul McCarthy s’installe à la Monnaie de Paris du 25 octobre 2014 au 4 janvier 2015 avec une incroyable installation appelée Chocolate Factory.

santa_0.jpg?itok=yligGSpd

Paul McCarthy installera une petite forêt d’arbres gonflables dans l’Escalier d’Honneur du palais pour accueillir les visiteurs, avant l’incroyable surprise qui les attend : car après avoir traversé la forêt, vous vous retrouverez dans la magnifique salle Guillaume Dupré où est installée la fameuse Chocolate Factory. Il s’agit d’une véritable usine à chocolat qui produit des centaines de figurines en chocolat inspirées du Père Noël. Ces friandises s’accumuleront dans les espaces d’exposition pour produire l’installation finale… Une débauche mi-enfantine mi-ironique, étrange écho à une société de consommation devenue folle. 

Mais algumas imagens das obras de Paul McCarthy

Voir l'image sur Twitter

 Nós podemos nos perguntar se outras obras de Paul McCarthy maliciosamente sugeridas pelos usuários do Twitter  não farão ainda mais barulho….

An inflatable sculpture called 'Complex Pile' by American contemporary artist Paul Mccarthy on display at the 'Inflation!' exhibition

An inflatable sculpture called ‘Complex Pile’ by American contemporary artist Paul Mccarth on display at the ‘Inflation!’ exhibition

” Vous n’aimez pas le sex-toy de McCarthy Pl. Vendôme? Ok, vous préférez son étron de Hong-Kong?”

Fontes:

http://en.wikipedia.org/wiki/Paul_McCarthy

http://news.artnet.com/art-world/paul-mccarthy-beaten-up-over-butt-plug-sculpture-136129

http://www.ouest-france.fr/paris-arbre-de-noel-ou-sex-toy-geant-place-vendome-2912143

http://www.lefigaro.fr/arts-expositions/2014/10/18/03015-20141018ARTFIG00072-l-oeuvre-de-paul-mccarthy-place-vendome-vandalisee.php

http://hyperallergic.com/156388/paul-mccarthys-xxxmas-tree-plugs-up-paris/

http://www.tuxboard.com/paul-mccarthy-tree-plug-anal/

http://www.independent.co.uk/news/world/europe/giant-inflatable-sex-toy-sculpture-in-paris-is-meant-to-be-a-christmas-tree-9800261.html

http://www.citylab.com/design/2014/10/paris-erects-an-unlikely-christmas-tree/381585/

http://www.claudinecolin.com/fr/1074-chocolate-factory-de-paul-mccarthy

http://art.monnaiedeparis.fr/fr/expositions/chocolate-factory

http://www.huffingtonpost.fr/2014/10/18/place-vendome-paris-sculpture-paul-mccarthy-vandalisee_n_6007134.html

http://www.likeaparisian.fr/fr/paris/art

http://www.exponaute.com/expositions/10049-paul-mccarthy/

Read more...


Fête des vendenges 2014 em Montmartre

Todo ano acontece em Montmartre a famosa “ Fêtes des Vendanges” – A festa da colheita das uvas! A festa acontece por toda a cidade, mas é no bairro mais boêmio que a festa ferve!

Importante ponto de encontro de artistas e intelectuais, o bairro é famoso pela sua animada vida noturna, e por ser o bairro de modelos, bailarinas e pintores como Degas, Cézanne, Monet, Van Gogh, Renoir e Toulouse-Lautrec, que contribuíram para tornar Montmartre um dos pontos mais turísticos de Paris!

Neste ano, do dia 8 ao dia 12 de outubro acontecerá pelas ruas do bairro vários espetáculos, concertos gratuitos, fogos de artifício e desfiles de bandas musicais!

Etape traditionnelle de la fête des vendanges de Montmartre : le défilé des confréries. Avec un JB en grande forme, on vous promet de bons moments 

As comemorações da tradicional vendange, a colheita das uvas de Montmartre, começaram dia 08 de outubro e vão até domingo. São cinco dias de festa, onde serão apresentadas peças de teatro, desfiles nas ruas do bairro parisiense, além, é claro, da degustação do vinho produzido em 2013 e que poderá ser saboreado neste ano.

Nesses dias as vinícolas de Montmartre podem ser visitadas gratuitamente, tem noites de degustações de vinhos e comidinhas típicas, atelier de sommelier e chefs, entre outras atividades gastronômicas.

São cinco dias de muita agitação em Montmartre.

 11 de outubro : desfile de todas as confrarias que fazem parte dos vinhedos de Montmartre.  O percurso começa às 15h na prefeitura do bairro – Mairie – e chega às 17.45h na Place Saint Pierre, aos pés do Sacré-Coeur.

Desfile das Confrarias

Cette année, l’invité d’honneur du Grand Défilé est La Confrérie des Jardins Partagés, dont Les Amis des Jardins du Ruisseau sont les principaux acteurs

Até 12 de outubro: mercado gastronômico com 160 barraquinhas vendendo produtos típicos franceses. Elas estarão em torno da igreja, nas ruas Azaïs, Saint Eleuthère, Cardinal Guibert e parvis du Sacré-Coeur.

