Invent


Museu Gustave Moreau

Musée Gustave-Moreau foi todo reformado e abriu recentemente suas portas ao público.

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Au 14, rue de La Rochefoucauld dans le 9ème arrondissement de Paris se situe la maison familiale du peintre symboliste Gustave Moreau (1826 – 1898).

Antiga residência do grande pintor, com inúmeras obras de arte e mobiliário de época, o museu oferece, toda quinta-feira, uma visita guiada superinteressante e intimista que conta toda a história da vida e trabalho do pintor, o que dá maior proximidade às obras do artista. Atores da Comédie-Française, uma vez por mês, leem textos de escritores e poetas franceses.

Resultado de imagem para gustave moreau maison
Gustave Moreau foi um artista não apenas francês, mas parisiense do século XIX. Se a sua obra resta talvez relativamente  desconhecida no Brasil, vale lembrar que ele foi igualmente professor na escola de Belas Artes de Paris e teve como alunos outros artistas que se tornaram celébres, como Matisse.
Resultado de imagem para gustave moreau retrato
Gustave Moreau é filho de  pai arquiteto e aprendeu com esse a história clássica e a mitologia, tão presente na sua obra. De saúde frágil quando criança, foi muito protegido pela mãe e desde muito cedo desenhar era o seu principal lazer. Como muitos artistas de seu tempo, sua obra é romântica, acadêmica, com uma pintada de “italianismo” ( desde cedo ele visitou a Itália, de onde voltou apaixonado), mas acima de tudo eclética. Ele não tinha como objetivo reproduzir a realidade em suas obras. Mas é muito difícil colocar o seu trabalho em uma só categoria, até hoje aparentemente ninguém conseguiu fazê-lo.
Ele fazia parte da alta burguesia da época e frequentava os grandes salões de condes e duquesas. Sua obra era muito admirada por personagens literários, dentre eles Oscar Wilde e Marcel Proust. Ou seja, era mais admirado pelos intelectuais do que pelo “povão”.
Resultado de imagem para gustave moreau retrato
Auto Retrato, óleo sobre tela por Gustave Moreau
A casa que ele adquiriu em 1852 e na qual viveu primeiro com seus pais e mais tarde sozinho (após o falecimento deles) tinha um atelier, e ele desde cedo se preocupava em relação ao fim que seria dado aos seus trabalhos. Então aparentemente ele sempre quis que a casa se  tornasse um museu, e preferiu conservar a maior parte do seu trabalho, que ele queria que fosse apresentado junto, para que as pessoas pudessem ter uma idéia de como ele era em vida. Pouco antes da sua morte a casa passou por importantes reformas, conservando o primeiro andar, mas o segundo e o terceiro foram transformados em grandes salas luminosas e espaçosas para acolher o seu trabalho.
Ele então “morava” no primeiro andar, considerado o seu apartamento:
Resultado de imagem para gustave moreau maison

En janvier 2015, le musée Gustave Moreau, lieu d’exception créé par l’artiste lui-même, a révélé au public son rez-de-chaussée magistralement réhabilité.

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Vue du Cabinet de Réception de Gustave Moreau

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Seu quarto

Resultado de imagem para gustave moreau maison

 Le premier étage nous présente ses souvenirs familiaux les plus précieux : mobiliers, …

Resultado de imagem para gustave moreau maison

beaudoir

Boudoir

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Vue du boudoir à la mémoire d’Alexandrine Dureux

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Musée Gustave Moreau

Mas o segundo andar é fabuloso com centenas de trabalhos do artista, de todos os tamanhos e de todos os tipos: pinturas, desenhos, gravuras e mesmo esculturas.
 

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Vue de l’atelier de Gustave Moreau au 2e étage du Musée Gustave Moreau

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Essa bela escada leva ao terceiro andar:

Resultado de imagem para gustave moreau maison

escalier en spirale menant au troisième étage de la maison-musée Gustave Moreau

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Vue de l’atelier de Gustave Moreau au 3e étage du Musée Gustave Moreau

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Vue du meuble à aquarelles dans l’atelier de Gustave Moreau au 3e étage 

É uma ótima dica para os amantes de arte.

Apesar do Museu ser relativamente pequeno, é necessário no mínimo uma hora para admirar tudo, pois cada peça é realmente repleta de lembranças e obras do artista. Para se ter uma idéia, grandes móveis abrigam gavetas com centenas e centenas de pequenas pinturas ou desenhos de Moreau.
No total, são cerca de 850 pinturas (incluindo aquarelas e cartons) e cerca de 15 mil desenhos.

Au 14, rue de La Rochefoucauld dans le 9ème arrondissement de Paris se situe la maison familiale du peintre symboliste Gustave Moreau (1826 – 1898). Dans cette maison modeste et d’aspect provincial qu’il possédait depuis 1852 et où il avait vécu avec ses parents, l’artiste travaillait au troisième étage.

A la fin de sa vie, seul après la disparition de ses proches, Gustave Moreau a l’idée de créer un musée pour son œuvre. Il mûrit lentement ce projet et conserve avec lui la plupart de ses peintures, qu’il retravaille sans cesse et entasse rue de La Rochefoucauld. En 1895, Moreau décide d’entamer les travaux nécessaires. Il conserve l’appartement du premier étage, chargé de tant de souvenirs, et les pièces correspondantes du rez-de-chaussée mais sacrifie les deuxième et troisième étages de la maison afin de les remplacer par de vastes ateliers vitrés offrant le plus d’espace possible.

Le musée de Gustave Moreau est conçu comme un « grand œuvre » où tous les thèmes traités par le peintre devaient être présents. L’élégant escalier en spirale menant du second  au troisième étage s’impose comme l’un des chefs d’œuvres architecturaux du lieu. L’atelier du deuxième étage accueille les toiles de grande dimension ainsi que de nombreux dessins et des maquettes de sculptures en cire. Celui du troisième étage donne la part belle aux compositions mythologiques, aux personnages légendaires et aux couleurs flamboyantes.

Avant même d’avoir pris la décision de transformer sa maison pour qu’elle devienne l’actuel musée, Gustave Moreau envisageait de conserver en un « petit musée sentimental » les pièces de vie du premier étage où il avait vécu heureux avec ses parents. Le visiteur évolue entre la salle à manger où est entreposée une sublime collection de céramiques; la chambre de Moreau qui regroupe les souvenirs de famille; le boudoir consacré aux souvenirs d’Alexandrine Dureux, l’amie trop tôt disparue dont il avait racheté le mobilier, et le cabinet de réception où sont réunis des livres rares et des objets précieux, insolites, soigneusement recueillis par Moreau tout au long de son existence. Il ne s’agit donc pas de l’appartement tel que l’occupaient les parents de Gustave Moreau mais d’un véritable aménagement symboliquement orchestré par l’artiste autour de ses souvenirs et de ceux des êtres chers. Tout y est conservé ou restauré à l’identique, faisant entrevoir au visiteur les fastes d’un siècle révolu, en toute intimité.

