Invent


“Luxe,Cuir et Volupté ” – livro sobre sapatos

 Um novo livro sobre sapatos: “Luxe,Cuir et Volupté”, um verdadeiro guia dos sapatos de luxo, que conta toda a história deste “acessório” feminino que tem um efeito de adoração nas mulheres e fascinação nos homens.

Resultado de imagem para Luxe,Cuir et Volupté”, livre

Resultado de imagem para Luxe,Cuir et Volupté”, livre

O que dizem sobre o livro:

«Sachant qu’une femme n’a jamais assez de chaussures et qu’un homme ne comprend pas ce postulat, on affûte nos arguments en se plongeant dans ce livre beau et captivant.»
AVANTAGES
«Le guide ultime sur l’histoire de la chaussure, richement illustré et conçu par les spécialistes fashion du Victoria & Albert Museum.»
GRAZIA.FR
«Amoureux de la chaussure, ce livre est pour vous !»
TV5 MONDE, «Tendance XXI» par Viviane Blassel
“Luxe cuir et volupté, histoire de la Chaussure” d’Hellen Persson, Cally Blackman, Hilary Davidson, Valerie Steele et Elizabeth Semmelhack aux éditions Flammarion
Prix : 34,50 euros. Site : www.librairieflammarion.fr
Resultado de imagem para Luxe,Cuir et Volupté”,

Resultado de imagem para Luxe,Cuir et Volupté”,

Luxe, Cuir et Volupté
Ediçoes Flamarion

 

Fonte:

http://lulacerda.ig.com.br/paris-por-paulo-pereira-80/

http://www.journaldesfemmes.com/mode/shopping-mode/1444610-beau-livre-mode-noel-2015-selection/1444955-luxe-cuir-et-volupte-histoire-de-la-chaussure

Read more...


Sébastien Perez

Sebastian nasceu em Beauvais.    Durante sua infância, ele sonha e inventa histórias que ele mantém para si mesmo.  O seu encontro com Benjamin Lacombe, autor / ilustrador, lhe deu o desejo de compartilhá-los.

Em 2007, aparece o primeiro livro de imagens Destins de Chiens  (Ed. Max Milo Juventude).

Resultado de imagem para Destins de Chiens

“Nombre d’enfants ont vécu le deuil de leur animal domestique sans savoir comment se débrouiller avec cette première grande séparation. Doivent-ils taire le souvenir de leur compagnon de vie, ou -bien au contraire – laisser parler sa mémoire ? Destins de chiens propose une série de petits contes pour libérer cette mémoire… Sous forme de poèmes illustrés en noir et blanc, les destinées parfois terribles, parfois drôles ou tendres de ces quinze compagnons vous sont contées dans un humour noir proche de l’esprit d’un Tim Burton ou d’un Edward Gorey…”

Resultado de imagem para Destins de Chiens

Ele gosta de explorar os seus medos e  a escrita torna-se uma cura para os medos de criança. Ele descobre que ele pode misturar história e ficção e  que o humor pode perfeitamente ir ao lado do cinismo e  do fantástico. Mas  ele não se esquece de mostrar em seus textos as ideias  de memória e tolerância.

Resultado de imagem para Facéties de Chats livre de sebastien perez

“Le chat… Quel animal mystérieux que celui-là !

Vous êtes-vous déjà demandé quelles pensées secrètes fleurissent derrière leurs yeux envoûtants ? Quelles idées farfelues leur passent par la tête ? Ou bien s’ils vivent des aventures extraordinaires lorsque vous avez le dos tourné ?

Eux seuls le savent mais voici imaginées ici pour vous quinze des plus facétieuses histoires de chats.”

Resultado de imagem para Facéties de Chats livre de sebastien perez

Apaixonado e curioso, Sébastien gosta de explorar territórios ricos e variados. Depois de descobrir as bruxas Généalogie d’une Sorcière   (Ed. Seuil), estudou as fadas  L’Herbier des Fées (Ed. Albin Michel) e perfurou os mistérios de Peter Pan em Journal de Peter  (Ed. Milan Jeunesse ), que agora estende seu universo saltando  de cabeça no para o mundo adulto, com a escrita de seu primeiro romance gráfico … 

Resultado de imagem para Généalogie d'une Sorcière

Resultado de imagem para Généalogie d'une Sorcière

“Alors qu’elle explore le grenier de sa grand-mère, Lisbeth découvre un étrange et poussiéreux grimoire. En tournant les pages, elle apprend que sa douce grand-mère Olga serait une sorcière. Et la petite fille n’est pas au bout de ses surprises.”

L’Herbier des Fées, texte de Sébastien Pérez et illustrations de Benjamin Lacombe

9782226230966_1_75

“L’Herbier des Fées est le carnet intime d’un éminent botaniste russe du siècle dernier. Détaché du Cabinet des sciences occultes de Raspoutine, en quête d’un élixir d’immortalité, ses recherches le mènent en forêt de Brocéliande, célèbre pour ses plantes médicinales et ses légendes. Ce qu’il découvre dans ces bois va bouleverser sa vie à jamais…”

l-herbier-des-fees-587993

eriophora

“Un jeune garçon arrive dans un orphelinat. Il a tout oublié, jusqu’à son prénom. Mais « Peter », celui que lui a choisi la mère supérieure, lui plaît. Maintenant, pour ne rien perdre de son histoire, il écrit et dessine dans un carnet toutes les aventures qu’il vit au jour le jour. Pour tout raconter à sa mère quand il la retrouvera… Le Journal de Peter, c’est l’histoire intime de ce jeune orphelin, devenu le célèbre Peter Pan.”