O que mais  interessa  os visitantes são os diversos stands  localizados nos arredores da Sacre-Coeur, com comidas e bebibas de várias regiões da França.

É o chamado Le parcours du goût que oferece opções como queijos, charcruterie, frutas, ostras, azeites, foie gras, champagne, cervejas e mais algumas guloseimas.

Parcours-du-goût-montmartre-install-2014-03

Parcours-du-goût-montmartre-install-2014-06

As  mais procuradas são o sanduíche de raclette e também a tartiflette (foto abaixo).

Também podemos ver a tradicional e peculiar cerimônia do não casamento ( non-demandes en mariage )! Durante a cerimônia do não-casamento, diversos casais se declaram eternamente noivos.

Neste ano a cerimônia acontecerá no dia 12.10 às 10h30 às 12 hrs, na Place des Abesses

Georges Brassens Bobino 1972 10 La non demandé en mariage

Ela tem fim no Mur des Je T’aime, um muro em que a frase  “eu te amo”está escrita em mais de 300 linguas.

11 de outubro: fogos de artifício às 21.45h. Local: em torno da igreja do Sacré-Coeur, rua Azaïs, rua Saint Eleuthère, rua Cardinal Guibert, rua Parvis du Sacré-Coeur.

Inspiré par Rimbaud, « Je veux être poète et je travaille à me rendre voyant…

“il s’agit d’arriver à l’inconnu par le dérèglement de tous les sens, Les souffrances sont énormes, mais il faut être fort , être né poète Et je me suis reconnu poète ! »

Ce spectacle est une ballade poétique, intellectuelle et émotionnelle. À travers des extraits choisis traitant de l’amour, la beauté , la nature, l’innocence… parmi des poètes tels que Prévert, Dimey,  Apollinaire, Vian…

L’artifice joue de son pouvoir d’émerveiller pour transcender les mots en émotion : du bonheur intense à la contemplation, jusqu’à l’ivresse de vivre.

Il s’agit d’utiliser un langage, celui du feu, qui, combiné aux mots et à la musique, nous livre une émotion universelle.« Mais je ne dirais pas tout ! » Joseph Couturier cite Bernard Dimey.

Para terminar os dias de festa haverá um concerto  de Clarika e Daphné no La Cigale.

Après le cinéma, l’humour, les îles, les Gourmandises et l’amour, Montmartre met la poésie à l’honneur cette année. La Fête des Vendanges de Montmartre propose un programme romanesque pour cette édition 2014, comprenant notamment un concert à ne pas rater.
En point d’orgue de cette Fête des vendanges de Montmartre, Clarika et Daphné nous offrent une création autour de la poésie.
En 1994, Clarika sortait son 1er album J’attendrai pas 100 ans. SIx albums plus tard, Clarika a obtenu le prix Félix Leclerc (1998), le Grand Prix de l’Académie Charles Cros (2006), la même année elle est finaliste du prix Constantin.
Daphné n’est pas en reste. Autodidacte, elle est l’une des chanteuses les plus douées et les plus marquantes de sa génération (Lauréate du prix Constantin en 2007, meilleure interprète Globes de Cristal en 2008, coup de coeur académie Charles Cros en 2011 pour l’album Bleu Venise…).

Clarika

Daphné

 

Clarika – Bien Mérité

Mélodie à personne, Daphné

DE CLÔTURE : CLARIKA & DAPHNÉ ET INVITÉS

16:00 – 18:00

Onde: La Cigale

Endereço :120 Boulevard de Rochechouart, 75018 Paris

Fontes:

http://www.fetedesvendangesdemontmartre.com/

http://montmartre-addict.com/fete-des-vendanges-de-montmartre-2014-dans-les-coulises-du-grand-defile/

http://www.evous.fr/Fete-des-Vendanges-de-Montmartre-Concerts-Paris-1169163.html

Read more...


Nuit Blanche 2014 em Paris

No dia 4 de outubro 2014, o evento Nuit Blanche será na Rive Gauche, a margem esquerda do rio Sena. À partir das 19h, você está convidado para seguir os itinerários do G.R.A.– Grand Randonnée Artistique ,ou seja a Grande Caminhada Artística  nas ruas de Paris.

Para esta 13 ª edição, 50 artistas estão tomando conta da capital e  de seus monumentos, num percurso imaginado por José Manuel Gonçalves , diretor do Centquatre desde 2010!

Desde o por do sol, os parisienses são convidados a redescobrir a cidade e seus tesouros sob uma nova luz, em um percurso pontuado com obras contemporâneas.

Jose manuel gongalves

José-Manuel Gongalvès, ©Marco Castro.

Todos os anos, no dia da Nuit Blanche, a arte se apodera da noite e tudo se torna possível. Em 2014 o itinerário do GRA vai te mostrar monumentos desconhecidos, obras de arte inéditas e pontos de vista surprendentes.

La Nuit Blanche é uma celebração da arte seja ela nos espaços públicos ou em interiores escondidos. Há mais de 12 anos este evento é um grande sucesso junto aos parisienses e turistas bem informados.