 

Resultado de imagem para gustave moreau maison

Museu Nacional Gustave Moreau

14 rue de La Rochefoucauld
75009 PARIS
Metrô trinité ou Saint Georges
http://www.musee-moreau.fr/

Horaires
Du mercredi au lundi : 10h – 17h15
Fermé le mardi et les jours fériés
A partir du 27 juin 2012, coupure entre 12h45 et 14h les lundis, mercredis et jeudis

Tarifs
Plein tarif : 6,50 €
Tarif réduit : 4,50 €
Gratuit pour les moins de 18 ans, les moins de 26 ans ressortissants de l’U.E. et le premier dimanche de chaque mois.

Fontes:

http://en.parisinfo.com/paris-museum-monument/71431/Mus%C3%A9e-national-Gustave-Moreau

http://lulacerda.ig.com.br/

http://viverplenamenteparis.blogspot.com.br/2012/06/gustave-moreau-atelier-e-casa-do.html

https://www.babelio.com/liste/4637/Gustave-Moreau-en-son-musee

http://roughdreams.fr/2012/05/musee-gustave-moreau/

http://www.parissurunfil.com/gustave-moreau-maison-musee-oeuvre/

http://artiststudiomuseum.org/studio-museums/musee-gustave-moreau/

http://www.bigmammy.fr/archives/2013/04/27/27016393.html

http://www.goodmorningparis.fr/blog/museums/gustave-moreau-a-unique-museum-in-paris/

Read more...


O 14 de julho não comemora a queda da Bastilha

A tomada da Bastilha retratada por Henri Paul Perrault. O ponto de partida da Revolução Francesa foi considerado violento demais para se tornar a data nacional da França

Tomada da Bastilha, em Paris, 14 de Julho de 1789. O comandante Bernard de Launay (à direita) é capturado. Pouco depois, sua cabeça desfilaria na ponta de uma lança. Óleo sobre tela, anônimo, data desconhecida.

Há mais de dois séculos os franceses param nesse dia para celebrar a tomada da histórica prisão por revolucionários, em frontal desacato ao poder real. Certo? Errado!

Faz parte do senso comum afirmar que no dia 14 de julho é comemorada a queda da Bastilha, ato que marcou o início da Revolução Francesa em 1789. Pouca gente sabe, no entanto, que a data entrou para o calendário cívico daquele país como a celebração de outro evento: a Festa da Federação, realizada em 14 de julho de 1790.

Festa da Federação, em Paris, 14 de Julho de 1790. Gravação de Isidore S. Helman sobre desenho de C. Monnet, 1790. Biblioteca Nacional da França.

A escolha do evento a ser celebrado foi feita no fim do século XIX, quando a Terceira República da França buscava consolidar o novo regime e construir um imaginário nacional próprio. Em 1880, o deputado Benjamin Raspail propôs o dia da tomada da Bastilha como data da festa nacional. Alguns parlamentares, no entanto, lembraram a violência que havia marcado aquela jornada revolucionária, quando o povo de Paris cortou a cabeça do governador da prisão e linchou os veteranos encarregados de vigiar os prisioneiros.

Por conta do caráter polêmico da tomada da Bastilha, os deputados preferiram escolher a manifestação de 1790, por ser mais consensual. A Festa da Federação marcou o momento em que, após os enfrentamentos do ano anterior, o povo francês se reconciliou.

Festa da Federação, em 14 de julho de 1790 no Campo de Marte (Paris).

A partir do dia 1º de junho de 1790, operários trabalharam ao lado de burgueses para transformar o Campo de Marte, em Paris, em um imenso circo com capacidade para 100 mil pessoas, no centro do qual se erguia o Altar da Pátria. A reforma, para a qual se recorreu à boa vontade dos parisienses, foi realizada em um clima de fraternidade e entusiasmo. Até mesmo o rei Luís XVI foi visto empunhando uma enxada, assim como o marquês de La Fayette, nobre que apoiava a revolução, apareceu em mangas de camisa.

Naquele momento a França ainda não era uma República. A agitação social do ano anterior havia levado a monarquia a aceitar uma Constituição. Até ali, os franceses ainda respeitavam seu rei, contanto que ele observasse as leis e a autoridade emanadas do povo. A Festa da Federação foi organizada justamente para celebrar uma decisão da Assembleia Constituinte de 7 de junho de 1790, que reunia as diversas milícias de cidadãos formadas nas províncias.

Assim, no dia 14 de julho de 1790, cerca de 100 mil soldados federados entraram em Paris e desfilaram da Bastilha ao Campo de Marte. Luís XVI, a rainha Maria Antonieta e o delfim (príncipe herdeiro) instalaram-se no pavilhão montado em frente à Escola Militar. Do outro lado, haviam erigido um arco triunfal. Nas tribunas, acotovelavam-se 260 mil parisienses.

Por fim, no ponto alto da celebração, La Fayette jurou fidelidade à nação, ao rei e à lei, juramento repetido pela multidão. Luís XVI jurou fidelidade à Constituição. Um Te Deum (hino litúrgico) encerrou a jornada, que terminou em vivas e abraços.

Não se contestou a monarquia, ratificou-se a revolução e se celebrou a união nacional. Foi esse espírito que os deputados do século XIX quiseram associar ao 14 de julho. Na memória coletiva, porém, a data sempre será lembrada como o dia em que o povo tomou a Bastilha, o maior símbolo do absolutismo francês.

 

fonte:

http://www2.uol.com.br/historiaviva/artigos/o_14_de_julho_nao_comemora_a_queda_da_bastilha.html

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/07/130714_franca_bastilha_fl

http://www.ensinarhistoriajoelza.com.br/14-de-julho-data-nacional-da-franca/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Festa_da_Federa%C3%A7%C3%A3o

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/07/130714_franca_bastilha_fl

Read more...


Lavage de la Madelaine

Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016
A Lavagem de la Madeleine é o maior evento brasileiro de rua em toda Europa, é também um dos maiores eventos de rua em Paris, recebendo mais de 30 000 pessoas a cada ano. Este evento faz parte do calendário oficial, artístico e cultural francês com o apoio da Prefeitura de Paris, da Região Ilê de France Île-de-France e da Igreja de Madeleine.
Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016
Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016

Este ano o Festival comemora a realização de suas 15 edições .

Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016

Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016
Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016

A LAVAGEM ACONTECE HÁ 15 ANOS EM PARIS

O Festival Cultural Brasileiro “Lavage de la Madeleine” acontece todos os anos no mês de setembro em Paris, e atrai mais de vinte mil pessoas a cada ano, provando que esta manifestação seduz e conquista a simpatia do público francês.
Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016

 

Atualmente, o “Lavage de la Madeleine” é o maior evento brasileiro de rua na Europa e em Paris. Faz parte do calendário oficial artístico e cultural francês. Por esta razão, o evento é apoiado pela Prefeitura do 8° arrondissement parisiense, pela Região Île-de-France, pela paróquia da “Madeleine” e também por instituições brasileiras tais como o Ministério do Turismo, o Ministério da Cultura Brasileiro e o Governo da Bahia.

A origem do festival, é a Lavagem do Bonfim na Bahia, mas em Paris ele ganha outro formato para representar o contexto histórico-cultural da africaneidade brasileira, e tem como símbolo, a igreja de la Madeleine – a igreja que melhor simboliza a luta contra o preconceito.

O evento representa a celebração da alegria e da fé, e é também um momento de confraternização de todas as comunidades estrangeiras que vivem na França. Sua edição anterior, reuniu cerca de 30 mil pessoas e a estimativa para essa edição é de cerca de 40 mil.
Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016
São 5 dias de celebração e de reencontro com as origens.
Dia 31 de agosto:
Celebra-se a missa ecumênica “Rosário dos Pretos”, com coral brasileiro, e presença do babalorixá Pai Pote e do padre da Eglise de la Madeleine. Uma prova significativa de tolerância religiosa.
Dia 1º de setembro:
Mesa redonda sobre o tema “Sua majestade, o samba”, com Prof. Jorge Portugal, Secretário de Cultura da Bahia; Roberto Mendes, artista e pesquisador; Prof. Dr. Saulo Neiva, Diretor do Departamento de Língua Lusófona na Universidade Clermont Ferrand; Munir Hossn, músico e arranjador; Prof. Dr. Moizeis Sobreira, da UNICAMP, e, Mestre Laurène Levif, etnomusicóloga.
Dia 2 de setembro:
Abertura oficial do festival e conta com as presenças do Embaixador do Brasil na França, da Cônsul do Brasil em Paris e da Maire do 8° distrito de Paris, além de outras autoridades.
Os dias 2, 3 e 4 são dedicados ao mercado cultural onde pode se encontrar algumas variedades da culinária brasileira. O destaque desse ano fica por conta do açaí na tigela, caldo de cana e geléias, pães de queijo e cafézinho, além dos tradicionais acarajés, cocadas, salgadinhos, brigadeiros e guaraná. São 16 estandes, dos quais 6 são destinados à gastronomia.
Os outros estandes são dedicados aos patrocinadores do festival, que marcam presença com seus produtos e serviços estimulando o comércio entre os dois países. No mercado também se desenvolvem diversas atividades culturais e educacionais.
A novidade é a programação infantil: com workshop de capoeira para crianças, jogos e brincadeiras. No palco, apresentam-se artistas como Roberto Mendes, Dona Nicinha entre outros de expressão nacional e internacional.
Dia 03 de setembro:
Serão anunciados os dois ganhadores do sorteio de 02 bilhetes aéreos Paris/Salvador/Paris da cia aérea Air Europa.
Dia 4 de setembro:
O desfile começa na Place de la République e atravessa 5 bairros de Paris, com a tradicional ala das baianas, o grupo Batalá (formado por brasileiros e europeus) e por diversos grupos de expressões regionais do Brasil. O cortejo é animado pelo trio elétrico com a presença de Caetano Veloso, Roberto Chaves e muita batucada, atraindo milhares de espectadores pelas ruas por onde passa. Se encerra na Place de la Madeleine, com a lavagem das escadarias da igreja.
O Festival Culturel Brésilien – Lavage de la Madeleine, é dirigido por seu criador Roberto Chaves e sua equipe. Tem como parceiros a EMBRATUR, BAHIATURSA, Prefeitura do 8°distrito de Paris, Embaixada do Brasil, AIR EUROPA, Moneygram, Galeries Lafayette, VIPTurismo, Paróquia de Santa Madalena e Rádio Latina.

Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016

Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016

Du 31 Août au 04 Septembre, se déroule à la Place de la Madeleine à Paris, la 15e Édition du Festival Culturel – LAVAGE DE LA MADELEINE, le plus grand événement du Brésil dans toute l’Europe. Cette année, le Festival rend hommage à la PAIX et à la SAMBA, la principale manifestation culturelle populaire du Brésil considérée par le patrimoine immatériel de l’UNESCO. Le Festival a été amené à Paris en 1998 par l’artiste Saint-Amarense, Brésil, Roberto Chaves, ayant comme marraine, la star de la télévision française, la Brésilienne Cristina Córdula et comme parrain, l’acteur Français Vincent Cassel. L’artiste invité de cette année est Caetano Veloso, le mythe de la musique populaire brésilienne.

Resultado de imagem para lavage de la madeleine 2016

Fontes:

http://www.lavagedelamadeleine.com/br/#about

http://www.juciribeiro.com/2016/07/programacao-da-lavage-de-la-madeleine.html

http://www.citizenside.com/fr/photos/culture/2014-09-07/99730/paris-grand-defile-bresilien-pour-le-lavage-de.html#f=0/1025981

Read more...


Fête de la Musique 2016

 Desde 1982 no dia 21 de junho, a França está sintonizada com a ‘Fête de la Musique’ (Festa da Música), um evento cultural anual estabelecido pelo Ministério da Cultura e Comunicação.

Para dar as boas vindas ao verão francês, no dia 21 de Junho, a tradicional Festa da Música, na sua 34ª. edição, preenche a cidade de Paris de melodias, dando um novo astral a quem passa pelas ruas.

Fete de la Music Paris 2014_dicas de Paris

Criado pelo Ministério da Cultura, este evento cultural ocorre no período de 24 horas e conta com a colaboração de diversas bandas que se apresentam nas calçadas, em palcos improvisados. Rock, jazz, musica clássica, funk, groove, soul, rap, hip hop e musica eletrônica estão entre as mais ouvidas. Conservatórios também se dispõem à se apresentar, levando mais alegria à cidade.

Famílias, amigos e pessoas das mais diversas idades se reunem para este evento marcante.

Alem disso, a empresa de transportes RATP participa também, disponibilizando trem e metrô durante à noite para que as pessoas possam aproveitar mais e voltar em segurança para suas casas.