Resultado de imagem para Journal de Peter  livre de sebastien perez

Resultado de imagem para Fils de dragon, livre de sebastien perez

“Yomon a grandi parmi les dragons. Fasciné par ces créatures majestueuses qu’il considère comme sa famille, Yomon se sent prisonnier de son corps d’enfant. Il le sait : son cœur est celui d’un dragon. Une nuit, il se rend auprès de Quiron, le plus ancien des dragons. Celui-ci lui raconte comment les rois des hommes ont combattu et mutilé les dragons pour dérober qui une dent, qui une griffe, qui des ailes, le souffle tonitruant et la pierre de feu. Pour devenir un dragon, Yomon va devoir récupérer ces 5 trésors. Dès la levée des brumes, sans hésiter, le garçon débute sa quête. Mais chaque roi lui réserve un accueil différent, et Yomon n’est pas au bout de ses surprises…”

Resultado de imagem para Fils de dragon, livre de sebastien perez

“Blanche-Neige, Cendrillon, Peau d âne, Raiponce…
Les plus célèbres princesses de contes sont prises à contre-pied pour dévoiler en deux phrases une anecdote amusante autour de leurs pieds !
Sous les beaux atours, on découvre des pieds poilus, des pieds aux ongles longs comme ceux d un grizzli ou encore des pieds qui sentent la sardine… Une façon de faire glisser avec humour ces jolies princesses de leur piédestal !”

Resultado de imagem para pieds de princesses, livre de sebastien perez

Lorsque Ouki se réveille un matin, le soleil a disparu ! Déterminée, La petite Inuit part à la recherche de l’astre perdu. Elle rêve de s’évader en volant comme un oiseau, toujours plus haut, attirée par la lumière..
Entre légendes et réalité, son voyage jusqu au bout du monde la mènera à un dilemme : continuer à suivre le soleil ou rester auprès des siens.
Une prise de conscience sur la soif de liberté et les traditions qui perdurent.

Fontes:

http://www.sebastienperez.com/

https://lateteenclaire.wordpress.com/2015/11/07/lherbier-des-fees-texte-de-sebastien-perez-et-illustrations-de-benjamin-lacombe/

Read more...


Museu Maison Victor Hugo – Paris

museu victor hugo

 Em torno das arcadas da Place des Vosges, no número 6  encontramos o Hotel Rohan-Guéménée onde viveu o escritor Victor Hugo de 1832 à 1848 e hoje é o Museu Victor Hugo.

L´Hôtel de Rohan-Guéménée: no segundo andar, Victor Hugo viveu por 16 anos

Vista da janela do seu apartamento

Com uma vida pessoal, política e afetiva digna de um homem incomparável e absolutamente único, Victor Hugo, tem um pouco de sua vida exposta na Maison de Victor Hugo em Paris, mais exatamente na Place des Vosges, a mais antiga de Paris, situada na Rive Droite; onde Victor Hugo viveu grande parte de sua vida.

 museu

Victor-Marie Hugo (1802-1885), foi um grande escritor francês, autor de grandes obras como Les Misérables e Notre-Dame de Paris.

Com uma rica história de vida, uma infância marcada por grandes acontecimentos e uma vida adulta rodeada sempre por pessoas influentes e de muitas amantes, Victor Hugo, escreveu mais de 30 livros e tornou-se um dos grandes nomes do romantismo francês.

Estando em Paris, eis um passeio imperdível para quem aprecia história, arte, literatura e grandes biografias como a de Victor Hugo.

O local expõe todo o mobiliário utilizado na época por Victor Hugo, as primeiras edições alguns de seus livros, mais de 400 desenhos executados pelo escritor, obras de artes, e ainda as penas utilizadas por Victor Hugo para escrever – Les Misérables. O primeiro andar é destinado a exposição dos objetos e no segundo andar está a casa do escritor.

Aí estão todas as obras gráficas do escritor assim com seus manuscritos, pinturas e esculturas que o homenageiam, caricaturas e fotos. O museu possui também uma importante biblioteca aberta aos pesquisadores.

museu Victor Hugo

O local onde ele viveu  de 1832 a 1848  fica na esplêndida Place des Voges. Victor Hugo tinha 30 anos quando se mudou para este apartamento de 280 metros quadrados , no segundo andar do Hotel de Rohan-Guéménée, com sua esposa Adele. E lá, eles viveram por 16 anos. Hoje, a antiga residência abriga um museu.

museu Victor Hugo

O apartamento de Victor Hugo, que virou museu em 1903, foi reconstituído com certa liberdade a partir de fotos e móveis que também foram usados em outros lugares onde o escritor morou. O espaço foi adaptado num percurso de sete salas, que vai contando a vida de Hugo através de documentos, gravuras, jornais, cartas, pinturas.

Ele viveu aqui por 16 anos (de 1832 a 1848), onde escreveu grandes romances, inclusive parte de Os Miseráveis (Les Misérables). O local só virou museu no começo do século 20 e foi reconstituído a partir de fotos e documentos. Mas a escrivaninha e a pena de onde saíam suas obras, o busto feito por Rodin e parte do mobiliário são originais.

museu Victor Hugo

O apartamento foi dividido em salas que contam a história de Victor Hugo através de cartas, rascunhos, pinturas, gravuras, obras de arte e desenhos feitos pelo próprio escritor.