Algumas das obras de arte do evento ficarão para sempre visíveis no espaço público. Outras serão desmontadas quando o sol raiar.

Para a ocasião, mais de cinquenta artistas internacionais criaram instalações artísticas dignas da capital.


Nuit blanche 2014 : une grande randonnée… por mairiedeparis

O GRA se compõe de seis circuitos interligados e marcados por uma linha azul no chão.

Pegue o mapa do GRA disponível nos pontos de informação do Time Out Paris e siga esta marcação. Caminhe por Paris a noite toda

Para  a Nuit Blanche de 2014, José Manuel Gonçalves destaca seis bairros de Paris.

Descubra os seis temas e seus pontos de vista da Paris Nuit Blanche 2014:

Hôtel de Ville/ BHV (4e)

Sara Campo & Camille Revillon

 

Panthéon/ Université Paris I/ Bibliothèque Sainte-Geneviève (5e)

Sara Campo & Camille Revillon

 

Montsouris (14e)

Sara Campo & Camille Revillon

 

Gare d’Austerlitz/ Cité de la Mode et du Design (13e)

Sara Campo Camille Revillon

Petite Ceinture/ Parc André Citroën (15e)

Tour Montparnasse/ Hôpital Necker (15e et 17e)

Sara Campo & Camille Revillon

E tudo é projetado para facilitar os deslocamentos. Segundo eles não deve demorar mais de 30 minutos para ir de um lugar para o outro, a pé, de metrô ou Velib, graças a um dispositivo especial RATP.

Vocês poderão encontrar o paquistanês Imran Qureshi,  o  street artist americano Mark Jenkins , Chloe Moglia irá explorar  a vertigem da performance ou Chapuisat Brothers,artistas suíços de renome mundial. Eles prometem uma noite memorável para descobrir edifícios pouco conhecidos.

 Imran Qureshi

Escultura de

Perto do Panthéon você verá uma obra de Mark Jenkins, artista americano que cria personagens com fitas adesivas e em seguida as coloca em situações insólitas.

Street-artist américain de renom, né en 1970, Mark Jenkins a développé une technique qui consiste à mouler des formes avec du ruban adhésif transparent.

Escultura de

Escultura de Le Guillerm

 Perto do Panthéon você verá também a obra de Johann Le Guillerm composta de centro e trinta peças de madeira de três metros de comprimento. Sem prego, sem parafuso, sem cola e sem corda, as peças estão em equilíbrio graças à pressão exercida entre elas.

Chloe Moglia

D’où vient notre besoin de prise de risque ? Pourquoi même quand on nous dit qu’il ne faut pas faire ceci ou cela, on le fait quand même ?

 The Chapuisat Brothers – Hyperfocus/ Nuit Blanche Paris

Magna Mater/Jardin des Tuileries/FIAC/Paris

Nuit blanche est une manifestation artistique annuelle qui se tient pendant toute une nuit. Typiquement, elle propose gratuitement l’ouverture au public de musées, d’institutions culturelles et d’autres espaces publics ou privés, et utilise ces lieux pour présenter des installations ou des performances artistiques.

Pour les enfants de l’Hôpital Necker, les Frères Chapuisat ont réalisé une coupole de six mètres de diamètre et de près de cinq mètres de hauteur, permettant de se “connecter” à l’espace intersidéral.

Chapuisat Brothers

Instalação de

Instalação de Berrada

No interior do Hotel de Ville, Hicham Berrada, artista marroquino, apresenta uma instalação com diferentes produtos químicos. As reações produzidas serão videoprojetadas, em direto, sobre uma tela gigante. À medida que ele experimenta novos elementos, as formas e cores aparecem e desaparecem como a metáfora da vida. A performance será acompanhada por um eco sonoro sob o controle de um músico.

O artista

O artista Yamamoto

O artista japonês Motoi Yamamoto cria belos desenhos chamados meditativos. Com muita paciência, ajoelhado ou sentado no chão, o artista passa horas traçando com sal, símbolo da vida e da purificação, imensos desenhos brancos. Como um monge em pleno ritual de preces. Para a Nuit Blanche ele desenhará na Sala das Tapeçarias do Hotel de Ville, uma obra monumental e efêmera.

Confira as 10 principais dicas que Nuit Blanche 2014 .

Shows, grandes performances e bailes populares estão no menu.

food truck

Falando em menus, note que para lanches,  muitos restaurantes e caminhões de alimentos vão participar da  Nuit Blanche. Eles vão fechar mais tarde, para oferecer boa comida que vai acalmar a fome e um brunch em  família estará esperando no domingo de manhã .

Vários bares e restaurantes ficarão abertos durante a madrugada. Nas caravanas do Time Out você obtém também os seus endereços.

As caravanas estão na Esplanada do Hôtel de Ville, das 15h até 2h da manhã; na Gare Austerlitz das 19h até 3h da manhã; na Gare Montparnasse das 19h até 3h da manhã.

Algumas obras serão visíveis a longo prazo ou até a FIAC 2014 ,programada  de 22 a 26 de outubro de 2014. Entre outros, os trabalhos de street artistes  no 13 º arrondissement, e  o seu nome na luz no Monnaie de Paris não  serão “destruídos” após a  noite de sábado !