O metrô dispõe de um ticket especial (3,50 euros) que possibilita que os usuários rodem livremente das 17h do dia 21/06 até às 7h do dia 22/06. Algumas linhas não funcionam neste período e outras tem um funcionamento especial. Veja mais no site da RATP.

Desta forma as pessoas dão as boas-vindas ao verão por tocar e ouvir música nos bares, clubes, casas de shows, na rua … em toda a França. Jazz, soul, funk, rock, electro,reggae, música clássica e muitos outros estilos musicais são comemorados com entusiasmo vigoroso.

Este ano, como todos os anos, muitos músicos, tanto amadores quanto profissionais,vão compartilhar com o público suas paixões pela música, de forma gratuita.

Bandas do circuito oficial e do circuito alternativo instalam-se em praças, parques, museus, galerias.  O ideal é escolher uma região específica e ir andando, curtindo um pouquinho de cada banda que encontrar pelo caminho.

e você pretende escolher o som que vai ouvir, é possível fazer uma busca pelo site também de acordo com o estilo musical desejado. Você vai encontrar desde ópera e música tradicional  até funk e hip hop.

E clique aqui para ter acesso ao programa completo da Festa da Música, classificado por gênero musical.

Um conselho: flane pela cidade, ande pelas margens do Sena, descubra as pequenas praças, fique atento. Em cada esquina, nos endereços mais discretos encontrará um músico solitário, um conjunto, um coro. Aproveite bem este dia.

flickr inko media

Photo par Eddy Berthier, en domaine public sur Flickr

Rencontre entre la musique et l’énergie des habitants. Le 21 juin, cette nouvelle édition honora les valeurs d’ouverture aux différentes cultures ainsi que celles de partage et de rassemblement avec le thème, « Vivre ensemble la musique ».

La Fête de la Musique est un événement participatif, festif et collectif : fait pour et par le public. Ainsi, comme chaque année depuis 1982, la nuit du 21 juin, nuit du solstice d’été, chacun est invité à venir jouer et écouter de la musique dans l’espace public, à venir vivre un moment de partage autour de concerts donnés par des amateurs et/ou des professionnels. C’est aussi une fête incitative qui donne envie à ceux qui ne connaissent pas encore la musique de la découvrir et de se lancer à leur tour dans l’apprentissage d’une pratique musicale. 

Depuis les origines, le succès de la Fête ne se dément pas et, en 2014, 17 000 concerts ont réuni plus de 10 millions de personnes autour de la musique en France. Et l’ampleur de la Fête de la Musique est telle que plus de 120 pays et 700 villes dans le monde l’ont célébrée, la transformant en une manifestation musicale internationale emblématique. Pour sa 34ème édition, la fête va également investir internet, lieu de création et d’échanges et dépassera ainsi toutes les frontières en s’appuyant sur les divers usages liés au numérique.

 

Fontes:

http://fetedelamusique.culturecommunication.gouv.fr/

https://quefaire.paris.fr/programme/59097_fete_de_la_musique_2016

http://www.parisetudiant.com/etudiant/agenda/fete-de-la-musique.html

http://www.evous.fr/Fete-de-la-musique-a-Paris-le-programme-par-genre-musical

http://www.sortiraparis.com/scenes/concert-musique/guides/53382-la-fete-de-la-musique-2016-a-paris-et-en-ile-de-france

Read more...


Inauguração da ” Parfuns de Marly ” em Paris

Boutique de perfumes raros e deliciosos, a “Parfuns de Marly“, marca criada por Julien Sprecher, inaugurou sua primeira boutique em Paris, na Rue Cambon.

Boutique parisienne Parfums de Marly

Com solo em mármore, a decoração nos faz viajar na arquitetura do século XVIII, época preferida da maison.

Boutique parisienne Parfums de Marly

Toda coleção de fragrâncias da marca está exposta no novo espaço, assim como seus acessórios exclusivos.

Não deixe de visitar esta boutique de exceção e sentir o aroma dos cinco perfumes famosos da marca: SedburyMelloraHerodPegasus e Darley – uma experiencia olfativa única.

“L’enseigne de parfums haut de gamme a récemment inauguré son tout premier point de vente au sein de la capitale, au numéro 26 de la prestigieuse rue Cambon.

Un emplacement de choix pour une marque de prestige. La maison Parfums de Marly, fondée par Julien Sprecher, rend un vibrant hommage à la grande parfumerie française, matérialisée dans une collection d’essences rares et singulières, subtiles et précieuses. Cette année, la firme dévoile un premier écrin parisien à son image, luxueux et raffiné. Sol en marbre, mobilier aux accents baroques, moulures et dorures sont de la partie afin de retranscrire la splendeur du XVIIIe, chère à la marque. La boutique, d’une superficie de 25 m2, distribue les collections de parfums précieux, de bougies parfumées mais également d’accessoires de la griffe.

Au printemps 2016, Parfums de Marly lèvera le voile sur deux nouveaux jus d’exception : Athalia et ses accords de musc blanc, de fleur d’oranger, d’iris et d’ambre et Nisean, une eau mystérieuse profonde mariant encens et patchouli. “

Parfuns de Marly
26, Rue Cambon – 75001 -Paris

Fontes:

http://lulacerda.ig.com.br/paris-por-paulo-pereira-94/

http://www.premiumbeautynews.com/fr/parfums-de-marly-une-premiere,9099

http://sensetledire.blogspot.com.br/2012/09/jovoy-4-rue-de-castiglione-75001-paris.html

http://www.beaute-addict.com/actualites-beaute/les-parfums-de-marly-ou-les-passions-du-roi-4670.php

http://fr.fashionmag.com/news/Les-Parfums-de-Marly-devoilent-leur-boutique-parisienne,612645.html#.VqFBeILR-mU

http://www.abc-luxe.com/actus/marques/article/parfums-de-marly-inaugure-sa-premiere-boutique-parisienne

Read more...


Paris Fashion Week 2016

Neste domingo começou a Paris Fashion Week, um dos eventos mundiais mais importantes da haute couture e que ditará as tendências da moda para a primavera-verão de 2016. Os desfiles acontecem até o dia 28.

No Paris Fashion Week 2016, Gigi Hadid mostrou porque é uma das maiores new faces do momento

Kendall Jenner e Gigi Hadid brilham no Paris Fashion Week 2016 representando a grife Chanel

Ninguém duvida que Kendall Jenner e Gigi Hadid alcançaram um patamar muito alto no mundo da moda no último ano. As duas, inclusive, fizeram juntas seu debut no Victoria’s Secret Fashion Show em 2015. É por isso que não é de se espantar que a Chanel tenha recrutado as new faces para representarem a marca em seu desfile no Paris Fashion Week.