A visita ocorre em duas etapas: coleções permanentes, que é gratuita, e exposições temporárias, mas estas são pagas. Os objetos exibidos na primeira são principalmente documentos de trabalho do poeta, como aqueles relacionados à sua produção literária. A casa é aberta de terça a domingo, das 10h às 18h.

museu Victor Hugo

No seu apartamento, podemos visitar a sala de estar; a sala de jantar de inspiração medieval, ideia do próprio Victor Hugo, a sala chinesa também concebida pelo escritor, e o seu quarto. O mobiliário é magnífico! O interessante na visita é transportar-se ainda para o seu tempo e tentar imaginar os momentos de inspiração do escritor. Emocionante!

museu Victor Hugo

museu Victor Hugo

museu Victor Hugo

Sala de jantar de Victor Hugo/Foto de: Patrícia C. de Amorim

museu Victor Hugo

Sala Chinesa Foto: Divulgação

Parte do Museu Maison de Victor Hugo, em Paris (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Parte do Museu Maison de Victor Hugo, em Paris (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

museu Victor Hugo

museu Victor Hugo

museu Victor Hugo

Os móveis eram quase todos concebidos por ele. Muita coisa ele realizava sozinho, para outras contava com a ajuda de profissionais, mas sempre supervisionado por ele.

Contam que Victor Hugo era uma personalidade muito forte e seguro de si, para não se dizer um tanto pretencioso. Alguns detalhes na sua casa mostram o quanto ele era centrado em si mesmo, como as suas inciais em todos os cantos da decoração (para não dizer as iniciais da sua amante!)

O quarto Foto: Divulgação

Ver onde a pessoa morou, seu estilo de vida, imaginar que tudo aquilo é absolutamente real e gerou boa parte da história que você gosta de ler é, realmente, espetacular. A cama onde o autor de “O Corcunda de Notre Dame” morreu é essa aí da foto

A entrada é gratuita e além de móveis originais, cartas, quadros, documentos e gravuras da imagem de Victor Hugo, é possível ver trechos manuscritos de suas mais importantes obras.

Na casa está o modo de entender a arte e a essência da filosofia de vida de Victor Hugo. Foi onde ele viveu grande parte de sua vida.

museu Victor Hugo

 Podemos ver a escrivaninha alta, já que ele preferia escrever em pé.

A visita promete ser realmente emocionante, especialmente para os fãs mais ardorosos, que poderão ver ali a mesma pena que foi utilizada para escrever suas obras mais importantes. Ao conhecer sua casa, o turista terá uma visão mais ampla do escritor e também da cidade que tanto inspirou suas histórias.

Victor Hugo foi um gênio, considerado o principal representante do romantismo francês. Era ativista dos direitos humanos e teve grande atuação política na França. Suas obras, além de intensa criatividade, traziam posições progressistas e enorme consciência social.

museu Victor Hugo

Sua imagem menos conhecida, ainda jovem

museu Victor Hugo

Maison Victor Hugo
6, place des Vosges, 75004
Metrô: Saint-Paul (linha 1), Bastille (linhas 1, 5 e 8 )
Fone: 01 42 72 10 16
Aberto de terça a domingo (exceto feriados), das 10h às 18h

Fontes:

http://www.maisonsvictorhugo.paris.fr/

http://www.parisladob.com/2012/02/06/top-5-museus-gratuitos-de-paris-5-maison-de-victor-hugo/

http://www.matraqueando.com.br/place-des-vosges-e-maison-victor-hugo-passeio-casado-e-gratuito-em-paris

http://www.parciparla.com.br/casa-do-victor-hugo/

http://blogs.diariodonordeste.com.br/andarilho/roteiros/visitando-a-casa-de-victor-hugo-a-grandiosidade-da-intelectualidade-francesa/

http://www.bigviagem.com/museu-maison-de-victor-hugo-em-paris/

http://roteirosliterarios.com.br/7-lugares-para-conhecer-usando-o-metro-de-paris/

http://viverplenamenteparis.blogspot.com.br/2012/09/casa-de-victor-hugo-em-paris.html

Read more...


Benjamin Lacombe

Autor e ilustrador francês nascido em Paris em 12 de Julho de 1982, é um dos principais representantes da nova ilustração francesa. Em 2001, ingressou na Escola Nacional de Artes Decorativas de Paris (ENSAD), onde ele segue formação artística.

Durante seus estudos, ele trabalhou em publicidade e animação; em seguida, aos 19 anos, sua primeira  bande dessinée e alguns outros livros ilustrados … Seu projeto de  graduação , Cerise Griotte,  inteiramente escrito e ilustrado por ele, é seu primeiro livro infantil , editado pela Editions du Seuil em março de 2006. Foi publicado no ano seguinte pela Walker Books (EUA) e foi selecionado pela prestigiada revista semanal Time como um dos dez melhores livros infantis de 2007 nos Estados Unidos.

Desde então Benjamin Lacombe escreveu e ilustrou mais de vinte livros, alguns dos quais foram traduzidos em várias línguas e faz o maior sucesso em todo o mundo.

Livros como Les Amants Papillons, Généalogie d’une Sorcière, La Mélodie des Tuyaux, Il était une fois…., Les Contes macabres ou encore, L’Herbier des Fées. Ele expõe regularmente o seu trabalho em galerias e  trabalha em particular com Ad Hoc Art (Nova York), Dorothy Circus (Roma), Maruzen (Tokyo), Núcleo (Los Angeles) e Daniel Maghen Gallery (Paris).

Resultado de imagem para les contes macabres benjamin lacombe

Fontes:

http://www.benjaminlacombe.com/home_f.html

 

Read more...


Exposição “Le dressing de rêve des parisiens” na Mairie de Paris

De 8 de setembro à 31 de outubro Paris Rendez -Vous , a loja conceito do Hôtel de Ville, abrirá as portas do  Le Dressing de Rêve des Parisiens Como parte da Semana de Moda do Prêt-à-porter  de 29 de setembro a 7 de outubro , esta exposição gratuita  irá revelar a origem de 50 novas maisons de mode  de Paris. Esta exposição apresenta peças icônicas desta nova geração de criadores que trazem o dinamismo parisiense do prêt-à-porter,  da costura ,das  jóias, dos acessórios e dos sapatos de Paris.