Para as famílias, a cidade de Paris tem pensado em tudo. Pela primeira vez neste ano no domingo de manhã,  um brunch familiar será servido na  Cité de la Mode et du Design e no Hospital Necker. 

Uma equipe de mediadores irá encontrá-lo para explicar as obras ainda visíveis para as crianças que não se beneficiaram . E para as crianças que podem ficar até tarde, a equipe de Paris Mômes espera no pré-escolar Dunois, para uma foto, enquanto na instalação do 104 um baile para dançar a noite toda.

fontes:

http://www.sortiraparis.com/arts-culture/balades/guides/54413-la-nuit-blanche-2014-a-paris-et-en-ile-de-france

http://quefaire.paris.fr/nuitblanche

https://www.facebook.com/NBParis?hc_location=timeline

http://mag.agendaculturel.fr/blog/sortie-culturelle/nuit-blanche-2014-a-paris.html

http://www.conexaoparis.com.br/2014/09/19/evento-em-paris-nuit-blanche/

http://www.chapuisat.com/x/exhibition

http://www.conexaoparis.com.br/2014/09/19/evento-em-paris-nuit-blanche/

http://www.paris.fr/pratique/culture-patrimoine/nuits-blanches/proposer-une-uvre-artistique-a-une-edition-de-nuit-blanche/rub_6806_stand_72248_port_15521

Read more...


Arco do Triunfo do Carrossel

Arco do Triunfo do Carrossel (em francês Arc de Triomphe du Carrousel) é um monumento datado de1809, construído por Napoleão I (Napoleão Bonaparte). Existem entradas sobre cada uma de suas quatro faces. Está situado no 1º arrondissement de Paris. Localiza-se na Praça do Carrossel, à oeste do Museu do Louvre.

Edificado em homenagem ao Grande Exército de Napoleão Bonaparte entre 1807 e 1809, o monumento está localizado diante do Louvre, sobre a esplanada que precedia a ala do Palácio das Tulherias. Celebrando a vitória dos exércitos franceses na Batalha de Austerlitz, o Arco do Triunfo, desenhado por Charles Percier et Pierre-François-Léonard Fontaine, ilustra a campanha de 1805 e a capitulação de Ulm em 1807.

Napoleão I passando em revista suas tropas diante do Arco do Triunfo do Carrossel em 1810.
Água-forte de Auguste Boulard (fils) apósFrançois Flameng (1901).

Military review in front of the Tuileries in 1810, by Hippolyte Bellangé

Um dia de revista sob o Império. Quadro de H. Bellanger e d’A. Dauzats (detalhe)

The arc du carrousel Postcard, 1900

Ele faz explicitamente referência aos Arcos do Triunfo do Império Romano e, notadamente, ao Arco di Settimio Severo emRoma.

Os temas dos baixos-relevos ilustrando as batalhas foram escolhidos pelo diretor do Museu Napoleão, Vivant Denon, e desenhados por Charles Meynier.

Central bas-relief under the main arch

quadriga, coroando o arco, é cópia dos Cavalos de Bronze de Constantino I, parelha ornando a parte superior da porta principal da Basílica de São Marcos de Veneza.

Com efeito, ao voltar da Primeira Campanha da Itália (1796-1797), o exército francês, comandado pelo general do “Exército da Itália“, Napoleão Bonaparte, trouxe de Veneza (1798) o original da escultura como « tesouro de guerra » e a colocou sobre o monumento. Ele foi cercado por duas “vitórias a partir de 1808. Em 1815, após a Batalha de Waterloo e à queda do imperador Napoleão I, a França entrega a quadriga aos austríacos que logo a devolvem para a cidade dos doges, recentemente anexada ao Império Austríaco pelo Congresso de Viena. A cópia é então executada pelo escultor François Joseph Bosio em 1828.

Read more...


Bienvenu a Paris

Todo mundo escreve sobre Paris…hoje vou dividir com vocês um texto excelente  de  Claudia Liechaviciusa  do site Viajar pelo mundo , espero que gostem !!!!

Eu acrescentei algumas imagens , alguns outros lugares e comentários.

Quer fugir daquele tipo de viagem que desperta apenas o consumismo desenfreado e mergulhar de cabeça onde o mundo fez história? E ainda, de quebra, acender o fogo da paixão? Isso não quer dizer que a Louis Vuitton e o aroma dos perfumes não aticem quem circula por lá, mas, com certeza, a história grita mais alto. Então, que tal dar um pulinho à França? Berço do Iluminismo. Ela influenciou o mundo inteiro com valores de liberdade, igualdade e laicidade no decorrer do século XVII – “Século das Luzes”. Cultura, arte, arquitetura e marcas do passado estão preservadas tanto na frenética capital, Paris, como nas românticas cidades do interior. Obras renascentistas, arte barroca, estilo gótico e rococó convivem pacificamente com o modernismo. Pelas ruas o cheirinho tentador das boulangeries e patisseries convida ao deleite. É uma festa para a mente, para o coração e para os sentidos. Vinhos, castelos, camembert, revoluções, baguetes, croissants, museus, cafés e não para por aí. Ah! Vai um croque-monsieur com uma taça de “champagne”? Santé!