A edição de 2016 do Paris Fashion Week, uma das semanas de moda mais badaladas do mundo, está bombando muito! No desfile da grife francesa, Kendall e Gigi – que são superamigas fora das passarelas – usaram looks futurísticos e roubaram os holofotes. Ok, é oficial, não tem como parar o poder dessas duas divas, concordam?

Atualmente, Kendall detém a foto mais curtida da história do Instagram e tem arrancado elogios como modelo. A morena também está vivendo um affair com Harry Styles. Enquanto isso, Gigi também conquistou outro membro do One Direction - ou melhor, ex-membro. A loira e Zayn Malik estão assumidíssimos e vivendo o maior clima de romance

 

Algumas images dos desfiles :

 

Fonts:

http://bit.ly/1V7x5nq

http://www.purebreak.com.br/noticias/kendall-jenner-e-gigi-hadid-brilham-no-paris-fashion-week-2016-representando-a-grife-chanel/22881

Read more...


Tour Eiffel inaugura seu mais novo terraço

O mais alto terraço de Paris foi inaugurado dia 13 de junho, com 57 metros de altitude, no primeiro andar da Tour Eiffel. Com 250 m2, solo de madeira, móveis de jardim de material reciclado, muita planta, sofás, dois bares e cinco lounges, o espaço está a disposição para um momento de repouso inesquecível, tendo Paris a seus pés. É o novo “lugar quente” dos parisienses.

terrasse dt 1er tage 2015 e.livinec-sete 02

Todos os móveis no terraço de verão foram feitos na França a partir de materiais reciclados ou recicláveis ​​, tais como paletes de madeira reciclados , plástico, velas , etc. Uma placa de informação introduz todos os móveis e contém fatos agradáveis ​​e educacionais sobre como eles foram criados. 

terrasse dt 1er tage 2015 e.livinec-sete 10

Tudo combina para criar um local muito agradável para uma pausa : 5 áreas de estar com poltronas, sofás e mesas de café , mesas e cadeiras de bar altos ,  mesas comunitárias criadas a partir de cerca de 15.000 garrafas de plástico , bancos, pufes feitos a partir de cerca de 30m2 de velas, e até mesmo cadeiras com pedais que permitem que você recarregue a bateria de seu celular pelo poder de seus músculos  …

terrasse dt 1er tage 2015 e.livinec-sete 05

O bar oferece light snacks: Pink champagne €10 a taça (€18  para 2 taças), algodão doce €3  e sorvete artesanal por €4.50

Fontes:

http://www.toureiffel.paris/en/news/top-story/304.html

http://lulacerda.ig.com.br/paris-por-paulo-pereira-71/

Read more...


Festa da Francofonia 2015

Para celebrar a cultura francesa, chega a São Paulo mais uma edição da Festa da Francofonia, que promove shows, espetáculos de teatro, contações de histórias, mostra de cinema, gastronomia e muito mais. O festival acontece de 17 a 31 de março em diversos espaços culturais da capital, e as atrações variam muito de preço. Para ver a programação completa, acesse o site da Aliança Francesa.

Durante esses dias, uma série de eventos culturais, envolvendo música, cinema, teatro, literatura, exposições e conferências, que ilustram a diversidade francófona . Confira a programação completa no site oficial da festa http://www.aliancafrancesa.com.br/francofoniasp/

REALIZAÇÃO: Consulado Geral da França em São Paulo; Bureau Export; Consulado Geral da Bélgica em São Paulo; Consulado Geral da Suíça em São Paulo; Consulado Geral do Canadá em São Paulo; Escritório do Québec em São Paulo; Aliança Francesa de São Paulo
PARCERIA: SESC-SP
APOIO INSTITUCIONAL: APFESP; AUF
PATROCÍNIO: Chez France

Programação

CINEMA

Mostra de Cinema da Francofonia
https://www.facebook.com/events/1412526985715883/
Cinéclub Aliança Francesa + Reserva Cultural

Os paulistanos que gostam de cinema em francês têm um prato cheio nesta semana. O Sesc Vila Mariana e a Aliança Francesa vão fazer, entre terça e sábado, a Mostra de Cinema da Francofonia, que é parte da Festa da Francofonia 2015. Dois filmes também serão exibidos no dia 28.

Tango livre


Oito filmes da França, Canadá, Suíça, Bélgica e Argélia foram selecionados para a mostra. A maioria deles é recente, como “Tango livre”, premiado no Festival de Veneza 2012. Outro destaque é “Yema”, filme argelino que fala sobre os conflitos entre o governo e rebeldes islâmicos no país.

A mostra acontece em quatro horários: 11h, 14, 17h e 20h. O valor do ingresso R$ 12, a meia-entrada custa R$ 6, e trabalhadores matriculados no Sesc não pagam nada. A programação pode ser consultada no site da Aliança Francesa.

Mostra de Cinema da Francofonia
Local: Sesc Vila Mariana – Rua Pelotas, 141 (auditório, 1° Andar – Torre A)
Telefone: 11 5080-3000
www.sescsp.org.br
Datas: 17, 18, 19, 20, 21 e 28/03, às 11h, 14h, 17h e 20h
Ingressos: R$ 12,00 (inteira), R$ 6,00 (meia), grátis para trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no SESC e dependentes

MÚSICA
Shows da ZAZ, Stromae, Angélique Kidjo, Piaf! O Show e Stéphane San Juan

LÍNGUA E LITERATURA
Jornada de Contadores de Histórias
Concurso das 10 palavras

ARTES CÊNICAS
Teatro – As Criadas (Grupo TAPA)

FRANÇA NA FRANCOFONIA
Conhecido como “o autor maldito do século XX”, Jean Genet é um dos maiores dramaturgos, poetas e escritores franceses do período. Suas obras abordam temas fortes, como o poder e a perversão, e impressionaram personalidades da época como Jean-Paul Sartre – que chegou até a escrever um ensaio sobre o autor – e Michel Foucault. Quer conhecer mais da obra de Genet? Está em cartaz no Teatro Aliança Francesa a peça ‘As Criadas’, com o grupo TAPA. Não perca!

Para o espetáculo “As Criadas” o elenco, dirigido por Eduardo Tolentino, será formado pelas atrizes Clara Carvalho, Denise Weinberg e Emilia Rey. O espetáculo conta a história de de duas irmãs, Clara e Solange, que planejam dia após dia a morte de sua patroa. Inocentes ou vilãs, assumem o risco de seus planos, que acabam por levar o “amado” de sua Madame para a prisão. As vezes criadas, as vezes patroas, a peça se confunde em um jogo de poder e submissão, amor e o ódio.