Entre eles:  Andrea Crews, Commune de Paris, Erotokritos, Melinda Gloss, Atelier Auguste, Maison F, Waiting for the  Sun, Mi Mai…

“Ces créateurs font souffler sur la mode parisienne un vent de fraîcheur et d’énergie. “Partez à leur rencontre !

Expo Le Dressing de Rêve des Parisiens Hotel de ville Mode Paris

Valentine Gauthier

No Youth Control – Paris Rendez-Vous

No Youth Control – Paris Rendez-Vous

Commune de Paris – Paris Rendez-Vous

Commune de Paris – Paris Rendez-Vous

Misericordia – Paris Rendez-Vous

Misericordia – Paris Rendez-Vous

LE DRESSING DE RÊVE DES PARISIENS

Le dressing de rêve des Parisiens

Por ocasião desta exposição , a ilustradora  Tiffany Cooper revelada na Internet e associada repetidamente  a Karl Lagerfeld, coloca em cena este dressing  único. Ela também assina a capa do livro Le dressing de rêve des Parisiens, uma nova versão do guia Nouveaux créateurs à Paris,  publicado pela Editions du Chêne e disponível desde 02 de setembro nas livrarias.

Le dressing de rêve des Parisiens

Le dressing de rêve des Parisiens

Le dressing de rêve des Parisiens

Le dressing de rêve des Parisiens

Paralelamente à exposição , também serão organizadas atividades , incluindo um vide-dressing, sessões de autógrafos e dedicatórias  ou iniciações a “nail art “. A Marca Singer também irá oferecer todos os sábados , oficinas gratuitas  para criar um acessório de moda :  capa de telefone ou tablet ,  laços diferentes, nœud papillon ou  macacão e cobertor para crianças …

Paris Rendez vous

De 8 de  setembro à 31 de  outubro
Entrada gratuita, de segunda à sábado, de 10h à 19h
29 rue de Rivoli, 75004 Paris

Fontes:

http://rendezvous.paris.fr/

http://www.paris.fr/actualites/poussez-les-portes-du-dressing-de-reve-des-parisiens-2851

http://boutique.paris.fr/fr/nos-marques/marques-parisiennes/le-dressing-de-reve-des-parisiens/952-guide-le-dressing-de-reve-parisiens.html

http://www.sortiraparis.com/arts-culture/exposition/articles/89796-le-dressing-de-reve-des-parisiens-l-expo-mode-de-paris-rendez-vous

http://parismamanetmoi.com/2015/08/31/le-dressing-de-reve-des-parisiens-et-des-ateliers-singer-gratuits/

http://fr.fashionmag.com/news/-Le-dressing-de-reve-des-Parisiens-la-nouvelle-exposition-de-la-Mairie-de-Paris,562996.html#.

http://www.meltyfashion.fr/le-dressing-de-reve-des-parisiens-l-expo-et-le-guide-dont-les-jeunes-createurs-sont-les-rois-a449378.html

http://quefaire.paris.fr/fiche/121366_exposition_le_dressing_de_reve_des_parisiens

http://www.anousparis.fr/culture/expos/le-dressing-de-reve-des-parisiens

http://www.glamourparis.com/culture/sorties-expo/articles/le-dressing-de-reve-des-parisiens-s-expose-a-la-rentree/25726

Read more...


Paris secret et insolite

 psicouvdet1.jpg

Paris secret et insolite, ( 2012 – edição revisada e atualizada. Fotografias de Jacques Lébar, 270 paginas) mostra  Paris, não  a dos Grands Boulevards,  mas Rodolphe Trouilleux nos leva para um tour de Paris , intimista e incomum. De bairro em bairro , o autor convida-nos a descobrir lugares  conhecidos ou desconhecidos : uma casa exótica , uma torre do século XVII, uma praça especial, ratos que roem uma fachada,  um antigo cemitério protestante, uma loja de chocolates, uma placa da idade média, um caminho gótico, um castelo ouvrier,  um portal viajante, postes de luz telescópicas ,  um cavaleiro torturado , um relógio de sol surrealista,  baixos relevos para a glória do Rei Sol , uma antiga sala de leitura,  um sino imperial , uma fortaleza em um jardim , um edifício diferente, uma berçário da virada do século , estalactites em uma caverna , um arco por cima de um rio que  desapareceu ..

Isto é Paris !!!!

img4856.jpg

Para descobrir Paris  de uma outra maneira, o livro mostra alguns lugares escondidos ou não, da cidade de Paris !!!!

Le nouveau

img8540.jpg

cariat.jpg

img4929.jpg

img9265.jpg

parisbl.jpg

img4924.jpg

tetempiollet.jpg

 

Paris secret et insolite 2012 dans Pariscope! 1

2

Revoir Paris- Charles Trenet

 

Fonte:

http://www.paperblog.fr/1763456/paris-secret-et-insolite-nouvelle-edition-2009/

http://www.hellocoton.fr/paris-secret-et-insolite-rodolphe-trouilleux-2060092

http://parissecretetinsolite.unblog.fr/

Read more...


Barbapapa

Barbapapa

Barbapapa, personagem de desenho animadoo, foi criado em Paris. Foto: Reprodução Cartão Posrtal
Barbapapa

Fruto de uma história romântica, Barbapapa, personagem célebre de histórias em quadrinhos e desenho animado, nasceu em Paris há 45 anos. Mais precisamente no belo e inspirador Jardin du Luxembourg. Nos anos 1970, seus criadores, o casal formado pela arquiteta francesa Annette Tison, e o professor americano de matemática Talus Taylor,passeava pelas alamedas do jardim quando Taylor, que ainda não dominava a língua francesa, ouviu uma criança de uns três anos balbuciar algo que ele achou sonoramente engraçado “barbapapa”.