PARIS, CIDADE LUZ
E o Rio Sena corre lentamente indiferente ao turbilhão de gente que vai e vem em Paris.

Romântica, madura, elegante e sempre surpreendente. É impossível ficar indiferente aos apelos da capital francesa. Debruçada às margens do Rio Sena, Paris é a cidade mais visitada do mundo! Para entender e dominar a cidade é preciso prestar atenção às referências que o Sena define. Margem direita ou Rive Droite abriga o elegante bairro de Champs-Elysées, Madeleine, Marais, Chatelet-Lês Halles e Palais Royal.

 

Na intelectual margem esquerda ou Rive Gauche é onde ficam alguns dos bairros históricos mais conhecidos, como Saint-Germain, Invalides e Quartier Latin. Com essa perspectiva fica fácil se achar pela cidade e encontrar as principais atrações: Museu do LouvreTorre Eiffel,PompidouNotre-DameBasílica de Sacre-CoeurMuseu D’OrsayOperaMoulin Rouge,Arco do Triunfo

Basílica de Sacre-Coeur.

Além disso, se a intenção é entrar em sintonia de cara com os franceses é preciso se esforçar para falar francês. Assim, tudo ficará mais fácil. Então, vamos por partes.

A primeira imagem que vem a cabeça de quem pensa em Paris é a Torre Eiffel.

 Símbolo supremo da cidade. Ela foi construída por Gustave Eiffel para a Exposição Universal de 1889, período em que a Revolução Industrial estava em ebulição. Escandalizou os críticos contemporâneos, o que prova que nem sempre a crítica tem razão. Foi projetada para comemorar o centenário da Revolução Francesa e seria desmontada pouco tempo depois, mas o sucesso foi tão grande que ela nunca mais saiu de lá.

 A torre tem três níveis. O primeiro, com apenas 57 metros de altura, pode ser alcançado pela escada de 360 degraus, pois as filas são sempre enormes para se tomar o elevador. No segundo nível é onde fica o Restaurante Julio Verne, um dos melhores de Paris tanto pela comida como pela vista. Indo de escada são 700 degraus, portanto o elevador é mais prático. O terceiro nível tem 274 metros de altura, só pode ser alcançado de elevador e têm limitação para o número de visitantes, no máximo 800 pessoas de cada vez. A altura total da torre é de 320 metros e se manteve como o edifício mais alto do mundo até 1931, ano em que foi inaugurado o Empire State Building de Nova York. Mesmo que a paciência seja curta para esperar na fila do elevador, pelo menos uma foto deve ser levada como prova de que a Cidade Luz foi visitada.

La tour Eiffel est une tour de fer puddlé de 324 mètres de hauteur située à Paris, à l’extrémité nord-ouest du parc du Champ-de-Mars en bordure de la Seine dans le 7e arrondissement. 
Hauteur : 324 m
Début de la construction : 28 janvier 1887
Date d’ouverture : 31 mars 1889
Adresse : Champ de Mars, 5 Avenue Anatole France, 75007 Paris

Torre Eiffel à luz do dia, linda de perto ou de longe.

Bem em frente à torre, em uma pequena colina que fica do outro lado do rio, ficam o Palais deChaillot e o Jardin du Trocadéro.

Foram construídos para a Exposição Universal de 1937. O palácio aloja quatro museus em suas alas em colunatas, um teatro e um cinema. Já, os jardins franceses são impecáveis. Continuando a caminhada chega-se ao Arco do Triunfo.

arc du triomphe

O monumento foi construído por ordem de Napoleão para celebrar suas vitórias. Fica bem no centro de uma pequena praça redonda chamada de Place de l’Etoile. Tem 50 metros de altura e o acesso é fácil. Lá de cima, o visual é lindo.

L’arc de triomphe de l’Étoile souvent appelé simplement l’arc de triomphe, construit de 1806 à 1836 sur ordre de Napoléon, est situé à Paris dans le 8e arrondissement, sur la place de l’Étoile, à l’extrémité ouest de l’avenue des Champs-Élysées, à 2,2 kilomètres de la place de la Concorde. Haut de 50 mètres, large de 45 mètres et profond de 22 mètres, il est géré par le Centre des monuments nationaux1. La hauteur de la grande voûte est de 29,19 mètres et sa largeur de 14,62 mètres. La petite voûte, quant à elle, mesure 18,68 m de haut et 8,44 m de large.

Ao fundo, o Arco do Triunfo.

Doze avenidas foram projetadas por Georges-Eugène Haussmann em forma de estrela, a partir do arco, para substituir as ruas apertadas e insalubres da cidade medieval, segundo Napoleão. O novo plano redesenhou a cidade num padrão geométrico interessante com ruas largas e ventiladas.

Avenue Champs-Elysées é a principal rua que parte do arco e a mais badalada da região, mas já foi um pântano. É um bom lugar para se tomar um café, escolher um restaurante ou bisbilhotar os ousados protótipos futuristas de veículos de todas as marcas nas vitrines das lojas.