Por onde foi montado em vários países, o espetáculo já teve distintos estilos. Realista, ritualista, surrealista e até tropicalista. Para essa montagem o diretor Eduardo Tolentino brincará com a questão do mocinho e bandido que faz parte do imaginário masculino assim como a casa de bonecas que pertence ao universo feminino. Por exemplo, na ausência da patroa as criadas experimentam seus vestidos como meninas quando a mãe sai de casa. Porém quando a patroa/mãe volta, elas não conseguem cometer o assassinato simbólico com o chá envenenado, apenas conseguiram denunciar o amante/pai a polícia para afastá-lo de Madame/mãe.

Dança – Compagnie Virginie Brunelle

Foi em cafeterias e centros de convivência que a coreógrafa quebequense Virginie Brunelle, de 32 anos, iniciou as observações que resultaram no segundo espetáculo de sua autoria. A interação entre os casais, com suas semelhanças e divergências, convergiu em um ponto comum sob os olhos da artista. O resultado de sua reflexão tem chamado atenção da crítica especializada e cumprido temporada em diversos países, como Dinamarca, Coreia do Sul, Líbano e Itália. Também há apresentações marcadas neste ano na Bélgica e Holanda. No Brasil,Complexo dos Gêneros faz sessões no Sesc Pompeia nos dias 20 e 21 de março, sexta-feira e sábado, às 21h.

complexo1

Sobre as referências íntimas, Virginie conta que utiliza as sensações e emoções destacadas entre o sono e a vigília para levar propostas de movimentos aos seus bailarinos. “São coisas sem forma que eu tento situar no corpo dos dançarinos. O importante é gerar uma emoção autêntica”, explica a coreógrafa. Os movimentos do espetáculo são intensos e investigativos, como se os corpos se buscassem o tempo inteiro.

Segundo a coreógrafa, em alguns momentos eles são até grotescos. No momento inicial da peça, por exemplo, bailarinas viradas de costas para o público escondem com a saia as pernas de bailarinos que estão deitados embaixo delas. A imagem, que parece recriar um só corpo, desenha uma das percepções de Virginie.

O figurino asséptico e simples dá destaque aos corpos. “A peça traça uma estética que visa o trabalho do corpo; a pele que se avermelha ao toque do outro, por exemplo. O tema pretende não esconder a verdade”, complementa Virginie. A luz, assinada por Alexandre Pilon-Guay, parceiro de outras produções da Compagnie Virginie Brunelle, contorna os bailarinos sem dar destaque especial a eles. O trabalho é minucioso e discreto, mas deixa uma marca atraente no espetáculo.

Foto: Mathieu Doyon/Divulgação

EXPOSIÇÃO


On joue sur la terre

A cada ano, desde 2010, a Fundação Aliança Francesa organiza um grande concurso de foto junto as redes das Alianças Francesas no mundo. Por ocasião da sua 4a edição, o tema “On joue sur la Terre” (O Mundo joga) foi escolhido.

Jogar peão, Futebol ou cartas. São inúmeras as formas de jogar, sejam elas apenas para se distrair, praticar esportes ou até mesmo jogos de azar. A fim de explorar o olhar sensível e fotográfico acerca desse universo, a exposição “On Joue sur la Terre”, reúne os 55 melhores trabalhos fotográficos do concurso.

 

Olhares Cruzados

OLHARES CRUZADOS – REGARDS CROISÉS – EXCHANGING GLANCES
Brasil e Canadá: dois países jovens, nascidos no Novo Mundo e formados a partir da constante incorporação de povos, culturas e referências.
Montreal e São Paulo: duas metrópoles multiculturais.

O Instituto Cultural Brasil Canadá – ICBC, com o apoio da Câmara de Comércio Brasil Canadá – CCBC e com a Curadoria do renomado Claudinei Roberto da Silva (Eca/USP Museu Afro-Brasileiro), convidou um fotógrafo canadense – Luc Dubois de Montreal e um fotógrafo brasileiro – Renato Negrão de São Paulo, para registrarem em imagens a incursão destes artistas nestas cidades tão especialmente peculiares. Durante um breve período de tempo, cada fotógrafo mergulhará na cidade e na cultura do outro, construindo a narrativa desses “olhares entrecruzados”. Esta é a página onde os artistas alimentarão, em conjunto, as suas ansiedades, reflexões e percepções, compartilhando ideias e experiências, e contando com a participação de todos para descobrirmos juntos o que há de interessante, exótico, amargo, triste e belo, tanto no Brasil quanto no Canadá.

Abertura da exposição em São Paulo. Obrigado a todos que fizeram deste belo projeto uma realidade!! Próxima etapa: exposição em Montreal!!! — com Luc Dubois e Renato Negrão.

GASTRONOMIA
Semana do Chocolate Belga

Fritas com maionese de chocolate branco, do Arola Vintetres

Fritas com maionese de chocolate branco do Arola Vintetres

A Bélgica produz 172 mil toneladas de chocolate por ano, a maioria para exportação

CHOCO.BE – FESTIVAL DO CHOCOLATE BELGA

Evento promove o chocolate belga em mais de 30 experiências em São Paulo.

“O ministro do Comércio Exterior da Bélgica e o Cônsul Geral em São Paulo, ao lado de renomadas marcas e chefs – como Alex Atala e Dominique Persoone – vão promover o chocolate belga em mais de 30 experiências. É o Choco.be, que acontece de 14 a 21 de março, em São Paulo.

Organizado pelo Consulado Geral da Bélgica em São Paulo, o Festival Choco.be promoverá degustações, cursos, brunchs, chás da tarde e jantares – um deles assinado pelo chef Alex Atala e o chocolatier belga Dominique Persoone.

divulgação

PROGRAMAÇÃO

Apaixonados por chocolate, os brasileiros poderão no Choco.be experimentar novos sabores e ter experiências inusitadas com essa maravilha belga. Serão mais de 30 atividades, algumas delas gratuitas, para escolher e saborear. A programação completa do evento pode ser conferida no site oficial do evento. Os ingressos podem ser adquiridos através do site foodpass.com.br.

CHOCOLATE BELGA

Atualmente, a Bélgica produz 172 mil toneladas de chocolate por ano, a maioria para exportação. A exportação de chocolate belga para o Brasil aumentou em 22% em 2013 e em 34% em 2014. A média de consumo anual per capita de chocolate na Bélgica é de 9 kg, no Brasil ainda é de 2,5 kg por ano.