Taylor perguntou à mulher do que se tratava. Anne, como era carinhosamente chamada pelo marido,  lhe explicou que a criança pedia um doce, feito somente de açúcar e anilina, colorido e geralmente em tom rosa: o algodão-doce. A guloseima na França tem o nome de “barbe-à-papa”, que numa tradução literal, significa “barba do papai”.

O americano achou aquilo ainda mais engraçado. O passeio acabou e o casal sentou-se em um bistrô. Ali Annette então desenhou, em um guardanapo, o formato do que seria um algodão-doce e deu para Taylor, que, para completar a brincadeira, colocou um par de olhos, boca e nariz.

anim barbapapa

Talus Taylor e Annette Tison, em Paris em 1982

Ali nascia o simpático Barbapapa, meio sem forma, mas isso pouco importava, afinal, ele poderia se transformar em qualquer coisa e essa seria a maior graça do personagem e de sua família, formada por sua mulher, Barbamama, os “barbabebês” - sete filhos que no Brasil ganharam os nomes de Barbabela, Barbacuca,Barbalala, Barbaclic, Barbaforte, Barbatinta e Barbazoo - e mais a cachorrinha Lolita.

PERSONAGENS

§ Barbapapa: É o pai da família. Tem a cor rosa.

§ Barbamama: A mãe da família. Tem a cor preta e sempre ostenta flores na cabeça, como todas as “garotas” da família.

§ Barbabela: (Barbabelle,(em inglês)/(em francês)) A mais vaidosa, sempre preocupada com a aparência. Tem a cor lilás.

§ Barbaclic: (Barbabright(em inglês)/Barbibou(em francês)) Extremamente curioso, gosta de ciências. É azul.

§ Barbacuca: (Barbalib(em inglês)/Barbotine(em francês)) É estudiosa e gosta de livro. Tem a cor laranja.

§ Barbalala: Gosta de música. Tem a cor verde.

§ Barbaploc: (Barbabravo(em inglês)/Barbidur(em francês)) É o esportista da família e gosta de bancar o detetive. Tem a cor vermelha.

§ Barbatinta: (Barbabeau(em inglês)/Barbotine(em francês)) Gosta de pintura. É preto e o único barbapapa com pêlos.

§ Barbazoo: É o amigo dos animais e plantas. Tem a cor amarela.

La famille Barbapapa, au grand complet.

  As histórias do gentil gigante rosa e sua família foram publicadas em francês pela primeira vez no “L´École des loisirs”, depois, ganharam as páginas do “Éditions du Dragon d’Or” e tornaram-se um fenômeno. Chamada de Barbafamília, as aventuras destes personagens simpáticos e ecológicos à frente do tempo, foram traduzidas para mais de 30 línguas diferentes e fizeram sucesso em centenas de países ao redor do mundo.

No Brasil, quem foi criança na década de 1970 provavelmente sabe disso. Difícil encontrar alguém entre 45 e 50 anos que não se lembre com carinho do desenho animado da Família Barbapapa, transmitidos pela TV durante  o programa Globinho Supercolorido, apresentado pela jornalista Paula Saldanha.

Cada personagem tem uma cor e uma habilidade. Eles podiam assumir vária formas.

Abertura do desenho:

Depois, a Família Barbapapa caiu um pouco no esquecimento no Brasil.  Mas  em Paris até hoje os Barbapapas  enfeitam os objetos decorativos infantis, que também agradam aos adultos nostálgicos. Algo parecido com a nossa Turma da Mônica, do Maurício de Souza, personagens que até hoje agradam às crianças e ainda despertam o carinho dos adultos.

 

Bouteilles de sirop Barbapapa

Barbapapa

Em 19 de maio foi aniversário de 45 anos da primeira publicação das histórias do Barbapapa e os personagens viraram doodle da página de buscas do Google.

 

45º aniversário da criação do Barbapapa

 Mas seu criador não chegou a ver as homenagens. Talus Taylor morreu em fevereiro deste ano, deixando sua esposa e parceira de criação e o legado dos imortais e queridos personagens parisienses.

Talus Taylor était le créateur avec sa femme Annette Tison, de la série des Barbapapa, il avait imaginé ce gentil géant rose transformable à volonté en 1970.

Les Barbapapa pleurent la mort de l’un de leurs créateurs

uma homenagem original

Dessin hommage de Joann Sfar à Talus Taylor, le cocréateur avec Annette Tyson de Barbapapa.

l’auteur de BD Joann Sfar a lui aussi réagi en postant un dessin très émouvant

 

fontes:

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Barbapapa

http://www.metronews.fr/culture/talus-taylor-le-papa-des-barbapapa-est-mort/mocb!wOftroDFnHSQ/

http://devoltaaosanos80.blogspot.com.br/2011/02/desenhos-antigos-da-tv-globinho.html

http://www.lefigaro.fr/bd/2015/03/01/03014-20150301ARTFIG00173-barbapapa-pleure-la-mort-de-l-un-de-ses-createurs.php

http://iwong.tripod.com/Barbpict.htm

http://www.rickstv.com/tvo/barbapapa.html

http://www.meltybuzz.fr/mort-de-talus-taylor-les-dessins-hommage-au-pere-de-barbapapa-a386664.

http://www.cmjornal.xl.pt/mais_cm/obituario/detalhe/talus_taylor_1933_2015.html

http://www.iconovox.com/blog/2015/02/22/mort-de-talus-taylor-papa-des-barbapapa/

Read more...