L’avenue des Champs-Élysées est une grande et célèbre avenue de Paris. Elle est considérée par beaucoup comme la plus belle avenue de la capitale.

Ao fundo, o Arco do Triunfo.

Andando sempre pela Avenida Champs-Elysées em direção ao Louvre, várias maravilhas arquitetônicas brindam o trajeto. O Petit Palais funciona como um museu e também foi construído para abrigar uma Exposição Universal, a de 1900.

Em frente fica o Grand Palais com uma imponente fachada clássica feita em pedra, um magnífico telhado de vidro, estátuas de bronze e muito ferro trabalhado ao estilo Art Nouveau. Foi construído ao mesmo tempo em que o Petit Palais.

[França+222.jpg]

O telhado de vidro do Grand Palais é uma obra-prima.
Vue de l’ensemble formé par le Grand et le Petit Palais depuis la tour Eiffel
Também por ali fica o Palais de l’Elysées que é cercado por um belíssimo jardim. Foi construído em 1718 e tem sido a residência oficial do presidente da República desde 1873.
Le palais de l’Elysée rue du faubourg Saint-Honoré dans le 8ème arrondissement.
Le palais de l’Élysée – l’entrée
Ainda nesse trajeto fica a Place de la Concorde, uma das praças mais suntuosas e históricas da Europa.
Inicialmente era chamada de Praça Luis XV quando o rei mandou que sua estátua equestre fosse colocada em lugar de destaque. O monumento durou menos de 20 anos e foi substituída por uma guilhotina, chamada de Viúva Negra. O nome da praça mudou para Praça da Revolução e Luis XV foi decapitado ali, em 1793, seguido por mais de mil outras vítimas. Com otimismo, ao acabar a revolução a praça foi denominada de Praça da Concórdia.
 La place de la Concorde avec la Fontaine des Mers, l’Obélisque, l’église de la Madeleine
Place de la Concorde e ao fundo a igreja de Ste. Marie de la Madaleine.
Ao lado da praça ficam duas mansões neoclássicas: o Hôtel de la Marine e o imperdível Hôtel Crillon.
Hôtel de la Marine
‘Hôtel de Crillon
Também fica perto a Igreja de Ste-Marie de la Madaleine que foi construída por Napoleão em estilo greco-romano e mais parece um imenso templo da Grécia Antiga do que igreja católica.
L’église de la Madeleine
Tem 52 colunas coríntias de 20 metros de altura e nenhuma cruz no alto.
No final do dia um tom dourado embeleza ainda mais os prédios da Rue do Rivoli (rua que passa ao lado da Place de la Concorde).
Atrás dela fica o Fauchon, loja com produtos alimentícios de primeira qualidade com apresentação impecável que é como um parque de diversões para quem adora gastronomia.
la terrasse
la terrasse
Merece uma visita, especialmente, de quem gosta de comer com requinte e com os olhos.
la boutique
la boutique
Depois dessa paradinha e de um pequeno descanso é hora de seguir andando pelo Jardin des Tuileries que se estende da Place de la Concorde até a Place du Carroussel.
 Os jardins das Tulherias, ou Jardins des Tuileries tem uma superfície de mais de 280 mil m², cheio de bosques, lagos e gramados aparados e desenhados.
É um dos espaços abertos mais procurados de Paris. No verão muita gente senta por ali para tomar sol.
Musée de l’Orangerie fica numa esquina do Jardin des Tulleries e é muito gracioso. Esteve fechado, em manutenção por um bom tempo, mas, felizmente, já abriu suas portas aos amantes de Monet, especialmente. Parte da série de ninféias, as pinturas do auge da carreira de Monet encontram-se em dois salões ovais no andar térreo.
A sensação é de que você está dentro dos quadros, pois as telas são gigantescas e fixadas em paredes arredondadas. Um show
l’Orangerie, photo by Lilian Lau
Com as paredes arredondadas a sensação é de estar dentro das obras de Monet.
 Também tem telas de Renoir, Cézannes, Picasso e vários outros pintores de destaque.