Tão cobiçado quanto suas cervejas, o chocolate belga conquistou ótima reputação graças a vários atributos em sua fabricação. A Callebaut, que cria chocolates no coração da Bélgica há mais de cem anos, é uma das raras empresas que seleciona, torra e mói as amêndoas para elaborar sua própria massa de cacau – o principal ingrediente na produção do chocolate. Apenas as melhores, as mais raras e as exclusivas variedades de cacau são selecionadas. As amêndoas são torradas inteiras para preservar a delicadeza dos aromas e conferir intensidade e complexidade de sabores. Todos os ingredientes são moídos delicadamente e incorporados com precisão e paciência até que a textura alcance a perfeição.

Outro cuidado adotado pelas marcas belgas na fabricação do chocolate ao leite se estende na dosagem de cacau, considerado um superalimento pelos nutricionistas por ser rico em nutrientes. No belga, a porcentagem é mais acentuada (43% em vez dos 35% frente aos outros chocolates). “Além disso, ele contém menos açúcar, o que o torna mais saudável”, afirma Vanderhasselt, cônsul-geral da Bélgica em São Paulo.  ” ( Marina Marques redator(a) )

 

Good de / Goût de France – jantar à francesa

Grande evento internacional dedicado à gastronomia francesa, Goût de France – Good France –, organizado pelo chef Alain Ducasse, acontece no dia 19 de Março, próxima quinta-feira.

www.raphaelcriscuolo.com.br

Nesse dia, mais de 1300 chefs de todo o mundo, espalhados por cinco continentes, vão realizar um jantar-homenagem celebrando a excelência da cozinha francesa. Um dos restaurantes paulistanos a participar do Goût dev France – Good France é o Avek, comandado pelo chef francês Alain Uzan.

Para o jantar – vraiment français, comme il faut – Alain Uzan elaborou cardápio com entrada fria, entrada quente, pratos de peixe, de ave e de carne, queijo e sobremesa. Em cada item, são duas opções à escolha do cliente.

O menu completo custa R$ 165 por pessoa e 5% da renda obtida será destinada pelo Avek à Arca do Saber, ONG Franco-Brasileira criada em 2001 com o objetivo de administrar uma escola maternal na Vila Prudente, uma das mais antigas comunidades de São Paulo.

Conheça o Menu Goût de France – Good France
(Jantar homenagem à excelência da cozinha francesa)

Entrée froide
Duo de salmão (tartar de salmão sobre salmão marinado)
ou
três ostras frescas

Entrée chaude
Três ostras à moda de Nantes
ou
Petit camembert empanado sobre abacaxi caramelizado

Poisson ou crustacé
Rolinho de robalo com lagostim sobre risoto de aspargos, com molho bisque
ou
Risoto de pato com shitake, shimeji e azeite trufado

Viande ou volaille
Miolo de alcatra com molho do chef
ou
Parmentier de cordeiro com purê de cará

Fromage
Queijo de cabra sobre folhas

Dessert
Mousse de chocolate belga (receita do pai do chef)
ou
Paris-Brest com creme de avelã

 AVEK - Petit camembert empanado sobre abacaxi caramelizado - Foto Raphael Criscuolo (1)

www.raphaelcriscuolo.com.br

Vins qui accompagne les plats
Champagne Vollereaux Brut Réserve
Château Saint-Maurice Les Parcelaires (branco)
Château Saint-Maurice Les Parcelaires (rosé)
Château Boucarut (tinto)
Banyuls Rimage Cornet e Cie

Avek, Champagne Vollereaux Brut Réserve

 

 

 

O menu completo custa R$ 165.
Com os cinco vinhos (uma taça de cada um), o preço passa a R$ 285.
Os pratos podem ser também pedidos separadamente.
Os preços de cada um: duo de salmão R$ 32; ostras frescas R$ 16; ostras à moda de Nantes (R$ 19,90); petit camembert (R$ 29); rolinho de robalo (R$ 78); risoto de pato (R$ 49); miolo de alcatra (R$ 52); parmentier de cordeiro (R$ 49); queijo de cabra (R$ 28); mousse de chocolate belga (R$ 26); Paris-Brest (R$ 26).

No próximo dia 19 de Março de 2015 – véspera do início da primavera na Europa –, mais de 1.300 chefs, de todo o mundo, espalhados por cinco continentes, vão realizar um jantar-homenagem celebrando a excelência da cozinha francesa.

O objetivo do jantar Goût de France – Good France é proporcionar um melhor conhecimento da gastronomia francesa em nível internacional, ilustrando assim concretamente a sua inscrição como patrimônio mundial pela Unesco e a sua influência em todo o mundo.
O evento, organizado pelo chef Alain Ducasse, tem apoio das embaixadas francesas e de Laurent Fabius, ministro das Relações Exteriores e do Desenvolvimento Internacional da França. Todos os chefs/restaurantes participantes vão oferecer um menu especial com duas entradas e dois pratos: champagne como aperitivo, entrada fria, entrada quente, peixe ou crustáceo, carne, seleção de queijos franceses e sobremesa à base de chocolate. Todo o jantar acompanhado por vinhos franceses e digestivo francês.
O valor relativo a 5% das vendas será destinado a uma ONG ligada à área da saúde.
Mais informações em: http://int.rendezvousenfrance.com/en/gout-france-good-france

Serviço
AVEK - Restaurante e Loja de Vinhos
Rua Joaquim Antunes 48, Jardim Paulistano. São Paulo – SP
Telefone: (11) 3061-1125 e 2507-5932
Site: avek.com.br.
Para o jantar Goût de France – Good France é especialmente recomendável fazer reserva.
        Horários de funcionamento:
ALMOÇO de segunda a sexta das 12 às 15 horas e sábado e domingo das 12 às 16 horas;
JANTAR de segunda a quinta das 19 às 23 horas e sexta e sábado das 19 às 23:30 horas.

Fique por dentro das novidades e bastidores através do Instagram @francofoniasp - http://www.instagram.com/francofoniasp

 

Fontes:

https://catracalivre.com.br/sp/agenda/gratis/festa-da-francofonia-2015-chega-a-sao-paulo-com-extensa-programacao/

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/03/sesc-e-alianca-francesa-fazem-mostra-de-filmes-em-frances.

http://www.aliancafrancesa.com.br/hotsite.aspx?tipo=1

http://www.teatroaliancafrancesa.com.br/eventosteatro.aspx?id=71

https://www.facebook.com/festadafrancofoniasp/photos/a.305358306256057.1073741828.301950243263530/402046909920529/?type=1&theater

http://www.aliancafrancesamanaus.com/events/exposicao-joue-sur-la-terre/

http://www.guiadasemana.com.br/evento/restaurantes/choco-be-festival-do-chocolate-belga-14-03-2015

http://wikilicias.com.br/2015/03/12/restaurante-avek-sob-o-comando-do-chef-alain-uzan-participa-do-gout-de-france-evento-que-reune-chefs-de-todo-o-mundo/

Read more...