Semana Francesa – de 12 a 21 de junho de 2015 em São Paulo

A cidade de São Paulo recebe, de 12 a 21 de junho, uma série de atrações culturais, gastronômicas, educacionais e empresariais. Trata-se da Semana Francesa, iniciativa realizada anualmente pela Câmara de Comércio França-Brasil de São Paulo (CCFB-SP).

Entre as atrações confirmadas, destacam-se apresentação da Givenchy das tendências de maquiagens e perfumes,

vernissage das artistas francesas Nadine Vergues e Gasediel,

Nadine  Vergues

gasediel_sampa

Obra da artista francesa Gasediel. Foto: Gasediel/ divulgação. 

Gasediel

harmonização de queijos e vinhos,

festival de cinema com filmes franceses,

roteiro de obras francesas na cidade de São Paulo, lançamento da pesquisa “Os arquétipos femininos” da Peclers Paris, programas de intercâmbio para estudos na França e cursos para o Ciências Sem Fronteiras, entre outros.

O lançamento oficial da Semana Francesa, que tem patrocínio do Carrefour, Ticket Cultura e Granado, e apoio institucional da SPTuris, Aliança Francesa, Consulado Geral da França, Atout France, acontece no dia 11 de junho, durante coquetel de abertura que reunirá autoridades francesas e brasileiras, presidentes de grandes empresas, CEOs, diretores de empresas associadas e membros da imprensa.

O buffet do coquetel será oferecido em parceria com Collectif Sotaques & Panelas, um grupo de renomados chefs franceses que se uniram profissionalmente para trabalhar pela democratização da cozinha francesa no Brasil (veja abaixo a lista dos chefs). A CCFB-SP trabalhará também em parceria com Eclair-moi Paris e Paradis Boutique.

semana francesa sp

 

Programação já confirmada:

11/06: coquetel de abertura com presença de autoridades francesas e brasileiras, presidentes, CEOs e diretores de empresas .associadas a CCFB

13/06 às 13h: IFESP : Palestra sobre “Estudar nas melhores universidades francesas”

16/06 das 20h30 às 22h30: Aula-degustação de vinhos pela sócia-someliere Marina Bertolucci, intitulada “Além do Bordeaux e do Bourgogne, vinhos franceses a descobrir”, no restaurante Canaille

16/06 : WTC – vinda do presidente do syndicat des tables de collections com a presença do Chef Laurent Trochain, do 3 restaurant de Paris

18/06 às 16h:Givenchy : história de uma marca emblemática do luxo francês e preview dos lançamentos makeup e perfumes do segundo semestre 2015

17/06 às 18h: curso da aliança francesa Francês sem fronteiras

17/06: Lançamento do Meating Bistrot à viande

19/06 às 17h: Peclers Paris – lançamento no Brasil da pesquisa “les archétypes féminins”.

15/06 a 19/06: Happy hour – French Touch no It Restaurante do Pullman  (menu disponível)

10/06 a 20/06: Vernissage das artistas francesas Nadine Vergues e Gasediel, com exposição no HUB Food Art Lounge do Hotel Pullman Vila Olímpia e oferta especial no restaurante com menu franco-brasileiro e harmonização de vinhos

12/06 a 21/06: Harmonização de Queijos e Vinhos no Wine Library – Grand Hyatt (das 17h até às 20h para degustação de vinhos. O bar fechará às 23h de segunda a  quinta-feira e meia noite sexta e sábado)

Wine Library at the Grand Hyatt Sao Paulo

Wine Library at the Grand Hyatt Sao Paulo

10/06 a 17/06: Festival de Cinema Varilux –

16/06 : WTC – vinda do presidente do syndicat des tables de collections com a presença do Chef Laurent Trochain, do 3 restaurant de Paris

Chefes franceses – Collectif Sotaques & Panelas

Justine Graziano - presta serviço de confeitaria francesa sob encomenda, serviço de buffet, evento em domicilio com mini peças, em tamanho cocktail. Voltou ao ao Brasil há um ano.

Jean-Christophe - chef e proprietário do restaurante On Va Manger.

Nicolas Barbé - chef e personal chef para aulas particulares em domicílio. Tem no currículo experiência em restaurantes estrelados da Inglaterra e França, como Plaza Athennéé, na equipe de Alain Ducasse etc.Também trabalhou em iate de luxo no Tahiti e aqui no Brasil teve seu próprio bistrô.

Pierre Anquier - chef e irmão mais novo do chef, padeiro e apresentador Olivier Anquier. Está trabalhando na abertura de seu próprio restaurante ainda esse ano.

Benoit Mathurin – chef francês que deve lançar seu próprio restaurante ainda esse ano.

Restaurantes participantes:

Reserva Bistrô
Canaille Bar
Avek Restaurante
Bistrot de Paris
Ecully
Eclair Moi Paris
Felix Bistrot
L’Aperô Bar & Bistrot
L’Entrecôte de Paris
Lapin Café Et Bistrot
Hub
Bistrô Reserva
La Petite Mercearia do Francês
Mercearia do Francês
Paradis Boutique
Rive Gauche

 

Fontes:

http://www.acritica.net/noticias/sao-paulo-recebe-semana-francesa-com-atracoes-culturais-eventos/148835/

http://nadinevergues.blogspot.com.br/2012/06/blog-post_27.html

http://www.gasediel.com/

http://www.revistaversatille.com.br/francesa-gasediel-recria-quadros-com-grafites-urbanos-de-sp/

http://www.mylittlebrasil.com.br/france-bresil-semaine-francaise-sao-paulo-ccfb/

https://semanafrancesaccfb.wordpress.com/

http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/noticias/4834-semana-francesa-em-sao-paulo

http://www.revistaqualimovel.com.br/noticias/semana-francesa-tera-pratos-e-descontos-especiais

Read more...