Agora chegou a hora da estrela maior de Paris. O Louvre. Ele contém uma das mais importantes coleções de arte do mundo e sua história vem dos tempos medievais. Já foi uma fortaleza construída em 1190 pelo rei Filipe Augusto para proteger Paris dos ataques vikings. No reinado de Francisco I, o calabouço e a torre foram substituídos por uma construção em estilo renascentista. Bem recentemente, em 1989, foi construída a pirâmide de vidro que serve como entrada. O acervo do Louvre é impressionante. Não dá para ver tudo de uma só vez. É preciso priorizar o que se quer ver. Entre os destaques: Mona Lisa (1504), de Leonardo da Vinci; Tumba de Phillipe Pot (século XV), de Antoine lê Moiturier; Vênus de Milo (século II AC), da Grécia; Cavalos de Marly (1745), de Guillaume Coustou entre tantas outras. É preciso um bom tempo para se aventurar pelas galerias do Louvre.
Museu do Louvre, ponto alto de Paris.
Le musée du Louvre est l’un des plus grands musées du monde et le plus grand musée de Paris par sa surface de 210 000 m² dont 60 600 consacrés aux expositions.
Date d’ouverture : 1793
Horaires : Horaires du vendredi De 09:00 à 21:45 – Tout afficher
Adresse : Musée du Louvre, 75001 Paris
[França+252.jpg]
Museu do Louvre visto do Jardin des Tuileries.
Ainda na margem direita do Rio Sena fica o Moulin Rouge. Tradicional teatro de shows de vedetes bailarinas de “cancan” que entrou em funcionamento em torno de 1900. De original da antiga casa noturna restam apenas as pás vermelhas do moinho do lado de fora. Toulose-Laautrec imortalizou os espetáculos de cancan nos seus desenhos.
Opéra-Garnier - um dos maiores teatros de ópera do mundo – foi projetada por Charles Garnier para Napoleão III. É uma construção extravagante, parecido com um bolo de noiva. Tem uma escadaria de mármore de Carrara magnífica e capacidade para 1.900 espectadores.
Mais distante um pouco fica a Basílica de Sacré-Coeur, igreja neo-românica dedicada ao Sagrado Coração de Jesus que foi construída no período de 1870 a 1914 e abriga entre seus tesouros a imagem de Virgem Maria e o Menino, de Brunet. A igreja não é especialmente bonita, mas chama atenção pelo seu tamanho.
La basilique du Sacré-Cœur,  située au sommet de la butte Montmartre, dans le 18e arrondissement de Paris, est un édifice religieux parisien majeur.
Date d’ouverture : 1914
Hauteur : 83 m
Horaires : Horaires du vendredi De 06:00 à 22:30 – Tout afficher
Adresse : 35 Rue du Chevalier de la Barre, 75018 Paris
A região de Lês Halles – Châtelet foi uma das primeiras ocupadas pelos parisienses. Lês Hallet era a zona de um antigo mercado fundado na Idade Média e Chatêlet era como se chamava a antiga fortaleza medieval que protegia a entrada da cidade. Atualmente duas construções supermodernas contrastam com os ares do passado: o Fórum dês Halles, centro comercial; e, o Centre George Pompidou, centro cultural. Esse último é um edifício pelo avesso. O esqueleto do prédio, escadas rolantes, elevadores e tubulações de água e ar ficam à mostra. O acervo de arte moderna do museu é enorme. Na praça, do lado de fora, pessoas se reúnem para ver artistas de rua.
Forum des Halles
Centre George Pompidou
Centro Pompidou, obra da arquitetura moderna em Les Halles.
Le Centre national d’art et de culture Georges-Pompidou, communément appelé « Centre Georges-Pompidou », « Centre Pompidou » ou « Centre Beaubourg » et, familièrement, « Beaubourg », est un établissement polyculturel situé dans le quartier de Beaubourg, dans le 4e arrondissement de Paris, entre le quartier des Halles et le quartier Marais.
Date d’ouverture : 1977
Superficie : 103 m²
Adresse : 19 Rue Beaubourg, 75004 Paris
[França+170.jpg]
As esculturas de Niki de Saint-Phalle, na fonte da Praça Stravinskij que fica ao lado do Centro Pompidou.
Cansou? Espero que não, pois ainda tem todo o lado esquerdo do Rio Sena. A Rive Gauche onde ficam os bairros históricos mais famosos de Paris, como, Saint-GermainInvalides e Quartier Latin. Essa margem está associada aos poetas, filósofos, artistas e pensadores radicais. Ainda mantém o espírito boêmio e os cafés nas calçadas. O Quartier Latin, que fica entre o Sena e os Jardins du Luxembourg, é a área mais antiga, repleta de galerias de arte, e livrarias. É desse lado do rio que a fachada da Sorbone, primeira universidade francesa, de 1253, domina o cenário.
Poucos bairros de Paris têm um passado tão rico como St Germain des Prés. Sua igreja histórica, seus cafés e boutiques da moda, cinemas e livrarias, dão a esse bairro uma aura particular.
Boulevard Saint-Germain.