La Caféothèque de Paris – um espaço dedicado aos cafés

La Caféothèque de Paris,  é um café, bistrô, escola de barista, enfim, um espaço dedicado à bebida tão apreciada no mundo, onde o café é tratado com o mesmo zelo com o qual os livros são nas bibliotecas.

A Caféothèque de Paris  é dividida em  3 ambientes:

salle classique (lieu des cours de caféologie pendant la semaine, de dégustation le weekend)

 salle-galerie, lieu privilégié pour admirer le travail des artistes exposés

 salle tropicale, clin d’oeil à la latitude caféière

La Caféothèque é o primeiro espaço consagrado por vender apenas cafés com classificação de Apelação de Origem na França. Isso quer dizer que lá tomamos cafés geralmente reconhecidos como o melhor de seu respectivo país de origem.

A Caféotèque de Paris. Foto: Divulgação

Colômbia, Etiópia, Brasil são apenas alguns dos países que fornecem café para lá. Como a DOC  - Denominação de Origem Comprovada – para o vinho é definida pelo casamento de um solo, uma uva e um agricultor, os cafés da Caféothèque levam o certificado de origem, com direito a foto do responsável pela produção do café.

cappuccino

café gourmand – Caféothèque 

La Cafeotheque: Cafe Gourmand

Le-latte-cafe-cafeotheque-hotel-20prieure-Paris-marais

para acompanhar os cafés

La Caféotèque de Paris. Foto: Divulgação

No endereço também são oferecidos cursos e palestras que vão desde degustação de cafés até formação de baristas. E para completar, a casa fica em uma esquina, de frente para o Sena, com mesinhas aconchegantes e uma janela que vai até o chão e deixa-nos com vontade de fazer parar o tempo.

Caféothèque de Paris

Preview la cafeotheque de paris 3

Mas não vá lá com pressa! O atendimento é calmo, quase familiar e leva-se tempo até o serviço chegar até nós. Mas quem está com pressa mesmo?

 La Caféotèque de Paris. Foto: Divulgação

La Caféotèque de Paris fica no 52, rue de l’Hôtel-de-Ville 75004 Paris.

Todos os dias das 9:30h às 19:30h

La Caféothèque

 La Caféothèque de Paris

  • 52, rue de l’Hôtel-de-Ville 75004 Paris.Tél. : +33(01) 5301 8384Fax : +33(01) 4278 3548
  •  Metro:Pont-Marie, Saint-Paul
  • Autobus :67, 69,76,96
  • Heures d’ouverture :
    — Le bar
    lundi au samedi de 10h à 19h
    dimanche de 12h à 19h
    — Vente de café (grain ou moulu)
    lundi au samedi de 10h à 20h
    dimanche de 12h à 20h

 La Caféothèque est située à Paris au 52, rue de l’Hôtel-de-Ville, dans le quartier du Marais à proximité de Notre Dame, dans un environnement privilégié tant au niveau artistique que culturel. Elle s’articule autour de l’univers du café, mettant à votre disposition un espace de torréfaction et vente et une sélection de cafés en grains ou moulus à la demande devant le client.

Tous les jours, un café du jour différent, à déguster à votre loisir : en espresso, allongé, cappuccino, café glacé ou sous la forme de nos surprenants cocktails au café.

Fontes:

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris/

http://hipparis.com/2011/04/15/coffee-in-paris-finally-coffee-you-can-drink-in-the-city-of-lights/comment-page-1/

http://myevent.fr/la-cafeotheque-de-paris

http://hipparis.com/tag/cafeotheque/

http://20ph-paris.com/la-cafeotheque-paris-marais/

http://www.timeout.com/paris/en/restaurants/la-cafeotheque

http://potofparis.blogspot.com.br/2011/03/la-cafeotheque-de-paris.html

Read more...


Restaurante do Plaza Athénée oferece ” Menu Dior “durante a semana de moda

A semana é da moda, mas a gastronomia nunca fica de lado em Paris. Inspirado em Christian Dior, o restaurante do Hotel Plaza Athénée, sob o comando de célebre chef Alain Ducasse, oferecerá um menu especial  até o dia 11 de março, período exato em que acontece a Paris Fashion Week. O cardápio exclusivo do restaurante Le Relais Plaza chama-se “Dior menu”.

Reinaugurado em agosto passado, o Plaza Athénée – braço parisiense da Dorchester Collection que abriga o incensado spa Dior Institute – faz jus ao título de hotel da haute couture e apresenta um menu especial em homenagem ao lado gourmand de Christian Dior em seu restaurante Le Relais Plaza, comandado por Alain Ducasse. A novidade celebra os desfiles da semana de moda parisiense, que vai do dia 03.03 a 11.03.

O Le Relais Plaza

 Le Relais Plaza

Além de seu talento como costureiro, Christian Dior era também conhecido por ser um gourmet apaixonado. O estilista costumava elaborar seus próprios cardápios, da mesma forma com que se importava com suas criações de costura.

Para homenagear o mestre da alta costura, o menu em tributo a Dior oferecerá os seguintes pratos:

Omelete soufflée com molho de lagosta
Lombo bovino estilo Orloff
Creme delicado de baunilha com suco de frutas cítricas Suzette e brioche tostado

O menu a preço fixo (€ 110, cerca de R$ 357) será servido apenas durante o jantar até 11.03, dia em que se encerra a temporada deprêt-à-porter de inverno 2016 na capital francesa. 

O cardápio especial será uma opção a mais do cardápio habitual.

Após passar por uma profunda renovação, o hotel Plaza Athénée, membro da Dorchester Collection em Paris, tornou-se o hotel da alta costura francesa, com a ampliação dos espaços para eventos e a cozinha ímpar de Alain Ducasse.

A renovação foi considerada pelos parisienses como bem-sucedida por ter conseguido modernizar o ambiente, oferecendo mais conforto aos hóspedes e mantendo, contudo, a alma do hotel: excelência e elegância que estão no DNA do Plaza Athénée desde a sua abertura, em 1913.

 

Fontes:

http://ela.oglobo.globo.com/blogs/paris/

http://vogue.globo.com/lifestyle/viagem-e-gastronomia/noticia/2015/03/dior-e-homenageado-com-menu-especial-no-plaza-athenee-durante-fashion-week.html

Read more...

Flickr

RSS URL not defined

Entre em contato!

Tel. 55 11 9641 0432

Áreas atendidas – São Paulo, SP
_Higienópolis
_Pacaembú
_Perdizes
_Bela Vista
_Outras áreas: consulte!

Visite minhas redes sociais:

Scroll to top