O mundo imaginário de Tintin em Paris no Musée en Herbe

Que tal um passeio pela história dos lugares que foram cenários das aventuras do repórter e globe trotter Tintin? O personagem belga mais querido dos quadrinhos, criado por Georges Remi, aliás, Hergé,pousou as malas no coração de Paris para a exposição “Le Musée Imaginaire de Tintin” (O museu imaginário de Tintin).

 

Até o dia 31 agosto, a exposição traça a história de Tintin e de seus companheiros de aventura como Capitão Haddock, os irmãos da Dupont, o professo Girassole e, claro, seu fiel escudeiro e melhor amigo, o cãozinho Milú.

 

A mostra agrada a todas as gerações e propõe contar um pouco das história dos países pelos quais o herói passou ao longo de suas aventuras.

Tintin et les momies dans “Le secret des Pharaons” au Musée en Herbe à Paris/ © France 3 / Culturebox

Também tem a trajetória do personagem, criado há 80 anos, com peças que vêm do acervo do Museu Hergé, na Bélgica.

 Tintim e seus companheiros de aventura em desenho de Hergé. Foto: Divulgação

“Le Musée Imaginaire de Tintin” está em cartaz no Musée en Herbe .
Musée en Herbe
21 da rue Hérold, 75001 Paris
Metrô: linha 3 Bourse ou linha 4 Étienne Marcel
Horário: de 10h às 19h todos os dias e quinta-feira até 21h.
Preços: 6 €

“Le petit reporter né de l’imagination d’Hergé en 1929 est l’objet d’une exposition à Paris. Du 12 février au 31 août 2015, « Le Musée en Herbe » expose des dessins originaux d’Hergé mais surtout des authentiques pièces ethnographiques de musée qui avaient inspiré les aventures du reporter Bruxellois. Une exposition pour « familiariser les enfants avec les oeuvres que l’on trouve dans les musées »

Les visiteurs découvriront une évocation de l’architecture spectaculaire du Musée Hergé. Des dessins et planches originales retraceront la surprenante diversité de l’œuvre du dessinateur.Tintin & Milou, mais aussi tous les personnages de la série seront présents. Au cœur de l’exposition, des vignettes agrandies des albums de Tintin seront confrontées aux œuvres d’art et objets ethnologiques originaux, prêtés par le Musée du quai Branly, le Musée du Louvre et des galeries de renoms. Afrique, Amérique, Egypte, Chine, Tibet, seront représentés par les objets emblematiques des civilisations rencontrées par Tintin lors de ses nombreux voyages.”

LeMuseeImaginaireDeTintin-museeEnHerbe-Paris4

LeMuseeImaginaireDeTintin-museeEnHerbe-Paris22

Statuette Arumbaya dans “L’Oreille cassée” © France 3 / Culturebox

Tintin expo2

© France 3 / Culturebox

Tintin expo3

© France 3 / Culturebox

“À l’occasion du 40ème anniversaire du Musée en Herbe, Tintin pose sa valise à Paris!
Le Musée Hergé de Louvain-la-Neuve en Belgique est l’invité du Musée en Herbe.
Les visiteurs découvriront une évocation de l’architecture spectaculaire du Musée Hergé.
Des dessins et planches originales retraceront la surprenante diversité de l’œuvre du dessinateur.
Tintin et Milou, mais aussi tous les personnages de la série seront présents.
Au cœur de l’exposition, des vignettes agrandies des albums de Tintin seront confrontées aux œuvres d’art et objets ethnologiques originaux, prêtés par le Musée du quai Branly, le Musée du Louvre et des galeries de renoms. Afrique, Amérique, Egypte, Chine, Tibet, seront représentés par les objets emblematiques des civilisations rencontrées par Tintin
lors de ses nombreux voyages.”

 

Fontes:

http://www.musee-en-herbe.com/

http://fr.tintin.com/news/index/rub/0/id/4344/0/le-musee-en-herbe-le-musee-imaginaire-de-tintin

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris/

http://www.timeout.fr/paris/art/le-musee-imaginaire-de-tintin

http://golem13.fr/exposition-tintin-a-paris/

http://culturebox.francetvinfo.fr/expositions/tintin-pose-sa-valise-au-musee-en-herbe-et-devoile-ses-objets-chines-en-voyage-211585

Read more...


Machado de Assis -” Le Sorcier de Rio” ganha exposição na França

Exposição sobre Machado de Assis homenageia o escritor brasileiro em Paris. Foto: Divulgação

Exposição no Salão do Livro de Paris homenageia Machado de Assis; conto do escritor vira material pedagógico de escolas francesas

O Salão do Livro de Paris abre dia 20 de março, mas para quem é bruxo o tempo cronológisco é apenas um detalhe.

En 2015, le Brésil sera le pays invité du Salon du livre de Paris avec une délégation de 48 auteurs ; l’occasion de montrer au public français la diversité de la culture et l’universalité de la littérature brésilienne et d’affirmer la dimension résolument internationale du Salon.

Entre os dias 20 e 23 de março, 48 escritores estarão em Paris representando a literatura nacional na 35ª Edição do Salão do Livro de Paris.

O Brasil é o país homenageado do evento, que contará com um espaço de 500 m² para exposição e vendas de livros, mais palestras com autores e eventos paralelos como a exposição sobre Machado de Assis. Entre os autores escolhidos para representar o país, estão Cristovão Tezza, Paulo Coelho, Daniel Galera, Fernanda Torres e Sergio Rodrigues.