É aonde encontramos os cafés e restaurantes famosos como Les Deux Magots, Café de Flore, Brasserie Lipp e Le Procope.

No século XX ele se transformou em um dos locais mais procurados da vida intelectual e artística da cidade, e, por consequência, o bairro da moda.

Saint-Germain-des-Prés é um dos melhores lugares para se ter uma idéia de como era a cidade nos tempos da revolução. Deu para notar que Rive Gauche abriga a nata dos intelectuais chiques de Paris.
Les Invalides é um grande complexo de prédios e compreende o Hotel des Invalides que foi construído em 1671, para acolher os veteranos de guerra feridos e sem lar, muitos dos quais haviam se tornado mendigos.
Já abrigou mais de seis mil soldados e, atualmente, ainda acolhe um pequeno número deles – menos de cem pessoas. Mais tarde incorporou a Igreja Dôme com seu reluzente telhado dourado. Ela foi construída como capela particular por Luis XV. O complexo é uma obra prima da arquitetura francesa.
Vista aérea do complexo, desde a Igreja até o final da Esplanada
Por ordem do rei Luís XIV (o Rei Sol)  foi construído durante o século XVII  a fim de acolher os soldados feridos e os veteranos de guerra sem lar. Atualmente ainda abriga uns poucos reformados e inválidos dos exércitos franceses (administrado pelo Instituto Nacional dos Inválidos), mas a maior parte da grande construção foi transformada  em museus.
Esse grande complexo é composto pela Igreja, por um pátio onde se encontram diferentes peças de artilharia e ainda vários museus de arte e história militar.
Hotel dos Inválidos com sua imponente cúpula dourada.
A Igreja Saint Louis des Invalides que fazia parte do projeto original da construção e que mais tarde foi alterado, sendo então anexada a Igreja do Dome, construída como capela particular por Luis XIV. Com sua cúpula dourada (recoberta de ouro cinco vezes) é talvez a maior atração de todo o local. Uma clarabóia separa as duas partes.
A pintura circular no interior da cúpula representa Luis XIV entregando a sua espada a Cristo na presença da Virgem Maria e dos Anjos. Sob ela repousam os restos mortais de Napoleão Bonaparte, trazidos da ilha Santa Helena em 1840, o luxo e o esplendor cercam seus restos mortais.
Ainda no Bairro dos Inválidos fica o Musée Rodin. Considerado um dos maiores escultores franceses, Rodin doou as obras que lá se encontram em troca de um apartamento de propriedade do Estado. “O Pensador” é sua obra mais importante exposta no museu.

 

Fundado em 1986 em edifício que originalmente serviu como estação de trem — erguida para a Exposição Universal de 1900 –, o Museu d’ Orsay reúne trabalhos produzidos no período entre 1848 e 1914. Não por acaso este foi uma das fases mais criativas e inovadoras da história, tanto do ponto de vista artístico como no campo da filosofia e das ideias, que influenciaram fortemente as obras da época.

 

Trazidas de outros três centros artísticos – incluindo o Louvre –, figuram no acervo do Orsay pinturas, esculturas e fotografias feitas por mestres do impressionismo, pós-impressionismo e realismo. Estão aqui trabalhos de Monet e Manet, Degas, Matisse, Cézanne, entre outros mestres. Chegue cedo para evitar filas e dedique cerca de duas horas para conhecer o amplo acervo. Você pode ser perder um pouco entre as várias salas e galerias do edifício, então tenha à mão um mapa atualizado das exposições. O Museu d’Orsay possui um ótimo café e boas vistas para o rio Sena, com o Louvre na margem oposta.

Le musée d’Orsay est un musée national situé à Paris, sur la rive gauche de la Seine, dans le 7e arrondissement, aménagé dans l’ancienne gare d’Orsay et inauguré en 1986.
Date d’ouverture : 1986
Horaires : Horaires du vendredi De 09:30 à 18:00 – Tout afficher
Adresse : 5 Quai Anatole France, 75007 Paris

A medieval Catedral de Notre-Dame, as torres góticas do Palais de Justice e a obra prima da também gótica Sainte-Chapelle atraem os turistas à Ile de la Cite.
Notre Dame
La cathédrale Notre-Dame de Paris, Notre-Dame de Paris ou Notre-Dame est la cathédrale de l’archidiocèse catholique de Paris. Elle est située sur la moitié est de l’île de la Cité, dans le quatrième arrondissement de Paris. 
Début de la construction : 1163
Hauteur : 69 m
Date d’ouverture : 1345
Horaires : Horaires du vendredi De 09:30 à 18:00 – Tout afficher
Adresse : 6 Parvis Notre-Dame – Place Jean-Paul-II, 75004 Paris
Palais de Justice
La Sainte Chapelle
La Sainte-Chapelle est une chapelle qui fut édifiée sur l’île de la Cité, à Paris, à la demande de Saint Louis afin d’abriter la Couronne d’Épines, un morceau de la Vraie Croix, ainsi que diverses autres reliques de la Passion.
Date d’ouverture : 26 avril 1248
Style architectural : Architecture gothique
Adresse : 8 Boulevard du Palais, 75001 Paris
As origens de Paris estão presas a essa pequena ilha em forma de barco no meio do Rio Sena.
Era habitada pelos celtas no século III AC. Foi uma das tribos, a Parisii que deu nome à cidade. Isso tudo mostra que a cidade tem história, muita história. Em certos locais por onde se passa a sensação é de uma volta ao passado. É como se fosse uma viagem no tempo!
Para sair da Ile de la Cité basta atravessar o Rio Sena.
Fontes:
http://www.viajarpelomundo.com/2009/04/bienvenue-franca.html

http://alinequeirozviagens.blogspot.com.br/2012_01_01_archive.html

Read more...

Flickr

RSS URL not defined

Entre em contato!

Tel. 55 11 9641 0432

Áreas atendidas – São Paulo, SP
_Higienópolis
_Pacaembú
_Perdizes
_Bela Vista
_Outras áreas: consulte!

Visite minhas redes sociais:

Scroll to top