Os autores brasileiros são convidados pelo Centro Nacional do Livro francês e por um comitê nacional, escolhido pelo Ministério da Cultura (MinC) e pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE). Os custos são patrocinados pela empresa Ticket e pela Caixa Seguros.

O projeto Machado de Assis, Le Sorcier de Rio (Machado de Assis, o bruxo do Rio), organiza uma mesa-redonda na Maison de l’Amerique latine e uma exposição na sede da Unesco em Paris, a partir de segunda-feira.

Em Machado de Assis (1839-1908), o apelido só pegou meio século depois de sua morte: “o bruxo do Cosme Velho” .

Cunhado em poema de Carlos Drummond de Andrade, faz referência ao bairro carioca onde o escritor morou a maior parte da vida. Para Drummond, o feitiço machadiano estava em sua literatura sempre na fronteira entre a ficção e o real, e no estilo, que fugia às convenções de seu tempo.

Reputação que faz com que pouca gente hesite em afirmar que o “bruxo” é o principal autor brasileiro de todos os tempos. Também é verdade que, como toda a literatura nacional, mesmo ele é quase invisível fora de nossas fronteiras.

A exposição Machado, Le Sorcier de Rio(“Machado, o bruxo do Rio”), que abre nesta segunda-feira (16) e dura uma semana como evento paralelo do Salão do Livro de Paris , tenta atenuar essa invisibilidade de várias formas.

Machado será homenageado com uma exposição multimídia montada na sede da Unesco, no centro da capital francesa, com painéis que contam sua biografia,vídeos e material interativo de seus textos.

Há também a reedição de obras por três grandes editoras francesas e a apresentação de um dossiê pedagógico orientando professores franceses do ensino fundamental sobre uma iniciação à leitura a partir do “Conto de Escola”, publicado em livro pelo escritor brasileiro em 1896.

A nova edição bilíngue e ilustrada do conto ganhou uma recomendação do ministério da Educação francês, que resolveu adotá-lo como referência para as escolas.

“Machado nunca imaginaria que um dia seria utilizado no ensino fundamental francês. Essa experiência é riquíssima, já que esses alunos nunca ouviram falar do texto, que assim não é tratado com antecedência como um monumento intocável”, diz Saulo Neiva, professor de literatura da Universidade Blaise Pascal, tradutor do texto e curador da exposição.

Saulo Neiva é professor na Universidade Blaise Pascal e autor do projeto Machado de Assis, Le Sorcier de Rio / Chico Porto

Saulo Neiva

“Podemos aproximar esses mundos, fazendo as pessoas descobrirem seus textos através de novas traduções e leituras, incitando os amantes da boa literatura a lê-lo e procurando formar jovens leitores”, acredita.

Neiva também destaca que, depois de encerrado o período do evento, a mostra vai fazer parte do acervo de um dos organismos públicos que financiaram o projeto e vai viajar pela França, para ir a bibliotecas, universidades e centros culturais.

“Espero que isso contribua para perenizar o nosso convite, dirigido ao leitor francês, para que leia ou releia Machado de Assis”, diz.

 

A UNESCO fica na Place de Fontenoy, no 7º arrodissement de Paris e a exposção será na , Sala Miró 3. A Visitação estará aberta ao público de 16/03 a 20/03.

A proposta do evento sobre Machado de Assis é mostrar vida e obra do escritor e fundador da Academia Brasileira de Letras (ABL), pontuada com a relação íntima que ele desfrutava com sua cidade natal, o Rio de Janeiro, que em 2015 comemora 450 anos.

Numa sequência de 12 momentos, o visitante saberá, entre outras coisas, a história das traduções francesas do autor, em painel que aponta as enormes diferenças entre três traduções do conto “O enfermeiro”, feitas em 1909, 1910 e 1911. Ao lado, uma vitrine exibe exemplares de obras machadianas traduzidas.

Também para marcar a presença do Brasil no Salão do Livro de Paris deste ano, três grandes editoras francesas apostaram em edições deMachado de Assis:
- A editora Classiques Garnier, herdeira da editora original do autor, publicou a primeira edição bilíngue da coletânea de contos Várias histórias/ Histoires diverses (edição, tradução e notas por Saulo Neiva).
- Já seus principais romances foram reeditados pela Métailié, com novas capas e traduções revistas;

- A editora Chandeigne decidiu divulgar gratuitamente entre professores, conselheiros pedagógicos e inspetores do ensino um dossiê sobre a experiência de leitura nas escolas francesas de ensino fundamental. Os estudantes trabalharam durante um ano letivo sobre edição ilustrada de Conto de Escola, de Machado de Assis.

 

 

Fontes:

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris/

http://www.salondulivreparis.com/Programme.htm

http://www.salondulivreparis.com/Bresil-2015.htm

https://fr.unesco.org/events/exposition-machado-assis-sorcier-rio

https://riofrancophone.wordpress.com/2008/10/30/machado-de-assis-le-sorcier-des-mots/

http://www.parisworldwide.com.br/ponto-de-encontro/um-lugar-em-paris/unesco-encruzilhada-do-mundo

http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/machado-de-assis-viaja-para-paris-by6jrguuhuar4lx1399hvcz3s

https://www.facebook.com/MachadodeAssisSorcierdeRio

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cultura/literatura/noticia/2015/03/15/machado-de-assis-ganha-exposicao-na-franca-172044.php

Read more...

Flickr

RSS URL not defined

Entre em contato!

Tel. 55 11 9641 0432

Áreas atendidas – São Paulo, SP
_Higienópolis
_Pacaembú
_Perdizes
_Bela Vista
_Outras áreas: consulte!

Visite minhas redes sociais:

Scroll to top